Newsletter: o que é, como funciona + Dicas

Conversion

Por ,
em

Se você chegou neste post, provavelmente já ouviu falar na newsletter.

Principalmente no meio de marketing digital, newsletter é um termo muito comentado.

Mas, afinal, o que é uma newsletter?

A newsletter é como um e-mail informativo. Mas não confunda com e-mail marketing, pois são dois termos diferentes.

Mas não é tão simples assim, ela pode ser utilizada para atingir o objetivo de muitas estratégias de marketing digital e é essencial para gerar leads e alcançar mais assertividade em sua estratégia.

Além de auxiliar nas conversões também, a newsletter pode ser utilizada para muitos fins e beneficiar seu negócio.

Se você quer aumentar seus leads, obter mais assinantes para a sua newsletter e aumentar as conversões, você está no post certo.

Neste post, você aprenderá o que é newsletter, sua importância, como funciona e um passo a passo para criar a sua.

E tem mais!

No final do conteúdo, ainda daremos algumas dicas para que você consiga fazer ótimas newsletters.

Confira!

O que é newsletter?

Vamos começar pelo básico e essencial: afinal, o que é uma newsletter?

Newsletter é um e-mail informativo enviado periodicamente a um grupo de pessoas que demonstraram interesse.

Para receber esses e-mails, é preciso fazer uma espécie de assinatura, que só usuários realmente interessados nos conteúdos de sua newsletter farão.

Esses e-mails são produzidos seguindo uma mesma linha de conteúdos, com temas similares, para que o usuário que assinou sempre tenha conteúdos relevantes.

A newsletter funciona como uma assinatura de revista totalmente online, em que os interessados fornecem o e-mail e recebem os periódicos.

Os objetivos de uma newsletter, em geral, não são comerciais. Eles se encaixam em estratégias de topo de funil, como marketing de conteúdo, porém também podem ser usados para fins comerciais de maneira mais discreta.

As empresas geralmente almejam entregar valor aos assinantes, sendo o mais relevantes e prestativas possível, para aumentar o tráfego orgânico de seu site/blog.

Para recebê-las, é preciso fornecer o endereço de e-mail, portanto, é mais difícil uma newsletter ser classificada como spam.

Mas por que as newsletter são tão boas para sua estratégia?

Confira agora!

Por que utilizar a newsletter em seu negócio?

Gerar leads, criar relacionamentos mais concretos e aumentar o tráfego são algumas das metas que se pode atingir ao utilizar uma newsletter.

Por meio dela, é possível criar uma longa lista com e-mails de pessoas interessadas no seu negócio e que têm o potencial de serem futuros clientes.

Sua lista de leads é mais qualificada e permite mais assertividade.

Por meio dela, você pode criar um relacionamento mais duradouro com os clientes, comunicar as novidades de sua empresa e projetos.

Com isso você pode despertar mais o interesse das pessoas e incentivá-las a visitar seu site, blog ou redes sociais.

Lembre-se de que a newsletter não faz parte do processo de vendas diretas, e sim do marketing de relacionamento, com a finalidade de conquistar os leads e convertê-los em clientes fiéis à marca.

Além disso, por serem enviadas a cada usuário, elas permitem mais costumização na estratégia e, portanto, melhores resultados, pois os assinantes sentem-se mais exclusivos e terão atenção especial de sua marca.

Você pode aproveitá-la para divulgar as novidades de seu negócio e oferecer benefícios exclusivos para incentivar a compra.

Além de estreitar o relacionamento com seus clientes, o que torna mais provável a fidelização e preferência pela sua marca.

Como funciona uma newsletter?

Pense que um usuário acessa um artigo de seu blog ou site.

Caso ele se interesse pelo seu conteúdo, naturalmente vai querer saber mais e se aprofundar nos conhecimentos.

Para isso, o usuário considera assinar sua newsletter, que possibilita o acesso a conteúdos relacionados sem a necessidade de pesquisar pelos mesmos na página.

Isso facilita o acesso do usuário à sua página, que sempre terá um lembrete para acessar seus conteúdos.

O formulário de inscrição, em geral, solicita informações mais básicas e deve estar em destaque na sua página, para que o usuário o encontre e preencha com facilidade, porém sem interferir na experiência do mesmo – coloque-o em locais onde há espaço.

As informações pedidas, normalmente, são apenas e-mail e nome. Não é necessário pedir mais dados, pois o usuário está apenas começando a criar uma intimidade com sua marca.

Depois de preencher o formulário, os dados do usuário são registrados em uma lista de e-mails que você pode utilizar em outras estratégias.

Então, basta enviar conteúdos que acha relevantes ao assinante para despertar seu interesse.

Confira agora como fazer uma newsletter.

Como criar uma newsletter em um passo a passo simples e rápido

Primeiro de tudo, você deve pensar em sua persona, seus hábitos, momentos de disponibilidade e interesses.

Você deve considerar também como será feita a estrutura do e-mail.

Esses são alguns aspectos iniciais que você deve considerar. Para desenvolver uma newsletter, é preciso atenção a alguns fatores essenciais.

Pensando nisso, criamos o passo a passo a seguir para que você consiga criar uma newsletter com eficiência.

1. Tenha em mente objetivos e metas claros

É importante que você saiba exatamente que objetivos deseja alcançar com a newsletter.

Ter objetivos claros em mente pode te ajudar em todo o processo de criação da newsletter. Mas não só isso: você sabe exatamente o que o usuário deve fazer para alcançar esse objetivo.

Já falamos antes sobre alguns dos objetivos que se pode alcançar com uma newsletter; são eles: aumentar o tráfego orgânico, gerar leads, promover eventos, entre outros.

Dica: insira calls to action (CTA) no e-mail para integrar suas estratégias no meio digital e direcionar os usuários para outros locais onde sua marca está presente – redes sociais, site, landing page, entre outros.

2. Escolha a frequência de envio dos e-mails

Para escolher a frequência de envio dos e-mails, é importante que você conheça a persona, para definir qual sua disponibilidade e horário em que mais interage.

O ideal é enviar conteúdos, no mínimo, uma vez ao mês para que sua marca não caia no esquecimento.

Além disso, mantenha constância no envio dos e-mails para que os assinantes acostumem-se com os mesmos e já esperem recebê-los, adaptando sua rotina para conseguir ler a newsletter.

Dica: após escolher uma frequência, tenha dias e horários de disparo bem definidos e tenha constância neles, para que o usuário adapte sua rotina para ler seus e-mails.

3.Escolha a ferramenta de automação

Após definir os objetivos e a frequência de sua newsletter, escolha a ferramenta de automação de e-mails mais adequada a eles.

Há várias ferramentas de e-mail marketing que têm essa função, algumas delas gratuitas.

É importante que você utilize uma ferramenta para automatizar o processo de disparo de e-mails e, dessa forma, conseguir manter a constância e frequência desejadas.

Dica: evite o disparo de e-mails aleatórios para os assinantes. Procure enviar apenas e-mails relevantes, de acordo com o interesse dos assinantes, procurando produzir conteúdos relacionados.

Caso contrário, seus e-mails podem causar má impressão e ser classificados como spam, ou simplesmente não gerarem bons resultados por serem irrelevantes aos assinantes.

4. Crie o layout da newsletter

Agora é hora de fazer o design de sua newsletter!

Mantenha a identidade visual de sua marca e não polua a newsletter com muitos elementos.

Ter uma identidade visual é importante para que o usuário se identifique com sua marca e consiga associá-la a bons sentimentos.

Poluir muito a newsletter pode causar má impressão em relação à sua marca.

Algumas ferramentas de automação de e-mails também oferecem determinados modelos de design que você pode editar, para deixá-lo adequado à identidade de sua marca.

Dica: faça layouts simples e não se esqueça de inserir informações de contato e as páginas nas redes sociais.

5. Defina o conteúdo

Os conteúdos são muito importantes para que sua estratégia com a newsletter dê certo.

E-books, artigos do blog, cases de sucesso, promoções, eventos e webinars são alguns dos conteúdos que você pode utilizar em sua estratégia.

Você pode divulgá-los por meio da newsletter e ela mesma também deve conter conteúdos relevantes e atrativos.

Como dito antes, a newsletter não está em um estágio avançado do funil de vendas, portanto, envie conteúdos educativos e sem muitas promoções, que podem causar má impressão.

Dica: faça os conteúdos de forma que eles despertem o interesse dos usuários a algum produto/serviço seu.

Mas lembre-se de não fazer um e-mail comercial. Fale de maneira indireta, sem necessariamente citar o que sua empresa oferece.

6. O rodapé é importante

Não se esqueça de inserir mais informações sobre sua empresa – localização, contato e redes sociais – para que os usuários possam encontrá-la.

Além disso, demonstre que respeita seu público e insira um link ou botão para que a pessoa possa cancelar a assinatura com mais facilidade e rapidez.

Ao fazer isso, você mostra que sua marca realmente valoriza e respeita a opinião dos clientes, gerando uma boa imagem.

7. Responda todos os seus assinantes

A newsletter constitui uma comunicação mútua e interativa.

Para criar um relacionamento mais concreto, profundo e duradouro, é importante que você tenha alguém à disposição para responder as perguntas ou os feedbacks dos assinantes.

Nós não gostamos quando alguém nos ignora, isso causa má impressão e pode resultar em sentimentos negativos.

E isso é válido para uma relação entre empresa e cliente também, por isso não se esqueça de responder cada um de seus assinantes.

8. Cuidado com e-mails muito pesados

Como assim e-mails “pesados”?

São aqueles e-mails que demoram muito tempo para carregar e que, às vezes, até fechamos para não gastar muito tempo.

Nem todos os seus leads têm uma boa internet/celular/computador, por isso evite imagens muito pesadas ou muitos elementos visuais desnecessários.

Além de poluir o conteúdo, isso pode aumentar o tempo de carregamento do e-mail para algumas pessoas.

Não só isso: muitos serviços de e-mail também bloqueiam imagens, necessitando de autorização do usuário para exibi-las.

Se a imagem for necessária, não se esqueça de colocar a tag alt (texto alternativo) que descreve a imagem, para que o usuário saiba do que se trata a mesma sem precisar visualizá-la.

9. Mensure os resultados

Não adianta fazer toda a estratégia e não ter como avaliar se ela teve algum impacto positivo ou negativo para sua empresa.

Por isso, faça uma coleta de dados analíticos.

Dessa forma, é possível definir se sua estratégia precisa de otimizações e quais aspectos podem ser alterados para melhorar os resultados e proporcionar a melhor experiência aos usuários.

Separamos algumas métricas que você pode considerar para fazer essa análise de desempenho. Confira:

  • Taxa de abertura;
  • Taxa de cliques;
  • Número de cadastros.

Dicas para criar uma boa newsletter

Confira agora algumas dicas gerais que você pode considerar para obter melhores resultados com sua newsletter.

Considere a experiência mobile

Ser mobile friendly não é mais um diferencial para empresas inseridas no meio digital: é necessário.

A maioria das pessoas hoje em dia acessa os e-mails pelo celular. Por isso, seus e-mails devem ser adequados a esse formato. Caso contrário, o usuário pode ficar confuso e não visualizar todas as informações do e-mail.

Leve em conta o tamanho de imagens, botões e outros componentes de seu e-mail para que eles sejam mobile friendly.

Faça um e-mail introdutório

Após o usuário assinar sua newsletter, envie um e-mail de boas-vindas falando sobre quais assuntos a newsletter trata, frequência e algumas informações da empresa e dos próprios produtores dos conteúdos.

Dessa forma, você pode causar uma boa primeira impressão e o usuário sabe exatamente o que esperar dos próximos e-mails.

Se necessário, faça mais de uma newsletter

Se o seu público pode ser segmentado em grupos com diferentes preferências, o ideal é criar uma newsletter para cada persona.

Fazendo isso, você consegue distribuir conteúdos relevantes a todo o seu público, sem focar em apenas um dos segmentos do mesmo.

Agora que você sabe o que é uma newsletter e como criar uma de sucesso, é hora de criar a sua!

Vale a pena investir em uma newsletter para o seu negócio, pois, se bem feita, trará ótimos resultados.

Lembre-se de focar sempre em sua persona e no que seria mais relevante para ela.

Quer saber mais?

Confira nosso post sobre como criar um blog em passos simples.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento