SEO com escalabilidade para grandes sites e e-commerces

Por ,
em

SEO grandes sites

Sites de grande porte, sejam e-commerce ou portais, costumam receber um grande tráfego de busca orgânica naturalmente. Muitas vezes, entretanto, uma parte significativa é oriunda de sua marca ou de determinadas palavras-chave que ficam bem posicionadas. Essas palavras-chave podem até mesmo ter um grande volume de buscas e serem as principais da categoria, mas é muito provável que esse site esteja perdendo 80% do seu potencial de tráfego por não fazer um trabalho de SEO completo.

SEO é um trabalho que vai desde a estratégia do site até o cuidado em cada detalhe. Ou seja, envolve todas as áreas da empresa, desde o modelo operacional do negócio, passando pelo pela estratégia comercial, cuidando de todas as partes referentes à TI, com muito foco no conteúdo e sendo co-responsável pela autoridade da empresa no meio virtual, se é que ela também atua offline. O trabalho de SEO traz todas essas referências para a perspectiva da busca orgânica, assim como pode mudar as estratégias de conteúdo, marketing e negócio. Em outras palavras, o SEO deve ser pensado em todos os níveis do negócio, com o foco em melhoria dos resultados.

Para fazer SEO em sites de grande porte, o princípio básico é pensar em escalabilidade, uma vez que um site com dezenas ou centenas de milhares de páginas não permite um trabalho em cada uma dessas páginas. Devemos olhar de cima, com uma overview, as principais áreas e indicadores, e assim fazer cirurgicamente o trabalho onde deve gerar maiores resultados, o que exige uma considerável experiência dos responsáveis. Outro ponto importante é o da comunicação, problema muito comum em médias e grandes empresas, e para se fazer um SEO de muito sucesso é preciso comunicar a todos os envolvidos na operação e no site os devidos pontos que precisam ser levados em conta.

1. Indexabilidade e performance

Muitas vezes, por deficiência de tecnologia, encontramos em grandes projetos de SEO alguns problemas de indexabilidade e até de performance, que prejudicam a correta indexação do site. O trabalho de SEO pode e deve começar por aqui, para garantir que todas as suas páginas possam ser corretamente indexadas pelos algoritmos dos mecanismos de busca. Regularmente, encontramos muito problema de duplicação de conteúdo, canibalização de páginas e concorrência interna por palavras-chave.

Como grandes sites têm diversas demandas de T.I., o ponto principal é definir quais são as prioridades e o que é ou não é possível de implementar. O contato com os gerentes e até o diretor de TI (ou o CTO), permitirá um entendimento do que pode ser implementado, priorizado, etc. Conheça tanto quanto possível as demandas existentes e negocie com o TI as implementações.

2. Treinamentos internos

Há centenas de pessoas trabalhando em uma redação, na criação de conteúdo, na implementação técnica, em relações públicas e na estratégia. Cada uma delas possui demandas diferentes.

É importante que todas elas tenham conhecimento de SEO e saibam como o seu trabalho pode gerar mais resultados para SEO se elas tiverem objetivos em comum. O SEO deve ser um desses objetivos em comum e, para isso, nada como realizar treinamentos internos para mostrar a importância do SEO e definir trabalhos que precisam ser levados em conta por cada um delas.

3. Visibilidade das páginas principais

Como em todos os sites, há um conjunto de páginas que serão os grandes responsáveis pelo tráfego. Essas páginas, sejam da ordem de dezenas, centenas ou até milhares, devem ser acompanhadas individualmente para que não se perca o tráfego em páginas que podem receber um trabalho específico e focado.

A escolha dessas páginas deve ser feita baseando-se na estratégia de negócio e levando em conta principalmente os seguintes fatores:

1) Potencial de tráfego;

2) Potencial de receita;

3) Status que palavras-chave geram;

4. Cada seção ou departamento como um projeto

Após essa overview e o acompanhamento das páginas mais importantes do site, chega um ponto em que devemos tratar cada seção do site como um projeto específico. Por exemplo, uma seção de notícias, de esportes ou mesmo um departamento em uma operação de e-commerce. Na maior parte das vezes, não será possível que todos os departamentos tenham um acompanhamento tão próximo do SEO e é preciso definir as prioridades.

Além disso, pode-se criar novas seções dentro de um site e que sejam consideradas como um projeto. Um bom exemplo disso, pode ser um site ou hotsite sobre determinado time de futebol, sobre um evento nacional ou internacional importante ou ainda um departamento fundamental de uma operação de e-commerce, cujo resultado em SEO pode ser responsável pela receita de milhões de reais mensalmente.

5. Faça reuniões para alinhar objetivos

O SEO deve estar alinhado com os objetivos da empresa e, por isso, pode ser interessante que o profissional ou a empresa responsável pelas estratégias de search engine optimization mantenham forte e constante contato com as outras áreas da empresa. Ter reuniões regulares, além do treinamento, pode ajudar a manter uma boa comunicação e foco nos objetivos reais daquele site.

Conclusão

Uma das grandes diferenças em se trabalhar com um grande site ou marca em relação a sites menores ou de médio porte é a dinâmica do trabalho. Grandes empresas costumam ter uma burocracia maior e, por isso, fazer a informação chegar muitas vezes é um desafio, porque no meio do caminho sempre podem surgir demandas que parecem mais importantes do que as implementações e estratégias de SEO. Ou ainda que a empresa em seu alto escalão tenha total ciência da importância do SEO, é preciso que essa visão esteja disseminada na empresa em todos os seus níveis hierárquicos. Ou vice-versa. Em suma, a informação precisa circular e esse é um ponto crucial.

O segundo ponto, e propriamente o que mais se refere a SEO, é a escalabilidade que se dá a um trabalho. Quanto maior for o site, menos teremos controle sobre cada um dos pontos e mais é preciso abstrair a informação e os indicadores de sucesso (KPIs). Para melhor funcionamento, uma grande estratégia pode ser subdividida em diversos projetos menores e assim ficará mais compreensível definir as prioridades e nelas trabalhar.

Por fim, ter prioridades é fundamental. Tenha uma prioridade principal e algumas poucas secundárias. Faça com que sua equipe e seu cliente, seja interno ou externo, tenham em mente essa mesma prioridade. Assim, chegará o sucesso.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento