Buscas no Google por ‘conselhos’ aumentam 60%

Carolina Glogovchan

Por ,
em

Como eu faço para…? O que eu faço para…? Eu quero… Eu preciso… esses termos revelam algo de novo para você? Para as buscas no Google sim!

O buscador divulgou recentemente que os usuários têm procurado por termos muito mais pessoais nos últimos anos, e isso pode impactar diretamente em sua estratégia de SEO.

Palavras e frases completas relacionadas a conversas, conselhos e o uso de termos coloquiais estão crescendo em volume de busca, e exigem respostas tão específicas quanto os questionamentos.

Mas, embora essa tendência possa parecer estranha para você, para o usuário é a forma mais certa para encontrar o que deseja, afinal, a web está abarrotada de informações sobre inúmeros assuntos.

Portanto, quanto mais específica for a busca, melhor. Certo?

Buscas no Google: dados que revelam necessidades

Mais do que simplesmente fazer a aquisição de um novo produto ou serviço, o usuário quer escolher corretamente e, por isso, concede informações muito mais precisas e particulares para obter retornos que, para ele, são ideais.

Segundo dados do Google, EUA, avaliados e comparados dentro do período entre Janeiro e Junho de 2015 e 2017, nos últimos anos, as buscas no mobile com o termo “para mim” cresceram mais de 60%. Já o termo “eu deveria”, também em dispositivos móveis, apresentou um aumento de 65% nas pesquisas.

Já entre Julho e Dezembro comparando 2015 e 2017, o Google fez um novo levantamento e avaliou que a expressão “eu preciso” cresceu mais de 65% em pesquisas mobile, e “eu posso” ultrapassou mais de 85% de crescimento.

Mas, o que muda de fato?

Diante de tantos dados, é possível notar que as pessoas que buscavam por assuntos mais amplos, como: “filmes para assistir”, hoje procuram por resultados totalmente mais pessoais, como: “filmes que eu deveria assistir”.

Assim, fica claro que os usuários estão se expondo mais aos algoritmos do Google. Portanto, essa é uma oportunidade que precisa ser considerada por anunciantes e pelas marcas que investem para serem resultados de busca orgânica na SERP.

Outras pesquisas pessoais muito comuns são:

  • O que eu deveria comer no jantar?
  • Virar vegano é a melhor opção para mim?
  • Qual carro eu deveria comprar?
  • Com que frequência devo lavar meu cabelo?
  • Qual o melhor corte de cabelo para mim?
  • Qual a melhor base de pele para mim?

Uma marca bem preparada para esta tendência, oferecerá ao usuário muito mais do que resposta à pergunta feita, mas ideias, inspirações e conselhos!

E agora?

Agora que você, profissional de marketing digital e empreendedor, já sabe dessa crescente tendência entre os usuários da web, é necessário se adequar – novamente – às exigências dos potenciais consumidores da sua marca. Como passos iniciais para atender a essa necessidade, considere estas dicas:

Use linguagem mais simples. Usar uma linguagem próxima a que seu público-alvo realiza buscas é uma ótima forma de criar experiências intuitivas em diferentes canais digitais. Para isso, é essencial conhecer com quem sua marca está conversando.

Responda perguntas de forma objetiva. Ser objetivo ao responder às questões é uma maneira de gerar uma ótima experiência ao usuário. Além disso, essa prática pode levar seu conteúdo ao Google Featured Snippets ou Snippets em destaque.

Vá além dos termos associados à sua marca. Mais do que keywords e expressões associadas ao seu segmento de atuação, é válido analisar um universo de busca ainda mais específico, onde os usuários possam estar tentando encontrar o que sua marca tem para oferecer. A ferramenta Keyword Tool é uma ótima aliada para isso.

Com as respostas certas às buscas do Google, novos negócios podem ser gerados. Por isso, não deixe essa oportunidade passar!

Ainda nesse sentido, aproveite para entender como otimizar seu conteúdo para blog, e trazer seus clientes para mais perto da sua marca.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento