Texto escondido e Link escondido: você está fazendo SEO errado

Por ,
em

Texto escondido e Link escondidoPara muitos de vocês, esse assunto pode parecer até mesmo coisa de principiante na otimização de sites, mas técnicas como colocar textos e links escondidos no meio de páginas de um site até hoje são muito utilizadas por supostos profissionais de SEO que encontramos por aí.

Isso é Black Hat, e ainda por cima é um Black Hat infantil – provavelmente uma das primeiras maneiras que os webmasters encontraram para tentar enganar o robô do Google e conseguir boas posições nas SERPs. Mas como é sempre bom saber como uma coisa pode dar errada para você poder fazê-la de maneira correta, no post de hoje explicarei como essas roubadinhas são feitas e por que elas não devem ser feitas.

Vamos lá!

Escondendo textos e links em um site

Esconder textos na página de um site é muito mais simples do que pode parecer: basta selecionar como cor de texto a mesma cor do background onde ele será inserido e pronto – você tem um texto parcialmente invisível. Digo parcialmente pois caso o usuário selecione as palavras com o mouse ou visualize o código-fonte, ele perceberá que há de fato um conteúdo ali e que ele não foi escrito para ser lido.

No caso dos links, o que normalmente é feito é a remoção de qualquer indício de que há um link no meio do texto. Isto é, a palavra-chave âncora do link não possui nem cor diferente, nem sublinhado, nem itálico e nem está em negrito, novamente passado desapercebida pelo usuário.

Usando Display:none

Outra maneira que se tornou muito comum de esconder conteúdo é via CSS com o display:none ou via javascript, onde o texto fica presente no código mas não fica visível em nenhum lugar do site. Muitas vezes, o display:none é inserido no próprio código HTML, facilitando que ele seja encontrado pelo robô do Google.

Do mesmo modo, é possível esconder links na programação que não estarão a disposição do usuário e nem são relevantas para nada que não seja puramente Black Hat SEO.

O Google não é idiota

Como falei no início do artigo, essas técnicas – juntamente com links no rodapé com palavras-chave âncora exatas, keyword stuffing, link farm, doorway pages, entre outras – são as mais antigas do Black Hat, e portanto são manjadas não só por nós, profissionais de SEO, como também pelo algoritmo do Google.

É melhor não se arriscar pelo caminho mais fácil, e sim aprender o moderno SEO que traz resultados duradouros e, digamos, “limpos”.

Na nossa oitava aula do Curso de SEO, Diego Ivo abordou esse assunto e apresentou soluções eficazes para não recorrer a essas táticas. Vale a pena conferir:

Até a próxima!

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento