Você realmente sabe o que é um Crawler? Entenda aqui de uma vez por todas!

Mariana Pessoa
Mariana Pessoa

Crawlers são robôs que rastreiam, extraem e indexam dados em tempo real na Web. São operados principalmente pelos mecanismos de busca, como Google e Bing, mas são utilizados para coleta de dados também. 

O conceito de crawler é muito importante para SEO, pois é justamente através desses robôs que conseguimos estruturar estratégias e entender como o Google opera e vê as páginas de um site.

Por isso, no conteúdo o objetivo é trazer exemplos, benefícios e outras informações valiosas sobre crawler e o seu funcionamento. 

O que é crawler?

Um crawler, também conhecido como bot e spider, é um robô que navega pela Web em busca de dados, e é o responsável pelas etapas de rastreamento, indexação e ranqueamento dos mecanismos de busca.

No entanto, os crawlers não são utilizados somente nos buscadores. Podemos usá-los também para varrer sites ou banco de dados em busca de informações para estratégias de negócios e inteligência de mercado.

Como um crawler funciona?

Os crawlers rastreiam a Web a partir de links — por isso, inclusive, que links são tão importantes para estratégias de SEO. Para varrer um site ou banco de dados específico com um crawler, é preciso, portanto, uma URL inicial.

Suas etapas de funcionamento estão descritas no conteúdo sobre mecanismos de busca com mais detalhes, mas vamos ao breve resumo para entender como um crawler funciona:

  • Rastreamento: também chamado de crawling, esta é a etapa de descoberta da página, links, imagens, vídeos, documentos, e o que mais estiver disponível para o crawler.
  • Indexação: após descobrir o conteúdo, o crawler parte para compreender o que foi encontrado e a informação é indexada no seu banco de dados.
  • Ranqueamento: conforme a pesquisa, o robô do mecanismo de busca vai utilizar os fatores de ranqueamento do buscador para retornar com a informação do seu banco de dados mais relevante para o usuário.

Exemplos de crawlers

Os exemplos de crawlers mais famosos estão justamente nos mecanismos de busca. Confira os principais:

  • No Google, o crawler é chamado de Googlebot;
  • Bingbot no Baidu;
  • Slurp no Yahoo;
  • Baiduspider no Baidu;
  • DuckDuckBot no DuckDuckGo.

É necessário ter permissão para usar o crawler num site?

Depende. Os robôs sempre precisam de autorização para acessar páginas de um site. É através do robots.txt que profissionais de SEO ou desenvolvimento podem indicar aos crawlers se eles podem ou não acessar um site específico.

Com o arquivo do robots.txt, por exemplo, podemos indicar quais páginas não devem ser indexadas no Google e bloquear o acessos a arquivos de recursos menos importantes para poupar servidores.

No entanto, ter o arquivo não previne que um crawler malicioso, com intenções de roubar conteúdos ou informações, rastreie e colete os dados das páginas.

Entenda a diferença entre crawler e raspagem da internet (ou data scraping)

A diferença entre crawler e raspagem da internet é simples, pois seus usos não são iguais.

Enquanto crawler é um robô que encontra e indexa informações, a raspagem da internet é o uso específico do crawler para escanear e guardar os dados de uma determinada página da Web, geralmente com um objetivo mal-intencionado.

Além disso, os robôs de raspagem da internet podem simplesmente não obedecer o arquivo robots.txt. 

Qual a relação do web crawler e SEO?

SEO significa Search Engine Optimization, ou seja, otimização para os mecanismos de busca. Sendo assim, entender como os robôs funcionam e formas de controlá-los é essencial ao profissional que deseja alcançar bons resultados orgânicos.

Outro tema importante quando falamos sobre crawling para SEO é o crawl budget, que veremos a seguir.

Crawl budget: como funciona e gerenciamento

Crawl budget significa cota de rastreamento, ou seja, existe um limite de requisições que um crawler faz num site em um determinado período de tempo. 

Como o processo de crawling, ou rastreamento, é custoso para os mecanismos de busca, os crawlers precisam priorizar o que e quando rastrear. Além disso, o crawler leva em conta também a quantidade de recursos que o servidor de hospedagem pode alocar para a etapa de rastreamento.

No entanto, o crawl budget não deve ser motivo de preocupação a não ser que o seu site atinja milhões de pessoas por dia. Se for o seu caso, veja os dois fatores principais que podem afetar a taxa de rastreamento de um site segundo o Google:

  • Integridade do rastreamento: se o site tiver um tempo de resposta muito rápido durante um período, consequentemente o limite de rastreamento aumenta. Porém, se o site estiver lento ou responder com erros de servidor, o Googlebot fará menos rastreamentos, diminuindo o limite.
  • Limite definido no Search Console: os proprietários de sites no Search Console podem reduzir o limite de rastreamento do Googlebot. Mas é importante lembrar que definir limites mais altos não significa que o robô irá rastrear com mais frequência.

Para gerenciar a cota, podemos usar o limite definido no Search Console ou indicar os arquivos no robots.txt que não devem ser acessados com o objetivo de poupar os servidores.

Bloqueadores de web crawlers

Nem todas as páginas de um site devem ranquear na SERP. Uma página com informações sensíveis, por exemplo, não deve ser encontrada e nem indexada nos resultados de uma busca.

É para isso que existem formas de bloquear o acesso de web crawlers em um site. O robots.txt é uma delas, apesar de não ser a mais indicada para evitar a indexação. Por isso, para bloquear a indexação de uma página é indicado:

  • Utilizar a tag “noindex”: incluir no cabeçalho da página ou uma metatag “noindex’ na resposta HTTP. Assim, o robô do mecanismo de busca entenderá que a página não deve constar no index e a excluirá dos resultados.
  • Proteger a página com senha: ao solicitar uma senha para acessar determinada página, o robô não conseguirá acessar o conteúdo da mesma e, por isso, ela não será adicionada a SERP.

Qual a importância de utilizar o crawler para o profissional de SEO?

Um bom profissional precisa também saber como usar uma ferramenta de web crawler, que é capaz de realizar uma auditoria técnica para encontrar erros e problemas que afetam a performance do site nos mecanismos de busca.

Neste sentido, ferramentas de web crawling como Screaming Frog, Sitebulb e JetOctopus são aliadas do profissional de SEO, pois nas suas varreduras encontram problemas como:

  • Links quebrados
  • Conteúdos duplicados
  • Títulos e descrições inexistentes, longas ou muito curtas
  • Imagens fora do padrão ideal para boa performance

Quais os benefícios de usar um crawler?

Quando o site é um meio de aquisição de clientes da empresa, utilizar um web crawler é necessário para a manutenção das páginas, experiência do usuário e SEO. Conheça os principais benefícios do uso:

Otimização das vendas

Realizar auditorias técnicas no site é indispensável, principalmente para sites com muitas páginas ou e-commerces, pois um pequeno erro pode causar perda de receita ou feedbacks negativos dos clientes.

Sendo assim, um web crawler pode apoiar a pessoa responsável pelo site a encontrar esses erros ou oportunidades, o que consequentemente resultará em uma experiência mais positiva dos usuários e otimizar as vendas.

Além disso, fazer auditorias técnicas e manutenções recorrentes também previne que os robôs dos mecanismos de busca encontrem os erros e penalizem o site, resultando em uma perda de posicionamento e tráfego orgânico.

Análise da concorrência

Para analisar a concorrência, podemos rodar o web crawler no site concorrente com o objetivo de gerar insights e descobrir os principais erros da página. 

Assim, através da auditoria técnica é possível estruturar uma estratégia de ataque à concorrência, por exemplo, ou aproveitar dos erros deles para fazer melhor.

Análise de reputação da marca

Como os web crawlers não precisam — e nem devem — ser utilizados somente para encontrar melhorias e erros no seu site, é interessante usá-los para monitorar a reputação da marca através do rastreamento em redes sociais, sites de notícias ou fóruns.

Alertas em tempo real

Não dá para ficar dependendo do Search Console, que possui um delay em seu relatório, ou de visitantes frustrados com a experiência do site para atuar em cima de erros. 

Por isso, o ideal é rodar o web crawler com uma certa frequência no site, ou até possuir um que faça alertas em tempo real para monitorar a saúde das páginas.

Geração de leads

Dependendo do setor do seu negócio, um crawler pode ser necessário para rastrear dados de forma automatizada em busca de oportunidades. 

Um exemplo: como profissional de SEO, eu posso contratar um web crawler para buscar e rastrear empresas que atuam na minha região em uma determinado nicho, colocar todas as informações em uma planilha e iniciar a prospectar clientes com meus serviços de SEO.

Conclusão

Os crawlers, ou robôs, fazem parte da rotina de quem trabalha na Web, principalmente com SEO. Eles podem nos ajudar, no caso dos robôs dos mecanismos de busca e das ferramentas de crawlers, ou serem nossos inimigos, quando tratam-se de rastreamentos maliciosos.

De toda forma, o ideal é que como profissional de SEO estarmos prontos para lidar com os robôs quando necessário. Espero que o texto tenha ajudado e tirado suas dúvidas. Para saber aprofundar seus conhecimentos, recomendo o guia completo da Conversion sobre SEO!

Escrito por Mariana Pessoa

Escrito por Mariana Pessoa

Mariana é estrategista de SEO e apaixonada por Marketing Digital. É também produtora de conteúdo no LinkedIn e escritora de ficção nas horas vagas.

Escrito por Mariana Pessoa

Escrito por Mariana Pessoa

Mariana é estrategista de SEO e apaixonada por Marketing Digital. É também produtora de conteúdo no LinkedIn e escritora de ficção nas horas vagas.

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>