Mídia Digital: O Que É & TOP 12 Mídias de Performance

Por ,
em

As agências de marketing e performance digital utilizam estratégias de marketing digital para alcançar novos potenciais clientes, através das mídias digitais.

A utilização de mídia digital tem aumentado ano após ano.

Em 2018, segundo o IAB, os investimentos em mídias sociais cresceram 38% nos Estados Unidos, um acréscimo de 2 dígitos em relação ao período anterior.

O consumo e a confiança em mídias digitais também cresceu, segundo a pesquisa, 97% dos usuários fazem ao menos uma pesquisa por dia na internet utilizando mecanismos de busca.

Mas como definir em quais mídias digitais investir?

Para esclarecer o conceito, as práticas comuns de marketing em mídias digitais e te auxiliar no processo de escolha das melhores mídias digitais para investir, apresentamos este guia completo, produzido pelo time de marketing da Conversion.

Fique conosco nos próximos minutinhos e conheça também as 12 melhores mídias de performance para investir.

Além disso, apresentaremos as estatísticas que comprovam a eficácia das mídias de performance para aplicação de campanhas de marketing digital.

Navegue pelos tópicos de conteúdo

 

O que é mídia digital?

Mídia digital oferece um leque de ferramentas para implementação de ações de marketing digital com a finalidade de geração de novos negócios ou branded content.

Um aplicativo mobile ou uma plataforma de mídia programática (Google Ads e Facebook Ads) são exemplos de mídia digital, já que permitem a implementação de ações publicitárias.

Desta forma, podemos definir mídia digital como canais de comunicação e publicidade que fazem uso de tecnologias digitais e permitem a implementação de ações publicitárias assertivas.

Em comparação, marketing digital é o conjunto de estratégias e ferramentas que visa, por meio de tecnologias e mídias digitais, a divulgação de marcas, aumento de vendas e fidelização de consumidor, no contexto da Internet.

Dentro do conceito de mídia digital, existem as mídias de performance, que visam oferecer mais controle sobre o investimento e mensuração de resultados.

 

O que são mídias de performance?

As mídias de performance compõem uma vertente das mídias digitais.

Podemos até mesmo dizer que são a evolução das mídias digitais, visto que as mídias de performance oferecem maior controle às agências de performance para criação de campanhas publicitárias direcionadas para públicos específicos.

Além disso, fornecem dados mais precisos para mensuração de resultados finais como o número de vendas ou captação de leads, assim como oferecem dados fundamentais para a mensuração da jornada do cliente.

Com estes dados pode-se ter uma concepção mais assertiva sobre como as conversões ocorrem, facilitando o processo de otimização de campanhas de anúncios e reduzindo o custos de aquisição de cliente.

Estratégias de marketing de performance são comumente aplicadas no Facebook, Google ou Criteo, plataformas que foram aperfeiçoadas ao longo do tempo e saíram à frente no aspecto de geração de relatórios com métricas mais precisas.

Em contraponto, as mídias de massa oferecem justamente o oposto.

Em comerciais de TV, por exemplo, não é possível rastrear o caminho percorrido pelo cliente deste momento o qual foi impactado pela publicidade, até efetuar a compra.

Assim como não há métricas específicas para otimização da campanha.

Confira agora a lista das 12 mídias de performance que melhor proporcionam uma previsibilidade na geração de resultados.

 

TOP 12 Mídias Digitais de Performance

Entendido a relevância das mídias digitais e de performance para aplicação de estratégias de marketing mais assertivas, selecionamos as 12 mídias de performance mais relevantes do momento, para o mercado publicitário.

Entenda como cada uma funciona, as estatísticas de crescimento e como obter melhores resultados para o seu negócio.

 

Conceitualmente os links patrocinados do Google Ads – antes conhecido como Google Adwords – são os anúncios exibidos na SERP quando um termo é pesquisado.

Os anúncios podem ser veiculados no próprio buscador, no YouTube, Gmail ou na rede de sites parceiros da rede de display.

Mas Google Ads funciona mesmo?

A plataforma de publicidade do Google é o produto de maior rentabilidade da empresa, arrecadando uma fatia de 37,2% dos investimentos em marketing em 2018, segundo o relatório divulgado pela emarketer.

O número comprova a eficácia da ferramenta em entregar ROI positivo e, principalmente, o nível de confiança das agências de performance em disponibilizar boa parte do orçamento publicitário para os canais do Google.

Os números também demonstram uma retração em 2018 e 2019, porém, ao que tudo indica, o fato é ocasionado pelo aumento da capacidade de grandes concorrentes, como Amazon e Snapchat, em também entregar resultados expressivos.

 

Ok, mas é lucrativo?

Um estudo divulgado pelo próprio Google indica que há um retorno de US $2 para cada US $1 investido na plataforma.

O estudo também revelou que ações conjuntas entre SEO e Links Patrocinados podem aumentar este retorno sobre o investimento para Us $8,00.

Portanto, a resposta é sim!

Aplicando técnicas criativas de comunicação, o Google Ads pode fornecer ótima performance para empresas de pequeno, médio e grande porte.

 

Product List Advertising (PLA) by Google Ads

Mais conhecido como “Google Shopping”, os anúncios de PLA são eficientes para publicidade de produtos físicos.

Em comparação ao link patrocinado, o grande diferencial do Google Shopping é o destaque dado aos anúncios, que exibem as seguintes informações:

  • Uma foto do produto;
  • O título do produto;
  • O preço;
  • A marca ou site;
  • Uma informação destacada, como frete grátis ou avaliações do produto.

Em meio à concorrência acirrada, os anúncios do Google Shopping são considerados essenciais para o envolvimento do consumidor nos estágios iniciais da jornada de compra, quando efetuam pesquisas genéricas relacionadas ao produto.

Para e-commerce de varejo, o Google Shopping (PLA) pode oferecer alta performance

Nos EUA, os anúncios do Google Shopping recebem 76,4% dos investimentos em anúncios na rede de pesquisa do Google.

Além disso, 85,3% de todos os cliques são direcionados ao Google Shopping, é o que indica o estudo feito pela Adthema.

O estudo também revela que em campanhas de varejo direcionadas à dispositivos móveis, 79% do orçamento nos EUA e 81,2% no Reino Unido foi destinado ao Google Shopping.

Com isso, podemos concluir que para e-commercers de varejo, o Google Shopping pode entregar performance melhor em relação aos links patrocinados.

 

Plataforma Facebook Ads

O Facebook é a rede social com maior número de usuários ativos mensalmente alcançando a marca de 2,27 bilhões no terceiro trimestre de 2018. O número de usuários ativos representa quase 1 terço da população mundial.

Os números provam que estratégias criativas podem gerar ROI satisfatório se levarmos também em consideração que as mídias sociais consomem 33% do tempo que os usuários passam online.

Além disso, o Facebook Ads consumirá cerca de 19,2% do orçamento publicitário das empresas em 2019, segundo previsão da emarketer.

A assertividade o coloca em destaque

A assertividade na segmentação de púbico do Facebook Ads e a facilidade de alcançar o consumidor em diferentes estágios da jornada de compra, colocam o Facebook Ads em destaque entre as mídias de performance.

 

Leads Ads by Facebook Ads

A ferramenta de captura de leads do Facebook Ads pode ser uma grande aliada das agências de marketing nas ações de captura de leads.

O principal diferencial refere-se ao formato de anúncio que possibilita a criação de campos para captura de dados do usuário sem que ele saia da rede social, seja em desktop ou dispositivos móveis.

Outro grande diferencial é que, em alguns casos, o Facebook já preenche automaticamente os campos com os dados cadastrados pelo usuário no momento da criação da conta na rede social, aumentando a taxa de conversão.

Também é possível integrar os formulários com ferramentas de automação de marketing para implementação de ações integradas.

 

Remarketing by Google Ads e Facebook Ads

Anúncios de remarketing ganharam bastante espaço no planejamento de marketing de mídia digital, visto que possibilitam re-impactar potenciais clientes que visitaram uma página específica, mas não executaram a ação de conversão.

Os anúncios de remarketing podem ser veiculados em diversas plataformas, dentre elas, Google Ads e Facebook Ads se destacam.

Um estudo da Episerver, 92% dos que visitam um e-commerce pela primeira vez não compram.

O estudo indica que quando o consumidor acessa o site pela primeira vez, geralmente está em busca de informações específicas.

Pensando nisso, ações de remarketing se fazem muito úteis para otimização de performance de e-commerce de varejo.

 

Criteo

Criteo é uma empresa focada no desenvolvimento de soluções para aumento de performance.

Basicamente, a Criteo leva o remarketing a outro nível, criando soluções para oferecer recomendações personalizadas ao consumidor com base no seu comportamento dentro do site.

Indicada para e-commerce de varejo de grande e médio porte, as recomendações personalizadas baseiam-se nos seguintes elementos:

  • Criteo OneTag permite que a Criteo colete dados de comportamento do usuário no site;
  • Criteo Conversion Optimized Engine cria recomendações personalizadas de produtos com base nas páginas navegadas e nos produtos comprados por usuários no seu site;
  • Seu feed de dados de produto, ou catálogo de produtos, contendo todas as informações dos produtos;
  • Os anúncios da Criteo, anúncios de marca que mostram recomendações personalizadas de produto.

 

Fonte: Criteo

Geralmente, anunciantes que obtêm sucesso anunciando em plataformas como Google Ads e Facebook, utilizam a Criteo que promete aumento médio de 13x na taxa de ROAS.

 

LinkedIn Ads

Comumente subestimado, o LinkedIn Ads é uma plataforma de anúncio excelente para captação de leads qualificados.

Para agências de marketing, por exemplo, a veiculação de anúncios na plataforma permite mostrar anúncios específicos direcionados à empresas específicas ou até mesmo pessoas que ocupem cargos específicos.

Exemplificando melhor, é possível veicular um anúncio direcionado aos diretores de marketing de empresas da indústria alimentícia.

Ao contrário do que muitos pensam, LinkedIn possui uma grande e engajada audiência:

  • Mais de 29 milhões de usuários no Brasil; [Fonte: Linkedin];
  • 94% dos profissionais de marketing utilizam a rede social para distribuição de conteúdo; [Fonte: Linkedin];
  • 7 em cada 10 profissionais descrevem o LinkedIn como uma fonte confiável de conteúdo profissional [Fonte: Linkedin].

O LinkedIn Ads alcança a maior audiência profissional do mundo e possibilita a criação de anúncios nos seguintes formatos:

  • Text Ads: Anúncios de Banners;
  • Sponsored e Direct Content: Impulsionamento de conteúdo;
  • Sponsored InMail: Anúncio para caixa de entrada.

Muitas agências de marketing de performance tem aderido ao LinkedIn Ads para ações de marketing B2B, visando alcançar uma audiência mais qualificada, com anúncios mais objetivos.

 

Anúncios no YouTube

O YouTube é o segundo maior buscador do mundo, perdendo somente para o Google.

Se tratando de conteúdo em vídeo e performance, o YouTube tem se sobressaído em diversos quesitos:

  • Locais de posicionamento de publicidade;
  • Opções de segmentação de anúncios;
  • Usuários ativo.

Exibir anúncios em páginas de vídeos ou canais específicos, a possibilidade de aplicação de ações conjuntas com influenciadores digitais ou até mesmo aproveitar os ganchos do conteúdo dos vídeos criar boas grandes oportunidades para campanhas de performance.

Como exemplo, pode-se fazer parcerias com influenciadores digitais para criação de conteúdo em vídeo e postagem no canal do YouTube e, ao mesmo tempo, exibir anúncios específicos nos vídeos publicados, através da ferramenta de anúncios no YouTube.

Esta pode ser uma estratégia de marketing de performance muito eficiente para redução do custo por conversão.

 

Mídia Programática

A mídia programática revolucionou o mercado de publicidade digital.

O conceito de automatização de compra de mídia digital atrai grandes investimentos.

Se você não sabe o que é mídia programática, saiba que é muito provável que você já tenha sido impactada por ela hoje.

Mídia programática nada mais é que a veiculação de anúncios em plataformas que permitem total controle sobre orçamento e tempo de veiculação. Google Ads e Facebook Ads são exemplos de plataformas de mídia programática.

Já falamos aqui sobre a eficiência destas plataformas de anúncios e consequentemente das estratégias de mídia programática.

 

Native Ads by Taboola & Outbrain

Native Ads surgiu como a revolução dos anúncios de banners.

Com o aumento exponencial da quantidade de publicidade online na última década, os usuários começaram a ignorar os anúncios tradicionais e alguns, mais radicais, utilizam ferramentas que bloqueiam qualquer tipo de anúncio visual.

Pensando nisso, o native ads foi desenvolvido como uma solução para exibição de publicidade contextual, onde quase não é possível diferenciar o conteúdo da página e os anúncios, por isso o nome native (nativo).

Os anúncios nativos do Outbrain e Taboola são exibidos na rede parceira, que conta com milhares de sites no Brasil e no mundo.

A vantagem é que além de distribuir o conteúdo automaticamente, as plataformas de native ads possibilitam um alto nível de segmentação e dados mensuráveis.

 

Marketing de Afiliados

Conceitualmente o marketing de afiliação é uma vertente do marketing digital que visa a criação de novos canais de comunicação e vendas.

Na prática, o afiliado fica responsável pela implementação de estratégias de vendas e recebe uma comissão por cada venda realizada.

A estratégia é muito utilizada para venda de produtos digitais como cursos e ferramentas, e ganhou força nos últimos anos com a venda de produtos físicos.

A estratégia pode ser muito bem aproveitada por empresas que possuem baixa força comercial ou empreendedores que pretendem focar todas as energias na criação de produtos de qualidade.

A forma de recebimento pelas campanhas de afiliação variam de acordo com o produto, plataforma ou programa escolhido.

Mas, comumente encontramos as seguintes opções:

  • CPC
  • CPA
  • CPM
  • CPV

A vantagem do marketing de afiliação é que além da alta personalização, permitem formar uma “equipe” de venda altamente qualificada e experiente, sem vínculo direto com a empresa, aumentando consideravelmente as taxas de ROI.

 

O que é uma Agência de Performance? Preciso contratar uma?

O Marketing de performance exige a aplicação de estratégias de marketing digital com metodologias ágeis de mensuração de resultados em tempo real, visando sempre otimizar a utilização dos investimentos publicitários em vista de melhores do ROI.

Para empresas que já possuem investimentos consideráveis e buscam melhor performance digital, seja em campanhas de vendas ou de branded, as agências de performance se fazem necessárias.

A Conversion foi eleita a melhor agência de performance do ano, pela ABComm, e conta com uma equipe de profissionais de marketing totalmente voltados para a aplicação de ações de performance. Está no core da empresa!

Se a sua empresa já veicula campanhas digitais e entende a importância do marketing de performance, entre em contato com nosso time de novos negócios.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento