Gerenciamento de Projeto de SEO

Por ,
em

Gerenciamento de Projeto de SEOSEO é um tipo de projeto diferente de todos os outros, porque sua abrangência é muito ampla e refere-se a tudo o que envolve uma página na web. Ou seja, SEO vai desde o provedor de hospedagem às táticas de mídias sociais, passando pelo que é de mais importante para SEO especificamente, que são as estratégias on e off-page.

SEO e Marketing

Todavia, um bom projeto de SEO não se limita à parte técnica e deve estar alinhado a todo o planejamento de marketing de uma empresa. Ou seja, é preciso conhecer todas as ações de mídia de uma empresa para que sejam definidas as prioridades corretamente.

Como podemos perceber, gerenciar um projeto de SEO pode se tornar muito complexo uma vez que chega a envolver diversos departamentos de uma empresa – principalmente desenvolvimento e marketing. No caso de uma empresa grande, recomenda-se que um profissional esteja, com conhecimento de lógica de programação e muito ligado ao marketing, seja responsável pela estratégia de SEO e outras ações de marketing online.

Projetos de SEO

Vamos começar analisando projetos mais simples, para entender o funcionamento de um projeto de SEO e saber as principais medidas a se tomar. O primeiro ponto que eu defendo é que SEO é um trabalho contínuo e que jamais cessa, porque há muitas empresas concorrendo pela mesma palavra-chave, bem como é preciso adiantar-se em relação ao mercado e determinar o futuro.

Do ponto de vista da concorrência atual, há dois casos: quando o cliente não está na primeira posição e quando está. Sobre o futuro, podemos ainda determinar palavras-chave que no futuro gostaríamos que ficassem bem posicionadas – estas são, principalmente, palavras-chave que descobrimos ao longo do trabalho, que é constante.

Como já falamos, é muito importante que o profissional de SEO pense sempre em palavras-chave. Portanto, preparamos uma metodologia bastante simples para você organizar o seu projeto de SEO.

Algumas palavrinhas sobre Gerenciamento de Projetos

Os principais teóricos de gerenciamento de projetos costumam definir projetos como um produto final, ou resultado, cuja entrega envolve uma série de tarefas e pessoas. O projeto pode ser uma campanha de marketing, um software, um produto ou até um jato especial – afinal, a NASA também faz projetos.

Com todas as ferramentas de gerenciamento de projetos, a dificuldade que encontramos é sempre a mesma: eles são projetados para terem início, meio e fim, mas os projetos de SEO nunca têm fim, apenas metas que precisam ser revistas e revistas. SEO envolve tarefas que costumam surpreender, porque chegam a envolver rede de contatos (na busca de um bom link), o que por sua natureza deveria ser feito por um CRM (Customer Relationship Management – Gestão de Relacionamento com o Cliente, que também é válido para fornecedores e parceiros).

Outro agravante é que em SEO sempre lidamos com o fator surpresa: sites podem ser atacados, punidos pelo Google ou sumirem do ranking por fatores diversos, como comandos incorretos enviados ao Google. Quanto mais pessoas estão envolvidas no SEO, maiores são as complexidades.

Eu recomendo que cada empresa procure adequar os Projetos de SEO aos seus processos internos. No caso de uma agência, que não está envolvida diretamente na sede física do cliente, o trabalho é principalmente de acompanhamento, relatórios para projeções, definição de metas e ações a serem tomadas.

Como SEO envolve diversas áreas e profissionais, o melhor termo ao qual eu consegui chegar para gerir um projeto de SEO após o site já ter ido ao ar, ou seja, o “SEO contínuo”,  é através de tarefas e respectivas categorias (qual o cliente, on-page ou off-page, tarefa atual ou planejada), pesquisa de idéias de link building e palavras-chave (envolve muito tempo e muito resultado é claro), relatórios para os clientes  – é preciso também demonstrar os resultados ao cliente, para que o trabalho seja devidamente valorizado.

Retornando dessa digressão, e lembrando que um trabalho de SEO deve sempre ser pensado em torno de palavras-chave, vamos utilizar a metodologia de separar da seguinte maneira os trabalhos de SEO: manutenção de palavras-chave, palavras-chave sendo otimizadas e palavras-chave desejáveis.

Manutenção de palavras-chave

É a parte mais simples de todo o projeto de SEO, mas ao mesmo tempo a que envolve mais responsabilidade e exige bom conhecimento por parte do profissional, simplesmente porque ninguém deseja perder posições e, com isso, receita.

Para garantir a manutenção das palavras-chave, é preciso saber quais palavras-chave estão em manutenção ou não. Nesta hora, o profissional de SEO deve ser consciente e analisar se uma palavra-chave pode subir mais ou não. À parte o argumento otimista que toda palavra-chave pode ficar mais bem posicionada desafio qualquer SEO a ficar mais bem posicionado que o próprio Facebook nos resultados do Google. Impossível. Entretanto, poderíamos considerar como manutenção estar na primeira página, mesmo que na décima posição.

O trabalho de manutenção das palavras-chave envolve acompanhar não só o seu site nas primeiras posições do Google, mas sobretudo os seus concorrentes. Você precisará criar uma série de alertas para o caso de algum concorrente vir subindo no ranking mais do que qualquer outro; portanto, você não deve acompanhar somente a primeira página do Google, mas as dez primeiras páginas.

Caso algum concorrente suba, é hora de você analisar detidamente o trabalho que ele vem fazendo e responder com ações compatíveis, e até melhores, para que esse concorrente jamais seja uma ameaça concreta ao seu site.

Além disso, o trabalho de manutenção envolve o fato de que é preciso melhorar as páginas constantemente, para que o robô do Google perceba que sua página é sempre atualizada e está cada vez melhor. O trabalho de manutenção de palavras-chave muitas vezes poderá entrar em conflito com as palavras-chave sendo otimizadas e as desejáveis, porque funcionam como um empecilho na medida em que, por exemplo, não pudéssemos ter uma palavra-chave desejável a mais no título e a exclusão da atual prejudicasse a posição daquela que está em manutenção.

Nenhuma palavra-chave em manutenção recebe ações, só atenção. Mesmo no caso de uma palavra-chave que já está bem posicionada receber uma nova estratégia de link building, ela deve ser tratada como “sendo otimizada”.

É normal, após 12 meses de um projeto de SEO, ter pelo menos 30 palavras-chave em manutenção. Mas a quantidade pode variar de acordo com as peculiaridades do projeto.

Palavras-chave sendo otimizadas

As palavras-chave sendo otimizadas são todas aquelas em que há trabalho envolvido, mesmo que preventivo. Se você está fazendo otimizações on-page ou procurando links, é preciso tratar as palavras-chave envolvidas no processo como palavras-chave sendo otimizadas.

Como vimos no ponto anterior, se uma palavra-chave puder sofrer algum tipo de prejuízo por conta de outra palavra-chave, ela também deve ser considerada como otimizada, mesmo que seja somente um alerta.

O conceito das palavras-chave sendo otimizadas é bem mais simples de entender, mas seu trabalho é bem complexo e, em partes, foi todo o conteúdo do curso e ainda o que você irá aprender durante toda a sua vida sobre SEO e marketing online.

Recomendamos que você tenha poucas palavras-chave sendo otimizadas simultaneamente. O número máximo você irá definir de acordo com as necessidades e peculiaridades do projeto, mas no caso de um site pequeno (com menos de 500 visitas por dia), é recomendável manter de 1 a 3 palavras-chave sendo otimizadas constantemente.

Palavras-chave desejáveis

As palavras-chave desejáveis são a orientação de suas estratégias de SEO e são elas que determinam para onde você irá caminhar. Quanto maior for o site, mais palavras-chave desejáveis você deveria ter; é claro que contam tanto palavras-chave long tail quanto palavras-chave head tail.

Acredito que esta seja a parte que mais revele a natureza de sua estratégia de SEO. Há sites que têm muito poucas palavras-chave como desejáveis, uma vez que o seu mercado é restrito e muito peculiar, ou mesmo no caso de já se ter conseguido excelentes posições para a maioria dos termos. Via de regra, isso demonstra que há menos esforço envolvido no projeto, enquanto um site com centenas ou milhares de palavras-chave, via de regra, exigem um esforço muito maior. Os grandes sites da Internet não raro chegam a ter 10 funcionários trabalhando só com SEO.

As palavras-chave desejáveis devem aparecer de ideias para a empresa, conversas do time, relatórios de acesso do Analytics, dados de pesquisa do Google AdWords e brainstorm, exatamente como se pesquisam novas palavras-chave. O que a parte da metodologia sobre palavras-chave desejáveis fala é que se deve sempre pesquisar novas palavras-chave e definir prioridades para que, o quanto antes, elas possam entrar no grupo das palavras-chave otimizadas.

Se o site for pequeno, não tenha menos do que cinco palavras-chave desejáveis, para que você jamais fique estancado. Se o site for muito grande, não tenha menos  do que milhares de palavras-chave desejáveis.

Conclusão

Falamos dos três grupos acima como uma maneira organizada de separar as tarefas (lembre-se que um projeto de SEO é sobre tarefas e metas), para que você saiba medir o que está fazendo, o que está verificando e o que será feito adiante. Com o trabalho que é feito, será possível avaliar a maneira de cobrar o seu trabalho.

Há ferramentas que ajudam a gerenciar projetos como o Basecamp, para o início de um projeto de SEO, e Flow, para o dia-a-dia de uma estratégia de SEO. Os aplicativos do Google Docs podem também ser uma boa maneira de você acompanhar os seus projetos.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento