O mundo é open, aprender SEO também

Por ,
em

OpenSEOQuando chegou o primeiro computador em casa, eu morava no subúrbio de uma pequena cidade do interior de Minas e fiquei fascinado porque poderia construir meus próprios sites e softwares. A força juvenil da primeira adolescência via naquilo uma maneira de ganhar o mundo.

Tão logo comecei a criar páginas mais ou menos profissionais (ok, eram toscas), vendi meu serviço a uma empresa local. Foi o primeiro cheque que recebi. E talvez o leitor se pergunte “que importa!”, e eu peço calma, calma. Estamos chegando lá.

O ponto mais interessante disso tudo é que eu nunca fiz nenhum curso ou faculdade da área.

Aliás, até hoje em minha vida jamais fiz um curso de absolutamente nada relacionado ao meu trabalho de SEO. Isso, entretanto, não quer dizer que não obtive formação; pelo contrário: obtive a melhor de todas. Algumas pessoas dizem que todo aluno é necessariamente um auto-didata, o que talvez seja verdade.

De todo modo, é imprescindível empenho e a educação não pode jamais ser passiva, onde o aluno simplesmente ouça e não participe, não se desenvolva; há em todo mundo, em maior ou menor grau, uma criatividade latente e é preciso fazê-la aflorar.

Educação pela Internet

A educação verdadeira – barata, cara ou gratuita -, portanto, é aquela que ajuda uma pessoa a caminhar com as próprias pernas, não a educação que pede alguma recompensa na forma de dependência. Não é educação aquilo que não emancipe o ser humano.

Muito embora eu nunca tenha tido um professor para SEO, que é hoje a minha profissão, meus professores foram muitos, a maioria deles anônima, pessoas que eram mais ou menos como eu e que compartilhavam seu conhecimento em sites, fóruns e blogs. Eu aprendi, de uma maneira meio caótica é verdade, tudo o que sei ou testando ou lendo e participando de sites. Ah, sim, os livros foram chave fundamental de minha formação inicial.

Agora, mais de dez anos se passaram desde aquele meu primeiro trabalho e eu estou iniciando um outro, que não tem viés financeiro, mas sim de formar pessoas que possam receber seus cheques pelo trabalho de SEO. Para que o SEO possa ser a sua profissão e, com isso, possamos elevar o nível do mercado brasileiro.

Fundamentos da educação

Parece-me que a educação tradicional não é tão diferente da educação que se possa desenvolver pela Internet. O que tem acontecido na última década é que, uma vez que a Internet é uma coisa muito nova, etapas têm sido atropeladas e não temos, com isso, a visão do todo.

Falta até hoje uma metodologia para se aprender e ensinar pela Internet ou ela ainda está se desenvolvendo porque é difícil trazer professores, que geralmente estão acomodados em sua sala de aula, porque o novo sempre nos espanta. Por outro lado, já assisti a aulas maravilhosas no Youtube de grandes professores das melhores universidades dos EUA. Foi incrível!

1. Elementos positivos da educação

Para que exista uma educação com excelência, creio que seja preciso empregar basicamente 3 coisas, o que é válido em um contexto formado por pessoas maduras:

– Um aluno com vontade de aprender e descobrir por conta própria, além de CRIAR;
– Uma comunidade que queira colaborar para o crescimento mútuo de seus membros;
– Alguma referência em termos de conhecimento, que lidere as pessoas ao aprendizado;

Em qualquer escola de sucesso, iremos observar os 3 elementos acima.

Entretanto, na educação que conhecemos na vida escolar há ainda outros 3 elementos, que geralmente são necessários porque aquele método educacional é ineficaz (e nosso método educacional é), mas na verdade mais deterioram do que fomentam propriamente a educação.

2. Elementos negativos da educação

Vejamos os problemas da educação:

– Figura repressora, simobilizada infelizmente pelo professor, que muitas vezes tem o papel de obrigar alunos a aprender (quando sua função deveria ser despertar o interesse, que é inato no ser humano);
– Currículo focado em coisas distantes do mundo real, portanto abstratos (a abstração é a maior inimiga da educação);
– Sistemas de avaliação que naturalmente são falhos porque avaliam quem sabe lidar com eles, não o que de fato as pessoas aprenderam e como elas levam a vida (e do que vale a educação se não para a vida?);

Como podemos ver, esses 3 problemas são a base de nossa educação atual. Como aprender em um contexto que é contrário ao aprendizado?

Educar no Brasil, só pela Internet

Eu, pelo caminho contrário das vias venenosas da educação vigente, creio que se tivermos aqueles 3 primeiros elementos (aluno com vontade e criatividade, comunidade e pessoa de referência) somos capazes de fomentar uma educação fantástica. Convém, todavia, destacar que esse sistema somente seria possível se as 3 condições trabalharem em harmonia. Se um deles faltar, a experiência educacional provavelmente será bem menos proveitosa.

Vivemos um momento muito significativo na história do Brasil: a educação, pública ou particular, é um lixo – creia-me o leitor, pois eu estive 3 anos na Faculdade de Letras da USP, de onde surgem os novos professores de português.

Por outro lado, a Internet começa a dar sinais de primeira maturidade e ela pode ser um verdadeiro braço na formação intelectual e profissional do mercado brasileiro. Precisamos de uma revolução e sinto que somos capazes de fazê-la.

Como exemplo maior disso, posso citar o professor de filosofia Olavo de Carvalho, que tem levado nas costas a formação de jovens aprendizes de filosofia e literatura, que antes se encontravam desamparados frente a dominação dos meios de educação pelo pensamento marxista, pensamento este que chegou a todas as faculdades e escolas brasileiras e nos faz crer, dentre outras coisas, que o socialismo/comunismo é uma coisa boa.

Que fique claro: a educação no Brasil é para nos fazer crer que o monopólio estatal é tanto necessário quanto em si bom. O MEC não concede licença a escolas que não ensinem segundo a linha teórica deles…

Ensine e aprenda no #OpenSEO

Não preciso nem repetir que a Internet pode ser um excelente meio para educação e que, dadas as condições acima, poderemos ser capazes de desenvolver um programa educacional de qualidade. Não será facil. Por isso, quero convocá-los para o #OpenSEO, um projeto que foi desenvolvido para contar com os 3 elementos acima e  tem o objetivo de ensinar pessoas a fazer Otimização de Sites (SEO), que é uma de minhas paixões e profissão.

O #OpenSEO é, antes de tudo, uma comunidade onde eu, você e qualquer pessoa com vontade de aprender SEO podemos participar. Não importa se esteja no nível básico ou avançado, mas há espaço para todos participarem, colocar dúvidas e ensinar uns aos outros.

Contaremos com um fórum de discussão (onde se pode falar de qualquer assunto relacionado) e aulas em vídeo semanais sobre SEO, indo do básico (para o entendimento da lógica do SEO) até módulos mais avançados, como a construção de uma estratégia de SEO vencedora.

Pretendemos que após este curso, que terá duração de aproximadamente 3 meses, possam surgir uma nova safra de profissionais preparados para um mercado sedento de gente qualificada e, desta forma, possamos contribuir, com o pouco que seja, para a formação de um Brasil mais competitivo e mais aberto. Está em nossas mãos.

A primeira aula começa na segunda-feira às 19h, com transmissão direta pelo site do #OpenSEO. Inscreva-se no fórum e participe. É grátis!

Um abraço e aguardo você lá

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento