8 fatores de ranqueamento para quem está iniciando em SEO

Carolina Glogovchan

Por ,
em

Quem já ouviu sobre SEO sabe bem que o Google estabelece uma série de critérios, conhecidos como fatores de ranqueamento, para posicionar uma palavra ou site na – tão desejada – primeira página.

Embora existam mais de 200 fatores de ranqueamento diferentes, nem todos são divulgados. Mas há certas exigências que são conhecidas entre os profissionais de marketing digital e que ajudam no posicionamento do seu site.

Por isso, nosso objetivo é esclarecer a você, que está iniciando em SEO, os oito principais fatores de ranqueamento para otimização, segundo a expertise dos profissionais da Conversion! Mas, primeiro…

Dica ZERO: análise de domínio e pesquisa de palavras-chave são passos indispensáveis para o sucesso de uma otimização

Vitor Rodrigues, Analista de SEO, afirma que, antes de iniciar o trabalho de SEO, é importante avaliar a situação do domínio – se ele já teve algum tipo de conteúdo, qual a idade desse domínio (quanto mais antigo, melhor!), se já recebeu algum tipo de punição e outros pontos igualmente relevantes.

Para isso, Ahrefs é uma ferramenta bem interessante.

Danielle Casseb, também Analista de SEO, destaca que, antes de iniciar qualquer processo de otimização, analisar como os usuários buscam por determinado produto/serviço é crucial para uma estratégia de SEO eficiente.

Para isso, ferramentas como Keyword Planner e Keyword Tool são excelentes!

Agora sim: conheça quais são os oito fatores de ranqueamento essenciais para posicionar seu site!

#1 Usar as TAGs de impacto direto corretamente é fundamental

Diego Gomes, Coordenador de SEO, destaca que Title e H1 são essenciais para um impacto direto no posicionamento da página.

O Title deve apresentar a palavra-chave o mais à esquerda possível com, no máximo, 65 caracteres. Já o H1 deve, obrigatoriamente, conter a palavra-chave.

#2 Conteúdo útil e relevante ao usuário deve ser prioridade em SEO

Letícia Rico, Analista de Conteúdo, afirma que a produção de conteúdo relevante é um importante fator de ranqueamento.

Dessa forma, não basta somente inserir palavras-chave na página, é preciso ter informações úteis e que, de fato, atendam aquilo que o usuário está buscando.

#3 A arquitetura da informação impacta diretamente no posicionamento da página

Lucas Ise, Analista de SEO, destaca que a arquitetura da informação (hierarquia de Departamentos > Categoria > Subcategorias) deve estar muito bem estruturada para facilitar a navegação do usuário e o ranqueamento de páginas vinculadas ao site.

Essa base estrutural tem influência também no uso de marcações corretas, como sequência lógica <head><body><footer>, e o uso das TAGs H1, H2, strong e outros, que são muito importantes para a interpretação correta do Google.

#4 Tempo de criação da página é um diferencial a ser considerado

Ana Carolina Vrech, Analista de SEO, relembra que o trabalho de SEO apresenta retornos em médio e longo prazo, o que significa que uma página pode levar até mais de um ano para alcançar o Top 10.

Assim, é importante criar páginas com antecedência de, pelo menos, um ano, principalmente quando falamos sobre páginas com temas sazonais.

#5 Backlinks são extremamente importantes para o Domain Authority

Beatriz Brito, Analista de SEO, afirma que os backlinks são essenciais para a autoridade do domínio e, consequentemente, para o ranqueamento do site.

Mas para que os backlinks contribuam de fato, a qualidade e a quantidade devem ser equilibradas. Por isso, fazer uma análise periódica para verificar a qualidade desses backlinks é essencial.

Ahrefs e MOZ são ferramentas ideais para avaliar relevância de backlinks e determinar se são de ótima qualidade ou não.

Para entender mais como conseguir backlinks, leia este conteúdo sobre link building.

#6 Ter uma versão mobile do seu site é obrigatório para um melhor posicionamento

Luis Guilherme Caetano, Analista de SEO, afirma o quão importante é que o site tenha uma versão mobile.

Com a atualização Mobile First Index, o Google destacou recentemente que esse critério será usado como prioridade no posicionamento de uma palavra/página, de forma a considerar uma experiência sempre satisfatória ao usuário em ambas as versões.

#7 Certificado HTTPS é um critério que não deve ser ignorado

Lucas Ise, Analista de SEO, também destaca que o uso do certificado HTTPS é um fator que tem um grande impacto nos resultados de busca.

O Google divulgou esse fator para incentivar a adesão do protocolo HTTPS na internet, promovendo, assim, transações online mais seguras aos usuários.

#8 TAGs de impacto indireto são fatores que não devem ser esquecidos

Diego Gomes e Lucas Ise afirmam a importância do uso correto das TAGs de impacto indireto como a Meta Description e a TAG Alt.

A Description, por exemplo, não impacta diretamente no posicionamento, mas em CTR (taxa de clique), devendo-se usar, no máximo, 156 caracteres.

Já o uso da TAG Alt nas imagens pode influenciar a performance da página, pois, por meio dessa marcação, o Google é capaz de interpretar o conteúdo das imagens e avaliar se são relevantes.

Agora que você já conhece os principais fatores de ranqueamento para posicionar seu site, confira também: Estratégias de Marketing Digital em três pilares: Aparecer, Encantar e Converter!

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento