O que é copywriting e técnicas para escrever textos persuasivos

Conversion

Por ,
em

Copywriting nada mais é do que a prática de escrever textos persuasivos utilizando técnicas que colaborem para isso, também chamado por muitos como a arte de persuadir.

Ela reúne diversas técnicas de escrita voltadas ao usuário para obter melhores resultados com textos que visam persuadir o leitor a fazer algo. 

Por ser uma prática que realmente traz resultados, o copywriting cresceu bastante no meio profissional e é utilizado por muitos profissionais de comunicação.

Se aplicado ao seu negócio da maneira correta, o copywriting pode trazer mais conversões e impulsionar seu negócio como um todo. 

Mas, afinal, quais são as técnicas de copywriting?

Fique tranquilo, pois neste post falaremos sobre algumas delas, além de dar dicas e falar um pouco mais sobre o que é copywriting.

Confira!

O que é Copywriting?                          

Como já falamos, o copywriting é a arte de escrever textos persuasivos.

Consiste em um conjunto de técnicas textuais que visam incentivar o leitor a realizar alguma ação.

Essa ação pode ser desde a compra de um produto ou serviço até a inscrição em um webinar, por exemplo. Elas variam conforme os objetivos do escritor com o texto. 

As técnicas de copywriting permitem que seus textos sejam mais convincentes aos leitores e, consequentemente, sua comunicação com os clientes se torna mais eficiente.

Para ajudar no entendimento, podemos resumir copywriting como o ato de escrever textos que vendam produtos/serviços e ideias em geral. 

Os textos de copywriting podem ser produzidos em qualquer formato, desde e-books e artigos até slogans e e-mails. 

O marketing tem muito a se beneficiar com suas estratégias se aplicar o copywriting, principalmente com o surgimento do marketing digital, onde os detalhes fazem a diferença. 

Por que é importante praticar copywriting? 

Com o crescimento do marketing digital e de outras estratégias, como inbound marketing e marketing de conteúdo, a necessidade de criar conteúdos atrativos e relevantes às pessoas aumentou significativamente. 

A web possibilitou que o poder de compra dos consumidores crescesse bastante.

Agora, eles têm a possibilidade de comparar várias opções de um mesmo produto antes de comprá-lo. 

Para isso, ele não leva em consideração apenas o preço, mas a experiência como um todo. 

E é aí que o copywriting entra…

Além de incentivar os usuários a optar por seu produto ao invés da concorrência com um texto mais persuasivo, o copywriting também permite a escrita de ótimos textos que colaboram para uma boa experiência dos usuários. 

Esses textos atraem mais e mais pessoas e podem ser o diferencial que sua empresa tem em relação a outras, mesmo que ambas lidem com os mesmos produtos ou serviços.  

Afinal, os consumidores já estão cansados de anúncios clássicos, que mandam eles comprar algo. Já o copywriting é bem mais sutil e utiliza outras maneiras mais eficientes para persuadir alguém. 

Princípios que você precisa entender para fazer um bom copywriting

Ao falar em Copywriting, a principal palavra que você deve ter em mente é persuasão

Esse é o foco de textos que utilizam práticas de copywriting: persuadir ou convencer uma pessoa a efetuar alguma ação desejada.

No caso de profissionais de marketing digital, essa ação, em geral, é a venda em si ou informações de contato para gerar leads.

Para elaborar um texto persuasivo e realmente bom, é necessário conhecer mais a fundo o comportamento dos consumidores e seus diferentes perfis. 

Dessa forma, é possível definir a abordagem adequada e projetar quais respostas terá se utilizar determinada técnica.

A persona também se encaixa nesse cenário. 

Para entender verdadeiramente o comportamento dos usuários e suas reações a diferentes elementos da escrita, você deve ter uma persona mais específica para seu negócio e entendê-la. 

É preciso primeiramente gerar confiança no leitor, para que ele compre sua ideia. Para facilitar isso, há algumas tendências no comportamento das pessoas que você deve conhecer.

Separamos algumas delas para te ajudar: 

Reciprocidade

A reciprocidade é um princípio psicológico que as pessoas tendem a seguir. Esse princípio pode ser utilizado a seu favor no copywriting.

Trata-se de quando uma pessoas faz uma coisa positiva e recebe algo positivo em troca, ou seja, em geral, quando você oferece algo de valor para uma pessoa ou dá para ela alguma coisa, a tendência é que ela retribua isso retornando o favor. 

E como isso se aplica na escrita?

Supondo que você pretende persuadir o usuário a informar seu e-mail. 

Para isso, você pode criar um conteúdo relevante que realmente acrescenta algo de novo para o usuário para, então, solicitar seu e-mail. 

Compreensão e identificação

Outro fator muito importante para que seus textos vendam mais é que você compreenda pelo que seu usuário passa e quais são suas dores. 

É essencial não só compreender, mas também demonstrar que sabe disso para o leitor. 

Dessa forma, o leitor se identifica com seu texto mais facilmente e, consequentemente, fica mais propenso e confiante a fazer negócios com você. 

Afinal, você demonstrou que sabe pelo que ele está passando e, portanto, deve saber como resolver seu problema da melhor forma. 

É aqui que entra a persona. Você deve procurar entender ao máximo quais são as dores do seu público, demonstrar que entende suas necessidades e que pode atendê-las.

Além disso, você deve entender quais expressões sua persona mais utiliza para fazer uma abordagem que faça com que ela se identifique com você e, assim, tenha mais afinidade com o que você diz. 

Urgência 

A criação de urgência é uma grande aliada de vendedores de sucesso. 

Para decidir comprar algo, muitas pessoas pensam e avaliam as opções. Isso pode demandar tempo e elas podem, eventualmente, até esquecer de sua oferta. 

Um recurso utilizado por profissionais para que isso não aconteça é criar um senso de urgência, ou seja, fazer uma oferta ilimitada ou exclusiva, dando a parecer que o consumidor precisa dela urgentemente. 

Isso tende a persuadir as pessoas mais facilmente e levá-las à conversão. 

Aprovação social

A aprovação social ocorre quando alguém realiza alguma ação, como a compra, devido à indicação de outras pessoas que já compraram também. 

Ou seja, os indivíduos são mais propensos a confiar em sua marca, por exemplo, se a mesma for indicada por outra pessoa e tenha referências. 

Para utilizar esse conceito a seu favor nos textos, você pode inserir depoimentos escritos ou um vídeo de pessoas que já utilizaram e gostaram de sua oferta de valor.

Se for o caso, você deve deixar claro que seu produto já foi testado por outros e é digno de confiança — suas chances de converter o leitor podem aumentar bastante se isso for feito. 

Agora que você tem uma base do copywriting, confira as dicas para as quais você precisa manter a atenção.

8 dicas de copywriting para você aplicar nos seus textos

Estas dicas são simples, porém fazem a diferença. Você já pode começar a colocá-las em prática. 

Confira!

1. Entenda sua persona

Já falamos um pouco sobre isso antes, mas vale a pena ressaltar. Ao definir sua persona, você já tem uma ideia de seu tipo de linguagem, expressões recorrentes e seus gostos. 

Tendo isso em mente, escreva o texto como se ele fosse para essa persona. Isso permite um texto mais personalizado e assertivo, além de criar uma empatia com os leitores. 

2. Mostre que você sabe o que está falando

É importante que você prove por A+B que o produto/serviço oferecido realmente traz bons resultados.

Para fazer isso, você pode apresentar exemplos práticos de sua oferta, explicando como ela funciona e seus diferenciais.

Se fizer isso, a pessoa se sentirá mais confiante em você, pois, além de falar das características da oferta de valor, também demonstrou elas em exemplos práticos que ilustram melhor a situação.

Além disso, os dados analíticos e gráficos podem dar um toque especial em seu texto e fazer total diferença na conversão. 

3. Evite exageros

Tome cuidado para não parecer aquele vendedor chato que utiliza jargões a todo o momento e não para de insistir na compra.                               

Muitos consumidores já têm essa visão dos vendedores, e qualquer elemento que lembre eles disso pode servir como gatilho para eles desistirem de realizarem a ação. 

Você deve ser sutil quando fizer uma chamada para ação. Faça um gatilho natural que faça sentido com o contexto, sem aleatoriedade.

Seu gatilho deve ser discreto e bem sutil para não gerar uma reação negativa em sua persona. 

4. Seja claro e objetivo

Não enrole muito os leitores. Isso prejudica a leitura e pode deixá-los confusos. Ninguém gosta quando lê um texto repetitivo que fica dando voltas sem chegar a uma conclusão.

Por isso, seja o mais claro e objetivo possível em relação às características de seus produtos e seus diferenciais, além de apresentar claramente qual é a proposta que você está oferecendo. 

Se o leitor realmente entende o que você está falando, ele confia mais em você. Omitir a proposta ou enrolar o leitor até chegar nela pode deixá-lo impaciente ou até desconfiado. 

5. Estimule a interação

Este aspecto é muito importante em qualquer texto. 

Para criar uma conexão com o leitor, ele deve concordar com o que você está dizendo, mas não só isso, também participar indiretamente do seu conteúdo.

Como fazer isso?

Nada melhor do que fazer perguntas indiretas ou recíprocas. Elas captam a atenção do leitor, além de deixá-lo com vontade de ler o restante do conteúdo, afinal, eles querem saber a resposta à pergunta.

Um bom copywriter sempre procura escrever de forma que o usuário sinta-se confortável e engajado. 

6. Ofereça algo sem pedir nada em troca

E-books, brindes, minicursos, enfim, há várias alternativas não muito custosas que você pode oferecer aos leitores sem pedir algo em troca.

Ao fazer isso, sua imagem fica muito boa na mente do consumidor e estimula a confiança e a conexão. Assim, fica mais fácil solicitar algo como e-mail ou número de celular. 

7. Aplique o Storytelling

O storytelling é uma prática muito utilizada por redatores que também é utilizada por copywriters para produzir textos que vendem. 

Ela consiste em contar uma história cativante aos leitores e, ao mesmo tempo, compartilhar conhecimentos, que, no caso do copywriting, induzem eles a efetuar alguma ação.

O storytelling é uma boa técnica de persuasão e deixa os leitores bem envolvidos e atentos ao que você tem a falar, além de facilitar a identificação com sua marca, se a história representar algo para o leitor com base em informações sobre a persona. 

8. Faça conteúdos de qualidade

E, por último, é claro, seus textos devem ser completos, informativos e cativantes.

Produza os textos com base em pesquisas aprofundadas e ensine um conhecimento novo às pessoas. 

Além disso, os textos feitos para a web devem ser adequados ao algoritmo de busca do Google — caso contrário, de nada valem.

É aí, então, que entram as estratégias de SEO que você deve aplicar em seus textos também, para que eles posicionem nos mecanismos de busca. 

Principais técnicas de copywriting na prática

Além das dicas que já demos, separamos algumas técnicas que nós mesmos utilizamos em nossos conteúdos e provaram ser muito eficientes.

Agora você também pode utilizá-las!

Dê uma olhada… 

1. Use frases “pegajosas”

Como assim “pegajosas”?

São frases simples que, quando inseridas em um contexto, podem ser determinantes para o leitor continuar em seu conteúdo ou sair do mesmo.

Por meio delas, é possível aumentar o tempo que um leitor fica em sua página e até onde ele realmente lê seu conteúdo. 

Elas criam certa expectativa para ver os próximos parágrafos, prendendo a leitura e otimizando suas técnicas de copywriting. 

Veja alguns exemplos:

  • A melhor parte?
  • Como assim?
  • Em suma…
  • E o mais importante.

Essas são apenas algumas frases que você pode utilizar ao longo de seus conteúdos para cativar o leitor e prendê-lo na leitura, chegando até o fim.

2. Faça parágrafos curtos

Outro aspecto do bom copywriting que facilita a leitura e incentiva o leitor a ver mais é utilizar parágrafos curtos.

Isso não significa ausência de informações. Como foi dito antes, seus textos devem ser completos e compartilhar o máximo de informações úteis possível. 

Portanto, faça parágrafos mais curtos e objetivos. Parágrafos gigantes tendem a assustar o leitor, pois vão requerer mais tempo de leitura.

3. Convença o leitor de que seu texto é bom

Essa técnica de copywriting se refere ao início do texto, uma das partes mais importantes, a introdução. 

É lendo ela que o leitor opta por continuar ou não em seu post, ou ver ou não o restante do anúncio.

Há um processo que você pode aplicar em suas introduções para cativar o leitor e convencê-lo a ler mais.

Como funciona?

Podemos dividir o processo em três etapas:

1. Concordância

Logo de início, você deve mostrar que sabe por que o leitor está em seu post e fazer com que ele concorde com você.

Fazendo isso, o leitor percebe que o post realmente fala sobre o que ele queria saber. 

Por exemplo, em um post sobre como escrever melhor, você poderia iniciar com a frase:

“Acredito que concordamos quando digo que não é tão fácil escrever um ótimo texto que converta clientes.”

2. Promessa

Depois, faça uma promessa, fale o que o leitor irá aprender se ler o post inteiro utilizando o mesmo exemplo de antes: 

“Neste post, você aprenderá como escrever um texto muito bom e poderá aplicar as técnicas em seu negócio.”

3. Resuma o post

Por fim, na introdução, faça um pequeno resumo sobre exatamente o que o leitor verá, como se fosse um índice. 

Ainda no mesmo exemplo:

“Falaremos sobre as 3 técnicas textuais que todo redator deve saber e ainda daremos 7 dicas incríveis para melhorar seus textos.”

E aí, pronto para aplicar seus novos conhecimentos de copywriting? 

O copywriting é uma prática que engloba diversos aspectos de um texto e tem como foco principal o que realmente traz resultados para os negócios. 

Um bom copywriter sabe que precisa estar em constante inovação e procura estar sempre atualizado nas tendências de consumo de conteúdos. 

Dessa forma, é possível ter um constante diferencial em seus textos e, consequentemente, melhores resultados.

Aplique seus conhecimentos adquiridos neste post em seu negócio e veja como pode ser benéfico!

Esperamos ter ajudado. 

Quer saber mais sobre o assunto?

Confira nosso post sobre SEO e aprenda mais sobre o conceito e como aplicá-lo.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento