Como enviar email marketing, não SPAM

Por ,
em

A maior dificuldade ao se planejar um Email Marketing é como fazê-lo chegar para o seu target na Caixa de Entrada, não como SPAM. Pense por um instante em si mesmo: você costuma entrar na Caixa de SPAM de seu e-mail pessoal para procurar propagandas e comunicações institucionais? Se a resposta for sim, considere-se uma exceção. Uma mensagem marcada ou que enviada caia diretamente como SPAM dificulta muito o alcance de seu mailing e, consequentemente, reduz taxa de conversões de suas campanhas.

Há diversos fatores que podem fazer o seu Email Marketing se tornar um SPAM. Eles estão pautados, basicamente, na reputação do IP e domínio de sua empresa na internet, tanto com os consumidores quanto com os provedores. Mas outros fatores como a qualidade da lista e a maneira como é feito o código HTML das mensagens também são muito importantes.

Verificação da qualidade da base de dados

Manutenção, constante limpeza e atualização de sua base de dados são os passos iniciais para não sujar o nome de sua empresa no mundo online. Isso porque ao enviar e-mails para destinatários que não existem, mesmo que seja por erros de digitação do endereço de e-mail, os provedores identificam o seu IP e domínio (de disparo das campanhas e também o link de destino) e consideram que os seus contatos não têm um relacionamento legalmente pré-estabelecido com sua marca. Ou seja, o seu Email Marketing se torna um SPAM.

O pior de tudo é que, caso isso aconteça, a sua ação ainda corre o risco de chegar como SPAM para todos os outros usuários, perdendo muitas visualizações. Portanto, mantenha-se sempre atento ao seu banco de contatos e não caia no golpe de comprá-los de outras empresas. Gere seus próprios leads!

E-mails armadilha

Os provedores também possuem algumas armadilhas para identificarem os disparos de E-mails Marketing para não cadastrados e poderem classificar o seu e-mail como SPAM. São os chamados SPAM traps: e-mails fantasia sobre o controle dos próprios provedores, que são disponibilizados livremente na internet para aguardarem um contato de spammers (eles costumam fazer varreduras na web atrás de e-mails). Caso você envie um mailing para um desses e-mails, eles considerarão que, por não terem relação comercial com a marca anunciada, sua mensagem é um SPAM.

Bancos de contatos muito antigos também podem sofrer com os SPAM traps, pois os provedores também são capazes de transformar e-mails inativos, ou que não tiveram interação com suas ações por muito tempo, nessas armadilhas. Nesse caso, a falta de interatividade é considerada falta de relevância, e seu Email Marketing pode ser mais uma vez visto como SPAM.

Novamente, essa informação pode ser expandida para toda a sua rede de contatos desse provedor, prejudicando a reputação de seu IP. Adotando algumas medidas simples como confirmação de cadastro e monitoramento da régua de relacionamento e atendimento, grande parte desses problemas pode ser solucionada.

Confirmação de cadastro (double opt-in)

Muitas vezes quando nos cadastramos em algum site, recebemos um e-mail pedindo a confirmação do cadastro, para provarmos que realmente existimos. Essa técnica é chamada de double opt-in, e busca garantir que não mandemos e-mails para endereços de e-mail inválidos, seja por erro de digitação ou por inutilização por parte do usuário.

O double opt-in também ajuda a evitar os SPAM traps, pois algumas vezes os provedores se cadastram nos sites para avaliar o conteúdo enviado para os usuários. Mas como são robôs que realizam todos os processos, eles ainda não conseguem confirmar o cadastro. Dessa forma, utilizando como banco de contatos apenas usuários double opt-in, você consegue já consegue ter alguma garantia de que seu e-mail chegará na Caixa de Entrada de seu target.

HTML das mensagens

Outro ponto que se costuma deixar de lado é a maneira como são escritas as mensagens. Uma parte signficativa das campanhas de Email Marketing indesejáveis não tem um código HTML sólido e costumam, não raro, ter uma única imagem em todo o corpo da mensagem. Enviar email marketing com uma única imagem é o caminho certo para que sua mensagem caia no SPAM.

Por isso, assim como você se preocupa com o código HTML de seu site ao fazer SEO, dê atenção ao código HTML de seu email marketing também. Lembre-se que o HTML de email segue regras diferentes da W3C e que vale a pena estudá-las em separado, por isso o assunto fica para outro post.

A interatividade do seu conteúdo

Provedores como Gmail e Hotmail possuem filtros mais específicos quando o assunto é Email Marketing. Além dos critérios para as peças gráficas e para a reputação do IP de sua empresa, eles possuem uma tecnologia de avaliação de conteúdo e interatividade one-to-one. Isso quer dizer que, dependendo da taxa de abertura e da taxa de cliques (CTR), esses provedores decidem individualmente (para cada usuário) se a sua newletter será marcada como SPAM ou não.

Isso prova a importância da segmentação e da análise constante do desempenho de suas campanhas, pois esses fatores podem ser decisivos no comportamento de entrega de seus E-mails Marketing e, posteriormente, no crescimento de sua taxa de conversões.

Conclusão

Uma lista ruim é o ponto principal para sua mensagem ser identificada como SPAM. Outro ponto crucial é a reputação de sua plataforma de email marketing. Trabalhar com provedores de email marketing populares, embora contem com preços atrativos, pode ser muito perigoso para suas campanhas porque você irá compartilhar sua reputação com outras empresas. Se houver alguém neste provedor que dispare SPAM, sua empresa poderá parar na lista negra dos spammers.

Monitoramento e relevância são as palavras que devem estar sempre em sua cabeça na hora de elaborar ou analisar os resultados de uma campanha de Email Marketing. Sendo assim, procure entender melhor seu público, observe os seus gostos e suas necessidades. Essa é a melhor forma de construir um bom relacionamento e se tornar a primeira opção de escolha na hora das compras.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento