Qual o papel do SEO na transformação digital?

Isabella Carvalho
Isabella Carvalho

Em tempos de pandemia, a transformação digital se faz ainda mais presente; entenda qual o papel do SEO em uma cultura focada na experiência do usuário.

Profissionais dos mais diversos setores certamente já ouviram o termo transformação digital. Apesar de estar em alta, a expressão se refere a um avanço que começou há pelo menos duas décadas. Foi nos anos 90 que a internet começou a se popularizar nas empresas e entre as pessoas. Com a chegada dos smartphones e o crescimento do uso dos computadores pessoais, o cenário se intensificou.

Em paralelo, se consolidava a chamada Terceira Revolução Industrial. Também conhecida como Era da informação, ela marcou o momento em que novas tecnologias e ferramentas digitais começaram a modernizar uma indústria inteira. As pessoas e empresas passaram a ter acesso a novas soluções e o mundo dos negócios foi se transformando com a automatização e computação.

Hoje, vivemos o que muitos chamam de Quarta Revolução Industrial. Dessa vez, com a automatização total das indústrias, uso de novas e modernas tecnologias e soluções cada vez mais conectadas. É neste contexto que a transformação digital se faz ainda mais presente. Ela nada mais é do que a transformação de negócios, atividades organizacionais, processos e mindset de empresas e pessoas. Tudo isso em meio a uma combinação de tecnologias. 

A pandemia causada pelo novo coronavírus só acelerou o cenário. De acordo com uma pesquisa realizada neste ano pela IFS com mais de 3 mil executivos, 52% das empresas planejam aumentar seus gastos com transformação digital nos próximos anos. Apesar da vontade de investir, o estudo revela que a execução da transformação digital é uma tarefa difícil para muitas dessas companhias.

Mulher negra mexendo no computador notebook

Os principais desafios

Se engana quem pensa que a tecnologia é o elemento único da transformação digital. O movimento também envolve mudança de cultura, novos modelos de negócio, capacitação da força de trabalho e, principalmente, foco na experiência do cliente. Hoje, a transformação digital se tornou uma necessidade para empresas que querem garantir vantagem competitiva. Por outro lado, ainda é desafiador para a maioria delas.

Se adaptar rapidamente a esse universo digital, preparar as equipes, reestruturar a cultura organizacional e entender o novo perfil dos consumidores são alguns dos principais desafios das empresas. Em tempos de pandemia, muitas delas ainda precisaram, quase do dia para noite, repensar o seu negócio em meio a uma crise global. Isso envolveu estar 100% presente no online, identificar os novos hábitos do público e se destacar nesta era tecnológica.

Para lidar com esses desafios que surgiram durante a pandemia, de acordo com uma avaliação de mercado realizada pela consultoria International Data Corporation (IDC), as empresas estão reformulando suas estratégias no Brasil. Cerca de 62% delas estão empregando um modelo de trabalho dinâmico e reconfigurável, enquanto 40% estão garantindo resiliência na infraestrutura digital e 38% estão gerando confiança nos clientes através de novas estratégias. Além disso, 62% afirmam que o modelo de engajamento do cliente precisará ser expandido em canais digitais e de autoatendimento. Já não há dúvidas de que o futuro (não tão distante) está no digital.

As empresas devem ser notadas

Falar de transformação digital se tornou, portanto, quase uma obrigatoriedade. As empresas que desejam se manter competitivas, avançar no mercado em constante mudanças e surfar na onda tecnológica já colocam a estratégia em prática. Junto com essa transformação, elas também devem lidar com um novo perfil de consumidor — muito mais dinâmico, informado e em busca de novas e boas experiências em seus dispositivos. Quem não se adapta, acaba perdendo espaço no mercado. 

“Houve um salto de cinco anos na maneira como interagimos com essas telinhas, com as diversas plataformas, numa situação que estaríamos somente em 2025 e 2026. Várias decisões que empresas teriam de tomar, e teriam tempo, foram muito aceleradas”, ressaltou Pedro Doria, jornalista e colunista do Globo, durante o debate ‘E agora, Brasil?’, realizado em novembro deste ano para discutir as transformações dos negócios.

Ter uma comunicação assertiva voltada ao universo digital se tornou uma das principais maneiras de se destacar. É neste mesmo contexto que o SEO (Search Engine Optimization) se faz presente. A estratégia se tornou essencial para que empresas, dos mais diversos setores, possam reter seus clientes, garantir boas experiências e, acima de tudo, ganhar espaço e voz no ambiente digital. Ele se relaciona ainda diretamente com a transformação digital do mercado nas últimas décadas, com a mudança no perfil do consumidor, com o surgimento de novas tecnologias e, principalmente, com a construção do que chamamos de força de marca

A estratégica começou como algo extremamente técnico, com foco nos robôs e algoritmos de antigamente. Porém, com o passar do tempo, ela evoluiu. Em um movimento onde as empresas começaram a entender que a experiência e a percepção do usuário também deveriam ser levadas em conta, o SEO se tornou um equilíbrio entre o robô e o usuário. Hoje, acompanhando novamente as transformações do mercado, a estratégia ganhou um novo “significado”. 

SEO Experience e a transformação digital

É neste ambiente da transformação digital que surge o SEO Experience, ou seja, uma nova geração de SEO que vai além do tráfego e vendas, visando a construção de marca através da experiência criada a partir de uma busca. O objetivo é conquistar o público, gerar valor e melhorar a performance digital. Neste novo cenário, crescimento equivale a retenção. 

“O consumidor está cada vez mais exigente e, mais do que isso, não quer apenas um produto, uma resposta: ele quer uma experiência. Com o avanço da inteligência artificial, o algoritmo do Google é cada vez mais capaz de saber quais são os resultados mais relevantes para o usuário — e os melhores resultados são aqueles que criam melhores experiências”, ressalta Diego Ivo, fundador da Conversion.

Ele ainda reforça: não basta apenas acreditar que a transformação digital se restringe ao investimento em tecnologia e dados. É preciso transformar tudo isso em uma boa experiência para o usuário. “No meu entendimento, isso é possível justamente quando a experiência é tão boa que o consumidor passa de um simples visitante, para alguém que acompanha assiduamente uma marca, um site”, completa Diego.

Isso significa colocar o cliente como o centro da estratégia e agregar valor através das buscas. O SEO deixa de ser uma ferramenta usada apenas para medir a origem do tráfego e passa a fazer parte da construção da audiência. “Neste momento, além de ter acessos recorrentes que aumentam a probabilidade de compra, esse consumidor satisfeito poderá indicar muito mais a empresa para amigos e conhecidos”, ressalta Diego.

O estudo Global Communications Report 2019, realizado pela USC Annenberg, traz alguns dados que ilustram um possível cenário futuro quando o assunto é mídia. 62% dos especialistas entrevistados acreditam que, em cinco anos, o consumidor não fará distinção entre mídia paga, conquistada ou proprietária quando estiver consumindo informações. Isso significa que as empresas deverão, a curto prazo, remodelar suas estratégias. Mais uma vez, o SEO Experience se faz presente. 

Em um mercado cada vez mais digitalizado e em constante mudanças, a experiência do usuário e a construção da força da marca no ambiente online caminham juntas na estratégia das empresas. Nas últimas semanas, um novo termo relacionado a esse universo ganhou destaque: o Share of Search, ou parcela de buscas.

De maneira simplificada, o SoS de uma marca ou empresa nada mais é do que a parcela de interesse do público por uma palavra-chave ou termo relacionado a atuação dela. Ou seja, é o total de buscas feita por essa marca no Google. O termo, semelhante ao Share of Voice, foi apresentado pelo publicitário Les Binet no evento EffWorks Global 2020, e vem de encontro com as transformações em uma era digital.

De acordo com ele, o Share of Search não diz respeito às buscas por páginas publicitárias. Pelo contrário: se refere às buscas orgânicas realizadas dentro dos buscadores. Binet, que há 6 anos vem trabalhando no conceito, ainda afirmou que o SoS é uma poderosa e útil ferramenta para rastrear o interesse das marcas em seu segmento. 

O publicitário ressalta: quando o Share of Search de uma marca cresce, o seu market share (ou fatia de mercado) também tende a aumentar nos meses e anos subsequentes. Da mesma forma, quando o Share of Search diminui, o mesmo deve acontecer com o market share. O estudo apresentado por Binet reforça o quanto a era digital e as particularidades trazidas por ela impactam a maneira como o marketing é conduzido.

O que podemos esperar para o futuro?

A tendência é que as empresas deixem de focar apenas no valor investido em publicidade para medir o quanto o seu público pesquisa online por sua marca e outras da mesma categoria — criando novas estratégias para se posicionar, oferecer boas experiências e se tornar autoridade neste valioso ranking. “O Google nada mais é do que um centro de dados sobre o que as pessoas vão fazer, o que elas pensam, como se elas se sentem e o que elas vão comprar”, ressaltou Les Binet, durante a apresentação de seu estudo.

Não há dúvidas, portanto, que o termo apresentado pelo publicitário se entrelaça com a alta performance em busca orgânica, ou o SEO Experience, e caminha lado a lado com a tão falada transformação digital. Ao mesmo tempo, mesmo em meio à adaptações e evoluções de conceitos já conhecidos, existe algo que permanece o mesmo. “No velho ou no novo normal, o que não muda é o poder de influência de pessoas com pessoas: afinal de contas, tudo é sobre pessoas”, conclui Diego.

Escrito por Isabella Carvalho

Escrito por Isabella Carvalho

Escrito por Isabella Carvalho

Escrito por Isabella Carvalho

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>