SEO para Branding: construindo marcas com a autoridade do Google

Diego Ivo

Por ,
em

Acho incrível que a maioria das empresas ainda não tenha percebido que investir em SEO no Google é uma das melhores formas de criar valor de marca.

O Google é a segunda marca mais valiosa do mundo (só perde para Apple) e, sempre que uma empresa é indicada por ele nos resultados de busca, sua autoridade é transferida para a marca dessa empresa.

Esse para mim já é um motivo muito óbvio para investir em SEO pensando em Branding, mas há ainda mais alguns benefícios de investir em busca orgânica.

Quer saber mais? Descubra tudo neste post!

Conceitos básicos deste artigo: o que é SEO? o que Branding?

Caso você seja leigo e não saiba o que é SEO ou Branding, os conceitos são os seguintes:

O que é SEO? SEO é a sigla de “Search Engine Optimization”, que significa “Otimização para mecanismos de buscas” e no Brasil também é conhecido como “Otimização de Sites”, e é o processo de ficar bem posicionado em mecanismos de busca, como o Google, de forma “natural”, “orgânica” ou “gratuita”. SEO gera reputação para marca, tráfego e vendas. Saiba mais aqui.

Branding é a disciplina que faz a gestão da marca de uma empresa, observando desde a sua identidade visual, posicionamento e principalmente o seu valor. Uma marca com valor agregado será reconhecida pelo consumidor, o que gera uma maior probabilidade de compra.

Há 7 anos, nenhuma marca estava na primeira posição para “chocolate”. Como será que está agora?

Há pouco mais de 7 anos, publiquei um artigo falando da importância de SEO para a construção de marcas.

Nesse artigo, fiz a seguinte provocação: “Qual marca quer o primeiro lugar para “chocolate”?”, conforme a imagem abaixo:

Desde lá, a primeira posição ainda não foi ocupada por uma marca de chocolate.

Mas por quê?

Ora, diversas pesquisas apontam que o consumidor relaciona uma marca nas primeiras posições do Google à liderança de mercado e considera os mecanismos de busca a mídia mais confiável.

Mas ainda assim as marcas de chocolate, parece, ainda não perceberam que o Google pode transferir sua autoridade para elas.

E, antes de responder a isso tudo, vamos trazer os 5 benefícios de investir em SEO para construção de marcas.

5 benefícios para investir em SEO na construção de marcas

O mercado já amadureceu muito desde 2012 (afinal, são 7 anos!) e, atualmente, já sabe que SEO é fundamental para gerar performance para o site da marca, especialmente quando falamos do mercado de comércio eletrônico.

Porém, o mercado de e-commerce está pensando mais em tráfego e vendas do que em branding.

A dinâmica do Branding nem sempre é vendas, para o Branding é preciso criar valor antes de vender.

E SEO pode ser uma das principais estratégias para Branding.

Mas, por quê?

Porque ele reúne duas das coisas preferidas pelos consumidores: conteúdo e mecanismos de busca, além de o Google transferir sua autoridade para cada resultado.

Então vamos a alguns dos benefícios:

1. O topo da busca orgânica é o espaço mais nobre da Internet

Os mecanismos de busca são a mídia mais confiável para os consumidores, segundo Trust Barometer.

Enquanto os resultados orgânicos dos buscadores têm uma confiança 77% superior em relação aos links pagos, segundo pesquisa da Conversion.

Como os estudos apontam, a busca orgânica é o lugar mais nobre para uma marca ocupar.

Pensando no mais nobre de todas as posições, a primeira posição no Google, ela possui valor intangível ainda não totalmente percebido/mensurado, porque o Google transfere sua autoridade.

Mas isso está mudando, e para melhor: algumas marcas já pensam em SEO como estratégia de branding, talvez inspiradas pela história da Amazon, que investiu em SEO desde a criação da marca e hoje é uma das marcas mais valiosas do mundo!

2. SEO é o novo posicionamento de marcas

Al Ries e Jack Trout criaram o conceito de posicionamento de marcas, um dos conceitos mais importantes do marketing tradicional.

Posicionar uma marca é ocupar um espaço bem claro e definido na mente do consumidor, representado por uma categoria de mercado.

Por exemplo:

Se falarmos o termo refrigerante, é muito provável que para 99% das pessoas imaginem uma Coca-Cola.

Coca-cola é uma marca bem posicionada. E uma marca bem posicionada terá sempre a preferência do consumidor…

Agora, em um mundo com uma quantidade infinita de marcas e produtos, é fundamental estar no topo do Google para o consumidor reconhecer e fortalecer o posicionamento de sua marca.

(No momento de escrita deste artigo, nenhuma marca estava na primeira posição do Google para “refrigerante”!)

3. Você deve pensar em Customer Experience (CX) e responder a dúvida dos usuários

Hoje, na maioria dos departamentos de marketing os esforços estão voltados para a Experiência do Consumidor — a cada vez mais popular Customer Experience (CX).

E SEO é uma das melhores ferramentas para CX!

Isso porque o consumidor passa o dia realizando pesquisas no Google e nada como a sua marca ser a resposta para elas.

Responder a dúvidas de usuários está tão importante que o Google tem permitido que os sites tenham “FAQs” em suas páginas, que aparecem diretamente nos resultados de busca.

E, neste momento, já não importa mais se o usuário vai ou não para seu site: importa mesmo é que aquela marca está proporcionando uma experiência incrível para o usuário!

O Google transfere sua autoridade de marca para a sua!

Um ótimo exemplo disso é a RentCars.com, que responde as dúvidas dos usuários na SERP:

4. Reputação da Marca Online: tenha resultados favoráveis à sua marca

Atualmente, as empresas costumam avaliar os esforços de SEO pelo tráfego que os buscadores geram.

Mas há formas mais inovadoras de medir.

Imagine uma busca, como por exemplo, “galaxy s10 vs iphone 11”.

Trata-se de uma busca cujos resultados serão sites de notícias, blogs e vídeos.

Qual o valor para cada uma dessas gigantes o seu celular receber um review favorável?

No meu entendimento, é inestimável porque a opinião do Google é mais influente que a de qualquer pessoa.

E sempre que há uma busca o Google está transferindo sua autoridade, cabe à marca saber aproveitar.

5. O algoritmo do Marketing: deixe a Inteligência Artificial do Google dar feedback constante sobre sua marca

Nós consumimos diariamente muitas métricas, geramos insights a partir delas, criamos hipóteses e fazemos novos testes.

Mas, em geral, quase ninguém usa o SEO como uma ferramenta de feedback das ações.

Vamos começar por algo simples e que todo mundo sabe:

Uma página bem otimizada para SEO tende a gerar um índice de qualidade melhor no Google Ads, o que significa redução de custo por clique (CPC).

Mas a perspectiva que pouca gente coloca é a seguinte:

O algoritmo do Google foi feito para identificar o que o usuário quer… então, se uma página, um site, estão bem posicionados significa que há um feedback positivo do consumidor.

Muitas marcas já foram construídas sob esta perspectiva, inclusive a Amazon (se quiser saber mais, leia este post), que eu chamo de SEO First.

E marcas feitas com SEO First costumam ter uma demanda muito maior que as outras (aprenda mais sobre Demand Creation neste post ultra completo).

Por que grandes marcas AINDA não investem em SEO da forma “ideal”?

Esta é uma ótima pergunta!

Eu acho que a maioria delas ainda não percebeu que estar bem posicionado é uma forma de o Google transferir sua autoridade para ela.

Recentemente, conversando com uma grande marca do mercado nós tivemos um insight sobre isso.

O mercado tem dividido os seus investimentos entre Branding e Performance, o que faz sentido gerencial e operacional.

Porém, a classificação dos investimentos têm sido feitos a partir da mídia, do canal (e não do conteúdo ou da campanha), o que para mim não é o melhor modelo.

E por que não é o melhor modelo?

Simples: porque SEO ou busca paga podem servir para tanto para performance quanto para branding.

Uma miopia que se gera é justamente a de se olhar o tráfego (que é importante), mas ninguém está avaliando o valor de o Google transferir sua autoridade para a marca.

Boas perspectivas: o SEO para Branding cada vez mais cresce

Aqui na Conversion, cada vez mais vemos uma maior demanda para se investir em branding por meio de estratégias de SEO.

As empresas têm amadurecido sua visão e pensado em um funil de vendas, no qual a busca orgânica gera cada vez maior atenção para Awareness.

A forma mais viável de começar, em nosso entendimento, é investir em posicionamento de termos genéricos (mas pesquisados pela sua persona) através de um blog ou portal de conteúdo.

Isso é exatamente o que fizemos em nosso blog, que saltou em um ano de 22 mil visitas para 316 mil visitas, um aumento de 1.400%!

Gráfico de tráfego do SEMRush da Conversion

Outra conquista que tivemos foi o Google colocar uma FAQ abaixo dos nossos resultados para a busca por SEO:

SEO

Ficamos muito felizes em saber que estamos respondendo as dúvidas dos usuários e, principalmente, em o Google transferir sua autoridade para nós.

E nosso departamento de vendas fica ainda mais feliz, porque é muito mais fácil vender uma marca forte (sem contar que ela tem maior demanda).

E você, já investe em SEO para Branding? O Google tem transferido pouca ou muita autoridade para sua marca?

Conclusão: branding é o futuro do SEO

Nós tivemos o primeiro grande projeto de SEO focado em Branding há alguns anos.

Desde lá essa marca cresceu muito e se destacou fortemente em seu mercado e já está entre as 3 Top of Mind.

Grande parte de sua estratégia digital foi feita com o modelo de SEO-First, que é um de nossos Frameworks de pensamento.

Essa marca soube como poucos absorver a autoridade do Google e, hoje, sua marca é defendida ardentemente pelos clientes.

Nesses útlimos 3 anos, muitas outras marcas vieram desenvolver estratégias de SEO conosco e tivemos muitos outros projetos bem sucedidos.

Nesse tempo, o SEO também evoluiu muito e mudou radicalmente.

E o que aprendemos com isso?

Que, para ser o melhor resultado no Google, antes é preciso ser o melhor resultado para o consumidor.

Que, para estar na primeira posição do Google, antes a marca tem de responder às dúvidas do usuário.

Que, para receber a Autoridade do Google, antes a marca tem de criar um conteúdo pensado na experiência do usuário.

E aprendemos que SEO é a união perfeita entre Branding e Performance.

E você, já pensou em investir em SEO como estratégia de branding?

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento