52 melhorias no SEO com o Google Update em Abril

Por ,
em

52 melhorias no SEO com o Google Update em AbrilComo de costume, na primeira sexta-feira desse mês, dia 4 de maio, o Google divulgou em seu Blog Oficial as últimas atualizações de seu robô. Baseado nas informações deste post e das considerações do especialista Matt McGee, trouxemos para vocês uma análise das principais mudanças no mecanismo de busca, suas implicações para o SEO e novas possibilidades de se trabalhar nossos conteúdos e palavras-chave. Confiram!

Maior indexação e um novo filtro

A gigantesca base de sites indexados pelo Google, que há muito tempo já ultrapassara 1 trilhão de sites da web, aumentou cerca de 15%. Ou seja mais de 150 bilhões de páginas agregam agora o banco de dados do buscador, aumentando a concorrência e a disputa pela primeira posição no ranqueamento.

Também em relação a indexação, um novo projeto chamado “cantina” promete aprimorar a maneira de categorizar o conteúdo de uma página para classificá-la de acordo com a relevância que ela tem para o usuário. Isto é, o Google dará mais importância ao conteúdo das páginas de um mesmo site analisando-as separadamente, e isso permitirá que ele apresente nos resultados de busca de seus usuários apenas aquela que se refira de maneira mais direta a palavra-chave pesquisada.

Mais mudanças no ranqueamento

Os critérios de ranqueamento de sites anunciados pelo Google implicam em algumas mudanças e adaptações do trabalho de SEO. Porém, muitos deles já haviam sido adotados nas atualizações Panda e Penguin e foram aprimorados.

Eles enfatizaram que o critério mais fundamental para posicionar uma página nas primeiras posições é a presença das palavras-chave da busca em meio ao conteúdo e a maneira como elas estão dispostas. E nem pense em fazer keyword stuffing: os mecanismos que identificam essa prática também foram melhorados.

O melhor a se fazer é, o que parece ser a palavra de ordem do Google, pensar na experiência do usuário e na qualidade de sua navegação. A autoridade do domínio, conteúdos originais em assuntos mais específicos e com qualidade na escrita e na combinação do uso de palavras-chave com outras palavras do mesmo campo semântico serão mais bem vistos pelo buscador.

Sitelinks atualizados

Em relação aos sitelinks nas SERPs, o Google divulgou duas mudanças que parecem que vão causar maior impacto em nosso trabalho: a preferência pela diversidade de domínios e a substituição das snippets por sub-sitelinks.

Essa preferência pela diversidade de domínios significa que mesmo que o seu site possua mais de uma página com um excelente conteúdo relacionado as palavras-chave buscadas, o Google pretende optar por apenas uma delas e abrir espaço para que outros sites semelhantes ocupem as primeiras posições.

Agora, como já temos feito com nossos clientes, o foco em uma URL de destino otimizada para gerar mais conversões se torna imprescindível, pois o primeiro contato do usuário com sua página será decisivo para que ele decida continuar navegando por ela e não procure uma segunda opção.

Em relação a substituição das snippets por sitelinks, podemos perceber como a importância dos títulos otimizados aumentará e como a pesquisa por palavras-chave para anúncios de PPC podem contribuir para nosso trabalho de SEO. Mais do que nunca, antes de escolher os títulos de suas páginas e suas metadescriptions, faça uma pesquisa das palavras-chave mais utilizados nos mecanismos de busca.

A influência dos resultados locais

Como já havíamos antes falado sobre o Local Search Update, chamada pelo codename Venice pelo Google, as novas atualizações sobre os resultados locais provam que eles terão uma extrema relevância no ranqueamento das páginas.

O Google afirmou que a partir de agora, ao pesquisar por “restaurante”, por exemplo, mesmo sem citar a palavra “São Paulo” na busca, os restaurantes localizados nessa cidade terão muito mais chances de aparecer nas primeiras posições para os paulistas. E isso é muito interessante para os profissionais de SEO.

Trabalhando com as palavras-chave certas, poderemos atingir um público muito mais qualificado, atraindo mais leads e aumentando o ROI.

Conclusão

Me parece que quanto mais o Google tenta dificultar a otimização de sites, inclusive escondendo informações em formato de (not provided) no Google Analytics, com o fim do PageRank, entre outras restrições, mais um trabalho de SEO forte e focado se torna imprescindível (inclusive com novas possibilidades e caminhos).

Vamos continuar nos atualizando e postando para vocês as novidades no mundo do SEO para que nos tornemos sempre profissionais melhores. Acompanhem-nos!

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento