Mobile-First Indexing: o futuro do SEO é mobile

Conversion

Por ,
em

Recentemente, o Google anunciou em seu blog oficial que estava iniciando testes para o que chamam de Mobile-First Indexing. Basicamente, significa que o Google, em vez de considerar o site desktop na sua classificação, passará a priorizar os sinais de sites mobile. Contudo, ainda não há uma data oficial para a mudança.

Como era antes: o desktop importava muito mais para SEO

Hoje em dia, mesmo que os sites possuam versões desktop ou mobile/responsivo, a versão em desktop é a que interessa no momento de ranquear uma determinada página. Isso significa que, se a versão mobile é mais enxuta ou não possui alguns elementos, não é levada em conta.

Esse foco do algoritmo do Google, naturalmente, mantém a visão dos profissionais de SEO sobre o site desktop. Nesse sentido, é levada em conta a estruturação de dados, arquitetura da informação, conteúdo e links internos do site desktop.

A revolução do mobile: muitos sites já possuem mais de 80% do tráfego através de dispositivos móveis

Embora o conceito de “mobile first” já venha se popularizando há, pelo menos, dois anos, ele ainda é uma tendência e não necessariamente uma realidade.

Em 2016, muitos sites passaram a ter uma parte significativa de seu tráfego oriunda dos dispositivos móveis. Não é raro encontrar sites com um razoável volume de visitas que chegam a ter 80% de seu tráfego por meio de dispositivos móveis.

A partir de 2017, com esse posicionamento do Google de trabalhar com Mobile-First Indexing, as empresas terão que olhar primeiro para seu tráfego mobile. Isso mostra que, cada vez mais, o mundo cabe na palma da mão.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento