Ter uma Linha Editorial é indispensável para SEO

Por ,
em

Linha Editorial SEOSEO hoje em dia é muito mais do que ele foi há, por exemplo, quatro anos atrás. Acredite ou não, era possível otimizar um site, e obter bons frutos disso, com apenas algumas modificações no HTML do domínio. Mudanças básicas como alteração do H1 e usar a keyword principal no Title da página já não são mais suficientes para uma otimização de ponta.

O Google pode parecer estar afunilando o caminho do SEO, mas ao mesmo tempo em que dificulta, ele também nos oferece dicas de como ser cada vez mais relevante para seu algoritmo. E a dica principal dos últimos tempos é o Conteúdo. Isso, você provavelmente já viu em nosso Blog, o texto “Domain Authority” do Diego Ivo, traz essas e outras informações explicadas de forma detalhada.

Tudo bem, você já sabe das mudanças do Google, e que o conteúdo agora é fundamental para um site que quer estar bem posicionado, mas e a profundidade de informação, você tem dado atenção a ela. E linha editorial, você tem uma?

Profundidade de informação – Genérico X Especialista

A maioria dos sites de conteúdo, principalmente aqueles orientados a AdSense, não possuem uma linha editorial de qualidade. Eles podem escrever sobre 5 ou mais determinados assuntos, mas são textos que ampliam muito os horizontes semânticos dos textos, e acabam prejudicando a relevância do domínio.

Você deve estar se perguntando, mas se o Google quer conteúdo, por que ter vários textos publicados todos os dias não vai resultar no posicionamento que eu quero? A resposta não é tão grande quanto à pergunta, o Google apenas não gosta de conteúdo muito genérico.

Em outras palavras, um site com grande quantidade de textos, mas sem uma linha editorial bem definida, que demonstre a profundidade de informação, não recebe a mesma relevância que um site de conteúdo especializado em apenas 1 ou mais segmentos.

Isso quer dizer que o conteúdo é bom até certo ponto, ponto limitado pela linha editorial, que tem a função de organizar e dar a “profundidade de informação” que classifica entre Genérico ou Especialista. Imagine a linha editorial como um filtro de qualidade que, além de melhorar a relevância, ainda ajuda no estabelecimento de um público alvo.

Linhas Editorial para Adsense

Linha Editorial para AdsenseEm Adsense, a busca por uma quantidade cada vez maior de visitantes é fundamental para o faturamento da página. Mas o que a linha editorial propõe é que essa meta seja buscada de forma mais organizada e direcionada. Por que correr atrás de paraquedistas, pessoas que caem acidentalmente em sua página através de pesquisas no Google, se você pode ir atrás de um público selecionado?

Vale lembrar que um público selecionado e interessando em algum segmento é muito mais propício à conversão, do que aqueles que somente estão atrás de alguma informação genérica.

Como ser especialista

A primeira etapa do processo para começar essa revolução de conteúdo em seu site é criar uma linha editorial robusta. Não imagine uma linha editorial que programe apenas o próximo mês, eu estou falando de uma organização que envolva mês e até anos.

Não é impossível se você considerar que grande eventos e acontecimentos programáveis são apresentados e divulgados, pelo menos, 3 meses antes da data. Assim, é possível se programar com antecedência básica de alguns meses e já começar a produção do conteúdo especializado para seu site.

O segundo passo é determinar em que você quer ser especialista. Vale assuntos que você gosta, assuntos que estão em alta e também aqueles que você não gosta. Lembre-se que existe público para todos os tipos de coisas, mas não qualquer coisa. Escolha assuntos de grande volume de buscas como, por exemplo, tecnologia ou Games, por exemplo.

Depois de escolher seu segmento, o próximo passo é descobrir como fazer essa linha editorial funcionar de forma otimizada. O segredo para isso está em algumas ferramentas gratuitas da internet como, por exemplo, o Google Trends.

Google Trends

Com o Google Trends (GT), você consegue realizar buscas por determinado termo ou jogo de palavras, e observar o aumento a diminuição do volume de busca durante o passar do tempo. Além disso, você também terá informações de previsão de crescimento ou de queda para o seu termo e outras palavras relacionadas.

A ferramenta se torna ideal no processo de pesquisa de palavras-chave. Por ela mostrar o crescimento esperado de um grupo de palavras, você tem a possibilidade de criar textos cada vez mais otimizados para palavras que ainda nem estão em alta e, desta forma, ir se preparando para o “BOOM das buscas”.

Um bom exemplo é o novo celular da Apple, o iPhone 5, um dos termos mais buscados na internet. Na imagem a baixo, você pode ver que após o lançamento, período em que houver o pico de buscas, o termo ainda possui grande volume de buscas no Google.

Google trends SEO

Essas informações nos levam a concluir que mesmo sendo uma palavra bastante concorrida, “iPhone 5” possui volume de busca alto, e que termos relacionados a esse assunto provavelmente também terão.

É neste momento que entra em ação outra ferramenta Google Trends, a área de “Termos Relacionados”. Com ela é possível observar as palavras relacionadas que provavelmente também possuirão volume de busca proporcional ao termo original.

Termos relacionados CrescentesTermos Relacionados Principais

Na primeira imagem podemos ver o crescimento no volume de busca de outros termos relacionados à iPhone 5. Já na imagem seguinte, os termos relacionados que estão em alta.

São informações assim que possibilitam a criação de bons conteúdos com foco em boas keywords, mas que ampliam o campo semântico de forma a transformar o seu site em referência sobre determinado assunto.

Conclusão

Com tantas informações fica obvio a necessidade de um campo semântico forte que siga uma linha editorial robusta. Mas não pense que esse é a única forma correta de se fazer conteúdo especializado de forma eficaz. Existem muitas outras, e cada uma possui vantagens e desvantagens.

Procure a que melhor atende suas necessidades, escreva conteúdo pensando no valor que os algoritmos vão dar a ele, mas nunca se esqueça que quem vai ler realmente o seu texto, são seus visitantes humanos. Tenha um site sobre um nicho, sobre um assunto específico!

Também não esqueça de sempre acompanhar os resultados de suas otimizações na área de conteúdo. Afinal de contas, uma coisa que está funcionando hoje, pode não dar nenhum resultado amanha.

É isso pessoal, espero que tenham gostado do texto, e que ele seja de grande ajuda para quem quer começar ou faturar mais em Adsense. Não esqueça de dar um curtir e de deixar seu comentário aqui na página. Se preferir, você pode entrar em nosso fórum #OpenSEO e deixar sua dúvida.


Um grande abraço.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento