Passo a Passo: SEO para novos sites

Por ,
em

Construindo Site Otimizado do zeroNeste post ensinarei a construir um site otimizado para SEO do zero. Abordaremos todos os conceitos mais importantes, apresentando inclusive uma metodologia de desenvolvimento de projetos de SEO. Para facilitar a absorção da filosofia do SEO, iremos ignorar problemas relacionados à construção do código HTML e focar no que há de mais importante.

Análise da concorrência

É sinal de inteligência avaliarmos o terreno antes de erguer qualquer tipo de construção, para evitar surpresas inesperadas e desagradáveis. Com SEO não é diferente. Deste modo, recomendamos avaliar as condições atuais do mercado, quão bem feito é o SEO dos concorrentes, quais táticas vêm sendo utilizadas, para quais palavras-chave eles estão bem posicionados.

Por isso, é interessante que você aplique o Checklist de SEO para ter uma visão geral dos concorrentes. Além disso, para você que está começando em SEO separamos cinco pontos que são cruciais para uma estratégia de SEO. Uma vez que esses concorrentes estão bem posicionados, em maior ou menor grau isto está bem feito. Ao analisar a concorrência recomendo que você se atenha aos seguintes detalhes sobretudo:

a) Títulos estão otimizados?

O elemento de título de uma página (<title>, que serve de título para a janela), que é a tag mais importante para os mecanismos de busca, está otimizada? Isto é, quais palavras-chave estão sendo utilizadas no título?

Lembre-se que muito poucas palavras-chave no título de uma maneira geral é sinal de perda de oportunidades. Todavia, uso excessivo de palavras-chave também pode ser bastante danoso. Lembre-se ainda que cada página deve ter um título único e constrúido unicamente para a página em questão.

b) Há páginas específicas para cada palavra-chave?

Sabemos que a cultura da Internet é formada por nichos e que em cada nicho há assuntos muito específicos. Sabendo ainda que o Google funciona por palavras-chave, é preciso que cada site para estar muito bem otimizado tenhas páginas o mais específicas possíveis para a palavra-chave que deseja estar bem posicionado. Assim sendo, quais são as páginas em que há otimização para determinadas palavras-chave? Essas palavras-chave estão na âncora do link (lembre-se que o Google prefere posicionar uma página baseando-se no texto da âncora)?

c) De onde vêem os links do concorrente?

Opa! Esse aí certamente é um ponto crucial. Como vimos ao longo deste curso, a otimização On Page é muito importante, mas sem alguns bons links é raro conseguir excelentes posições no Google. Caso esteja com dúvidas sobre esse ponto, que é muitíssimo importante, consulte a Aula de Link Building.

d) Quais palavras-chave estão sendo trabalhadas?

Faça uma anotação para cada concorrente das palavras-chave que estão sendo trabalhadas em seu site. Revise as palavras-chave nas âncoras dos links internos e também dos links recebidos, as palavras-chave nos títulos das páginas e, indo mais a fundo, as palavras-chave e frases-chave que podem gerar visitas e que estão ao longo do conteúdo do site. Saber captar palavras-chave importantes dentro de um conteúdo poderá diferir um cara que sabe SEO para um SEO jedi, porque este se atém a todos os detalhes!

e) O que cada concorrente fez de melhor e de pior?

Enumere em cada concorrente os aspectos positivos mais importantes e os negativos também. Assim, você entenderá porque um site pôde estar muito bem posicionado para algumas palavras-chave e em posições ruins para outras.

Mais importante de tudo, você compreenderá o que precisa ser feito, o que precisa ser feito melhor do que os concorrentes e o que não poderá ser feito. Aproveite a experiência do seu concorrente, mesmo que ele não saiba que você a esteja usando!

Escolhendo palavras-chave

Pelas suas anotações acima, você já deve ter uma infinidade de palavras-chave. Se você não foi capaz de anotar mais do que 30 ou 40 palavras-chave está fazendo alguma coisa errada ou sua concorrência é realmente muito desqualificada. Ou, em último caso, você não compreendeu o conceito por trás das palavras-chave.

Um SEO jedi será capaz de reunir, mesmo nos projetos mais simples, algumas centenas de palavras-chave. Geralmente, ele não será capaz de otimizar todas elas de uma vez mas já terá encontrado trabalho para otimização durante uns bons anos.

Tenha em mente que palavra-chave é tudo quanto é maneira que seu site ou um conteúdo de seu site poderia ser encontrado através dos buscadores. Lembre-se do que falamos de se colocar na cabeça do seu cliente e comece a fazer um brainstorm de maneiras que seu site poderia ser utilizado para ser encontrado e só pare ao ter encontrado ao menos 100 palavras-chave.

Na escolha das palavras-chave iniciais leve em consideração o volume de busca, a concorrência por essa palavra, se a palavra é relevante para o seu negócio e vai trazer visitantes qualificados ou desqualificados. Uma sugestão é começar trabalhando com palavras com aproximadamente 800 buscas na exata por mês que não um concorrência muito forte.

Arquitetura da informação de acordo com palavras-chave

Agora que você já tem pelo menos 100 palavras-chave para otimizar em seu site, é preciso definir a hierarquia de cada uma delas. O ideal em um projeto de SEO é ter para cada palavra-chave que você deseja uma boa posição, uma página única para ela. Entretanto, muitas vezes ficaria “forçado” você ter uma página praticamente idêntica à outra, o que tiraria a credibilidade de seu site junto aos clientes – indo mais longe, isso poderia até ser considerado black hat porque não havia uma boa intenção de sua parte em construir páginas tão específicas, causando o que conhecemos como doorway pages.

Em um site pequeno, vamos ter de 15 a 30 páginas. Portanto, separe cada uma desssas palavras-chave em grupos de 3 a 15 palavras-chave que poderão ser otimizadas em uma única página.

Otimizando cada uma das páginas internas

Você deve estar percebendo que estamos partindo do mais geral para o mais específico. Quanto mais formos capazes de ir ao específico, sem esquecer que estamos fazendo isso por conta de uma estratégia e arquitetura geral, melhor iremos fazer SEO. Este é um trabalho de unir o macro com o micro, considerando sobretudo palavras-chave.

Vejamos agora algumas páginas de exemplo analisadas em uma aula do #OpenSEO

Publicação do site

Agora que você já foi capaz de construir um site completamente otimizado, é hora de mostrar ao mundo todo o seu esforço e preparar-se para receber visitas da busca orgânica – de preferência muitas! Antes de publicar o site, e também após, revise todos os detalhes de acordo com a checklist que disponibilizaremos em um próximo post.

Uma outra dica é utilizar o Google Webmaster Tools para submeter o sitemap para o Google e acompanhar como o seu site está indexado, problemas de rastreamento, etc.

Redes Sociais e SEO

A criação de contas nas redes sociais (Facebook, Twitter, Google +, LinkedIn) e publicação de conteúdo relevante através delas contribui para o trabalho de SEO. O Google considera cada vez mais as interações nas redes sociais vinculadas com o conteúdo do seu site.

Link building inicial

O Link Building deve sempre ser “orgânico”, isto é, deve ser conseguido de uma maneira que seja normal que se consiga. Você pode pedir aos seus amigos e conhecidos fazer um post falando de seu site, adicioná-lo à blogroll, além disso você pode conversar com seus clientes ou fornecedores para fazer um guest-post no site deles.

Outro local onde você pode obter links são sites específicos do seu segmento, como Associação Comercial ou outros sites relevantes do seu setor.

Jamais se esqueça de, sempre que possível, ter na âncora do link as palavras-chave mais importantes para o algoritmo do Google “entender” para quais palavras-chave você deseja estar melhor posicionado.

Eu não recomendo mesmo comprar links. Se o fizer, é preferível c os links de tal modo que jamais pareça que foram comprados. É nessa hora que o trabalho de SEO se assemelha à assessoria de imprensa: é matéria paga ou não? Eu realmente não compro links, mas é uma prática até mesmo comum e se for comprar muito cuidado com os rastros.

Conclusão

Quando começamos a pensar em SEO mesmo antes da criação de um site, sem dúvida os resultados serão muito melhores pois o site já estará planejado conforme a estratégia de SEO e não será preciso reinvestir nas modificações de um site. É claro que praticamente nunca é possível, mas esta forma de trabalhar pode ser especialmente útil quando se desenvolve o projeto desde o zero.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento