Aprenda a Testar e Otimizar a Velocidade de Sites WordPress

Por ,
em

Seu site WordPress é lento? Cuidado!

Ter um site que carrega rapidamente é essencial para melhorar a Experiência do usuário e o posicionamento do site no Google.

Já falamos em outro post que, segundo uma pesquisa, a Amazon concluiu que cada segundo a mais de carregamento, representa uma perda de ao menos US $1,6 bilhão em receita a cada anoA sua empresa suporta esta perda de receita? 

Bom, aqui na Conversion — agência líder em SEO no Brasil, segundo o LinkedIn — nós temos metodologias muito bem formatadas para otimização de sites WordPress que você — iniciante ou expert — pode implementar em seu site facilmente, sem mexer no código.

Para resolver este problema de lentidão, eu selecionei 7 dicas simples para otimizar seu site feito com WordPress, e melhorar, segundo nossos testes, até 300% a velocidade de carregamento!

Além disso, vou sugerir duas técnica de SEO muito útil para otimizar as imagens e vídeos do seu site.

Índice de Tópicos

  1. Porque otimizar a velocidade do site?
  2. Como testar a velocidade do site?
  3. 5 formas comprovadas de otimizar a velocidade de sites WordPress
  4. #Bônus: Diminuindo o peso das imagens com Photoshop

 

Porque otimizar a velocidade do site?

Para os usuários, é frustrante esperar um site carregar por muito tempo e geralmente, quando demora mais de 3 segundos o usuário abandona o site.

Segundo uma pesquisa feita com consumidores americanos, quando uma página demora 4 segundos para carregar, cerca de 25% dos usuários abandonam a página. Leia mais aqui.

Para o Google, não é interessante apresentar aos seus usuários um site que provavelmente eles irão abandonar, ou seja, o tempo de carregamento vai impactar no posicionamento do seu site na pesquisa do Google.

 

Como está a otimização geral do seu site? Confira 8 fatores de ranqueamento essenciais para SEO

  • Fator 1: Usar as TAGs de impacto direto corretamente é fundamental
  • Fator 2: Conteúdo útil e relevante ao usuário deve ser prioridade em SEO
  • Fator 3: A arquitetura da informação impacta diretamente no posicionamento da página
  • Fator 4: Tempo de criação da página é um diferencial a ser considerado
  • Fator 5: Backlinks são extremamente importantes para o Domain Authority
  • Fator 6: Ter uma versão mobile do seu site é obrigatório para um melhor posicionamento
  • Fator 7: Certificado HTTPS é um critério que não deve ser ignorado
  • Fator 8: TAGs de impacto indireto são fatores que não devem ser esquecidos

Leia mais sobre Fatores ranqueamento neste outro artigo

 

Como testar a velocidade de qualquer site?

Existem 3 ótimas ferramentas para testar a velocidade de sites gratuitamente.

A vantagem é que além de medir, você também terá acesso ao relatório completo do que pode ser otimizado em seu site para diminuir o tempo de carregamento de todas as páginas. Confira as 2 principais ferramentas:

 

1) Testando a Velocidade do site com uma ferramenta criada pelo Google

A ferramenta “Page Speed Insights” é uma ferramenta de diagnóstico que mede o desempenho do seu site e sugere formas para melhorar o carregamento.

Ele não mede efetivamente a velocidade de carregamento, mas verifica os aspectos importantes para desempenho e sugere melhorias, como:

  • Habilitar o cache
  • Reduzir o tamanho das imagens
  • Colocar o javascript no final do código

Com o Page Speed você entenderá o que fazer para melhorar o tempo de carregamento do seu site. Veja um teste com o site www.samsung.com.br

Numa escala de 0 a 100, a pontuação geral do desempenho deste site é 85.

O que a Samsung pode fazer para melhorar a performance do site?

A Page Speed Insights já exibe uma lista de sugestões de correções para acelerar a otimização do site.

 

2) Testando a Velocidade do site com a ferramenta Pingdom

Pingdom é uma ferramenta gratuita de diagnóstico muito útil, que faz o inverso do PageSpeed Insights.

O Pingdom Tools é uma ferramenta de diagnóstico de DNS, ele analisa as requisições HTTP feitas pelo seu site, ou seja as requisições a imagens, scripts, folhas de estilo e recursos externos (widgets sociais, vídeos, iframes, ajax, etc.).

O mais legal é que o Pingdom gera um relatório de todos os arquivos do seu site, que mostra o momento em que o arquivo foi requisitado, quanto tempo levou para o servidor responder, o tempo de carregamento e finalizou a requisição.

Dessa forma é possível identificar gargalos no desempenho que de outra forma você não notaria, como:

  • Arquivos pesados
  • Servidor lento
  • Scripts externos (como os do Facebook)
  • Links quebrados e etc.

Outro recurso interessante do Pingdom é que ele mostra quanto tempo leva para seu site carregar em lugares diferentes do mundo, pois dependendo da distância de onde seu site está hospedado, seu site pode carregar mais lentamente.

 

5 formas comprovadas de otimizar a velocidade de sites WordPress

01) Plugin WP Fastest Cache

Quando se trata de plugins de cache para o WordPress o W3 Total Cache é a maior referência, sendo recomendado por empresas de hospedagem, como GoDaddy, Hackspace e Hostgator.

Porém, depois de enfrentar problemas de compatibilidade com alguns sites, principalmente com relação a javascript, resolvi testar outros plugins.

Foi aí que eu conheci um modesto plugin, que foi avaliado apenas algumas centenas de vezes, porém todos deram nota 5.

Intrigado, resolvi ler a descrição e descobri que o conceito por traz do WP Fastest Cache é simples, porém muito eficiente.

O que ele faz é salvar uma cópia das páginas em html estático, eliminando a necessidade de consultas ao banco de dados e de grandes processos no servidor.

Ele também tem outros recursos, como gzip, cache no navegador, minimização de html, js e css.

O WP Fastest Cache pode melhorar consideravelmente a velocidade de carregamento do seu site.

 

2) Plugin WP SMUSH

As imagens correspondem por mais da metade do tráfego de um site, por esse motivo são uma das melhores formas de otimizar carregamento de um site.

O WP SMUSH é um plugin que otimiza as imagens na hora que você faz o upload e ainda permite otimizar todas as imagens que já foram enviadas.

Assista ao vídeo:

 

3) Tenha cuidado ao instalar muitos plugins ou integrar ferramentas inúteis

O WordPress tem plugins para praticamente todas as necessidades de um site, e isso é bom.

Porém alguns plugins são verdadeiros vilões do desempenho e mesmo os mais leves geram algum processamento extra.

Por esse motivo é importante ficar atento aos plugins instalados em seu site.

Uma dica útil é: desative os plugins que não são necessários no momento e desinstale aqueles não estão em uso há muito tempo.

Os maiores vilões do desempenho são os plugins que acessam servidores externos, como o sistema de comentário Disqus ou as barras de compartilhamento social.

Esses plugins precisam de muitos scripts e arquivos de estilo para funcionar e isso deixa seu site lento e pesado, principalmente em conexões 3g.

Use o Pingdom Tools para identificar os plugins que estão atrasando o carregamento do seu site.

 

4) Seja minimalista!

Steve Jobs dizia uma coisa que eu guardo como uma lição: “Eu me orgulho das coisas que eu não faço tanto quanto das que eu faço”.

É por isso que o iPod, o iPhone e o iPad têm apenas um botão. Eles não precisavam de mais que um.

Pense nisso quando estiver criando um site:

  • “Eu preciso usar essa galeria de imagens?”
  • “Esse layout funciona apenas com fontes padrão?”

Você vai perceber que suas decisões de design irão se destacar mais quando você fizer menos, e de quebra seus sites ficarão muito mais leves.

 

5) Você já usufrui do poder da CDN?

Otimizar o Carregamento de sites

Como dito anteriormente, quanto mais longe seu site estiver hospedado, mais lento será o carregamento.

Para resolver este problema existe um serviço chamado CDN (Content Delivery Network), que em português significa Rede de Distribuição de Conteúdo.

O que as CDN fazem é distribuir seu conteúdo por servidores ao redor do mundo, assim quando um usuário acessa seu site, ele se conecta ao servidor mais próximo, tornando o acesso muito mais rápido.

Algumas CDN vão além disso, reduzindo o tamanho dos arquivos e gerando cache, como o Google Pagespeed Service e o CloudFlare e ainda por cima são de graça.

Algumas pessoas irão sentir falta de um tópico sobre a otimização de servidor e eu confesso que eu pensei em adicionar, mas esta é uma questões complexa e delicada demais para abordar em apenas um tópico.

#Bônus

Como você já sabe, é muito importante otimizar imagens para diminuir o tempo de carregamento do site.

Como bônus, vou te ensinar um técnica muito simples para diminuir o peso de imagens.

Diminuindo o peso das imagens com Photoshop

Há uma funcionalidade nativa e muito simples no Photoshop que permite salvar imagens e diminuir o peso automaticamente. Veja como fazer:

  • Passo 01: Importe a imagem para o Photoshop
  • Passo 02: Vá em ‘Arquivo > Exportar > Salvar para Web’ [Atalho: Alt+Shift+ctrl+s]
  • Passo 03: Selecione ‘JPEG’ e ajuste o nível de qualidade da imagem [Geralmente deixamos entre 60 e 80]

Ajustar a qualidade da imagem irá impactar na qualidade visual, porém, deixar entre 60 e 80 não fará muita diferença para o olho humano, mas a deixará muito mais leve.

 

Conclusão

Nest post, você aprendeu dicas práticas para testar a velocidade do seu site WordPress e melhorar o tempo de carregamento.

A dicas comentadas são de fácil implementação, porém, podem gerar alto impacto no tempo de carregamento das páginas.

Também comentamos sobre O QUE NÃO FAZER. Uma vez que muitas pessoas acabam implementando estratégias de SEO de forma errada.

Espero que tenhamos te ajudado hoje!

Por fim, deixo outra dica de otimização de desempenho. Implemente a técnica de Lazy Loading em seu site. Saiba mais neste outro post.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento