5 Benefícios da Otimização de Sites (SEO)

Por ,
em

Parece-me que é sempre tempo de pensarmos nos benefícios das estratégias de Otimização de Sites (SEO), sobretudo quando o principal motor de busca implementa mudanças de grande impacto como temos noticiado e debatido aqui no Blog da Conversion: a saber, essas mudanças referem-se à não informação dos termos de busca em parte significativa do tráfego ao website e mudanças em buscas locais, para personalização de resultados de acordo com a geolocalização.

Há muito tempo blogueiros, principalmente os internacionais, gostam do alarmismo em dizer que o SEO está morrendo. Como discuti no post 10 previsões para o futuro do SEO, o SEO não está morrendo mas sim mudando. Mudando drasticamente, diga-se de passagem. Essas mudanças implicaram, ora pois, também nos benefícios de se desenvolver uma boa estratégia de SEO.

Ao meu ver, o Google está dificultando o trabalho de SEO ao restringir as estatísticas disponíveis, de modo que para muitos profissionais o trabalho de SEO tornou-se inviável. De todo modo, se a mensuração dos resultados está mais difícil, os resultados continuam existindo e devemos procurar outras e melhores maneiras de avaliar os resultados com os dados disponíveis. SEO não morreu nem morrerá, mas está tornando-se cada vez mais difícil e exige profissionais mais qualificados e estratégias mais inteligentes.

Vejamos os principais benefícios de uma estratégia de SEO, após as mudanças recentes no mecanismo de busca:

5. Intenção de conhecer ou adquirir seu produto

Diferentemente de todas as estratégias de marketing, o principal benefício de SEO (assim como Google AdWords) é que é possível gerar tráfego qualificado de pessoas com interesse claro de conhecer seu produto ou obter a informação de que seu site dispõe, isto é, o conteúdo. Nesse sentido, SEO e SEM são estratégias que se referem à intenção da pessoa.

É possível, pois, saber a intenção de um visitante de acordo com a palavra-chave buscada. Mesmo que o Google venha restringindo o acesso a essas informações, isso não quer dizer que a intenção das pessoas mudou. Pensando bem, a intencionalidade será cada vez maior diferencial em SEO e PPC, mas SEO tem ainda suas vantagens em relação ao PPC como analisaremos a seguir.

4. Atingir consumidores exigentes

Os usuários que mais pesquisam são os mais exigentes, afinal de contas não aceitam pura e simplesmente o primeiro resultado. Com mudanças do Google que visaram a aumentar o destaque ao PPC em meados de 2011, a taxa de cliques nos resultados orgânicos caiu, enquanto por outro lado a qualificação aumentou.

Nós sabemos que consumidores exigentes têm mais conhecimento que a maioria e são eles próprios os formadores de opinião sobre marcas e produtos. Portanto, não basta aparecer em destaque para todo e qualquer consumidor através de estratégias de PPC, que são sabidamente anúncios pagos e por isso têm menos confiabilidade, sendo indispensável destacar-se na busca orgânica que traz um tráfego muito mais qualificado e fiel.

3. Formar a opinião do mercado

Com esse tráfego qualificado, é possível que marcas e empresas de pequeno a grande porte alcancem uma grande representatividade em relação às buscas relacionadas ao seu mercado, que passa a formar a sua opinião e, portanto, influenciar as pessoas ao seu redor. Alcançando um usuário “alpha” – ou seja, aquele propenso a defender uma ideia ou marca com unhas e dentes, evangelizá-la por “paixão” e não interesse comercial-, é possível produzir um efeito viral e positivo sobre a marca.

Dum ponto de vista menos ambicioso, podemos ressaltar que a opinião das pessoas é formada quase sempre através de SEO e não de PPC. Deste modo, um consumidor decide que irá comprar este e não aquele modelo de um smartphone através de suas pesquisas em sites, blogs e fóruns que é feita quase que exclusivamente através da busca orgânica, porque os links patrocinados não costumam trazer opinião e sim publicidade.

A opinião dos consumidores semelhantes é fator crucial para adquirir um produto. Se, entretanto, em suas pesquisas através da busca orgânica o usuário encontrar constantemente o site de certa marca, na hora de adquirir o produto poderá acessar seus favoritos ou sentir mais confiança de comprar pelo site que encontrou tantas vezes na busca orgânica (formou opinião positiva sobre a loja), mesmo que o clique final seja de PPC.

2. Continuamos a focar em conversões

É verdade, ainda, em lojas de e-commerce que proporcionalmente a taxa de conversão de busca orgânica costuma ser muito maior que de PPC. Isso acontece justamente porque o tráfego de busca orgânica é mais “natural”, isto é, não está sendo incentivado por um anúncio publicitário, mesmo que este seja relevante e o usuário só costuma clicar quando o resultado corresponde realmente ao que ele procura.

Mesmo com o crescimento dos termos (not provided), que limitam a capacidade analítica do estrategista de SEO, criam-se novas maneiras de avaliar e desenvolver estratégias de SEO focadas em gerar conversões muito qualificadas, com alto ROI e ticket médio superior ao de PPC.

1. Menos concorrentes, mais oportunidades

Prosseguindo na esteira de desincentivo ao SEO, profissionais deste mercado tendem a migrar para gerenciamento de campanhas de Google AdWords, uma vez que estas tornam-se mais “fáceis” – mesmo que seja dificílimo manter uma campanha de PPC com uma alta verba e um bom ROI. Além disso, vejo que as pessoas tendem a preferir trabalhar com coisas cujo resultado seja facilmente visualizável e os resultados exijam menos interpretações.

Com a migração para o PPC, sobrarão muito mais oportunidades e o SEO será cada vez mais um mercado em que palavras-chave se tornarão segredos de Estado e somente a sua informação e conhecimento serão de grande valia para as empresas. Uma vez que não será possível medir com precisão palavras-chave de cauda longa (long tail), elas sumirão dos relatórios e permanecerão apenas nas planilhas e estratégias dos bons profissionais de SEO.

Um grande benefício do SEO passa a ser, portanto, que pouca gente estará apta a fazê-lo com qualidade.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento