Otimizar imagem voltou a ser importante para SEO?

Por ,
em

Quando o Google anunciou em seu perfil no Twitter que tiraria o botão “Visualizar imagem” no seu buscador, em fevereiro deste ano, pouca gente deu atenção.

No entanto, quatro meses depois, a mudança já trouxe de volta uma estratégia que parecia aposentada pelas empresas e agências de marketing digital: a otimização de imagens (Image SEO).

Aumento 37% de cliques em um mês

Segundo uma pesquisa feita nos Estados Unidos com base nos três meses seguintes ao fim do botão, a mudança aumentou em 37% os cliques originários do buscador de imagens.

Um dos grandes achados do estudo foi um único site que gerou 600 mil visitantes a mais em um mês por causa de uma imagem buscada. Os dados foram compilados em um artigo chamado “Image SEO is back from the dead“.

Processo da Getty Images

O Google sofreu muitas críticas de publicitários e fotógrafos a partir 2013, quando o botão “Visualizar Imagem” foi adicionado à SERP, porque facilitava o roubo de imagens sem que os direitos autorais fossem respeitados.

À época, a Getty Images recorreu à Comissão Europeia acusando a empresa de uma postura anti-competição e questionando seus mecanismos de funcionamento.

“O Google está distorcendo os resultados de busca em favor dos seus próprios serviços. Isso afeta uma miríade de indústrias, desde empresas de mídia, como a Getty Images, até sites de viagens e de compras”, dizia um trecho do documento enviado à entidade.

A Getty Images afirmava que estava perdendo muito dinheiro e tráfego otimizado porque as pessoas estavam pegando as imagens sem visitar o site – o que afetava cerca de 200 mil profissionais que o usavam para publicar seus trabalhos.

O que mudou?

Ao clicar no antigo botão, o usuário podia pegar qualquer imagem sem ter acesso às informações de direitos autorais e sequer visitando o site em que ela estava hospedada. Após abri-la inteira, era uma prática comum clicar sobre ela com o botão direito, criar uma nova aba e salvá-la no dispositivo.

Agora, ao invés de mostrar apenas a opção de visualização de uma imagem inteira, o usuário é forçado a visitar o site em que ela se encontra, a salvá-la ou até mesmo arquivá-la em uma espécie de nuvem.

Com isso, a empresa espera adicionar mais conteúdo em cada imagem e resolver o problema com os fotógrafos e empresas de mídia. No anúncio, o Google citou as reclamações da Getty Images como um dos motivadores da mudança.

As mudanças, aliás, vieram após o anúncio de um acordo com a própria Getty Images, em que o buscador se comprometeu a apresentar todos os direitos autorais de cada imagem que aparecer na SERP.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento