Análise de Retenção: o nosso framework exclusivo para reduzir taxa de rejeição e melhorar a experiência de conteúdo dos seus usuários

Bruna Rodrigues
Bruna Rodrigues

Saiba como usar a Análise de Retenção para aumentar a performance do seu conteúdo e como o seu uso pode melhorar toda a experiência de usuário do seu site.

Hoje, vamos apresentar o novo framework exclusivo chamado Análise de Retenção (Retention Analysis), que está sendo divulgado primeiramente no Brasil.

A Análise de Retenção é um modelo de análise que começamos a usar na Conversion, que ajuda a melhorar a experiência de conteúdo (reduzindo a taxa de rejeição interna) e está muito correlacionada com aumento de tráfego de busca orgânica.

Como reter a atenção do do usuário

Um dos grandes objetivos de toda estratégia de SEO deve ser reter a atenção do seu visitante durante o maior tempo possível. Isso significa que o seu site deve responder às suas dúvidas, corresponder à sua intenção de busca e oferecer uma experiência de conteúdo atraente o suficiente para que o seu usuário queira navegar por ele sem pressa de deixá-lo.

Pensando na importância da taxa de retenção (ou Dwell Time) como fator de ranqueamento para o Google, desenvolvemos o conceito de análise de retenção: uma metodologia exclusiva de avaliação da performance de um conteúdo que também inclui hipóteses de melhoria, o sistema perfeito para que você tenha uma visão ampla sobre o desempenho da sua página e como otimizá-lo.

No conteúdo de hoje, falaremos sobre o que é análise de retenção, como aplicá-la em seu site e disponibilizaremos, gratuitamente, a nossa ferramenta exclusiva para aplicação imediata em sua estratégia, a Retention Analysis Tool.

Vamos lá?

O que é Análise de Retenção?

Análise de Retenção é o nosso framework exclusivo, disponibilizado gratuitamente aqui, para esmiuçar um conteúdo (seja ele longo ou curto) em pequenos blocos independentes, medir a retenção de cada um deles e, então, otimizá-los com base nestes dados.

Com o sistema de divisão em blocos conseguimos ter uma visão muito mais assertiva de quais informações estão atraindo e quais estão repelindo a atenção do usuário, tornando essa análise muito mais minuciosa.

Esses dados de de retenção são extraídos de mapas de calor, relatórios que expõem com precisão a retenção de cada um dos blocos de uma página, mostrando quais parcelas de usuários foram deixando a página ao longo da navegação.

Para ter acesso aos seus mapas de calor, indicamos o uso da ferramenta Microsoft Clarity, a ferramenta gratuita mais completa do mercado em relatórios de comportamento de navegação.

Como surgiu a análise de retenção?

Ao longo dos últimos anos, nós trabalhamos muito para tornar o nosso conteúdo mais cativante.

O que ficou claro a partir dos dados extraídos dos nossos mapas de calor, no entanto, é que eles podem ser usados com muita eficiência na hora de analisar a performance dos blocos de conteúdo com base em suas próprias métricas e insights.

A eficiência dessa técnica torna possível transformar conteúdos de baixa visibilidade em conteúdos bem ranqueados, visitados e compartilhados.

Nós chamamos isso de Análise de Retenção ou Retention Analysis.

As otimizações facilitadas por essa análise incluem reescrever estes blocos, exclui-los ou reordená-los para tornar o conteúdo mais capaz de responder à intenção de busca do usuário.

É a simplicidade desta técnica que a faz tão poderosa nas mãos de profissionais de SEO e copywriters!

Melhore o bounce rate de cada bloco

Se um usuário deixar o seu site, isso provavelmente aconteceu porque o seu conteúdo não foi capaz de reter a sua atenção — ou porque este usuário encontrou o que buscava muito rapidamente (mas isso acontece na minoria dos casos).

A Análise de Retenção oferece uma ferramenta de avaliação sistemática e orientada a dados para que você possa saber, com precisão, quais elementos estão causando maior atrito, ou quais estão gerando mais engajamento.

Nós criamos esta ferramenta gratuita porque a maior parte das ferramentas de Analytics se baseiam no que chamamos de “análise horizontal” através das páginas (partindo da home para páginas de categorias, então para o carrinho, em seguida para o checkout, etc).

Esse tipo de análise ignora um importante comportamento do usuário, e não leva em consideração o que chamamos de “análise vertical”, justamente a que nos mostra como o usuário consome um conteúdo, e não somente como ele navega entre as páginas de um site.

Analise a performance de cada bloco de conteúdo

O framework que criamos vai ajudá-lo a compreender, por exemplo, a retenção de usuário da introdução do seu conteúdo, e mais adiante a retenção de cada um dos blocos ao longo da página. É preciso saber, no entanto, que você perderá uma parte da atenção do seu leitor a cada bloco. Isso acontece naturalmente porque as pessoas possuem diferentes objetivos dentro daquela página, e também lidam com muitas distrações enquanto navegam na internet.

Para cada pessoa que chegar a um bloco específico, você precisará entender o que atrai e o que gera rejeição. Ainda que você já tenha perdido boa parte da atenção nos blocos anteriores, isso não tem importância, porque cada bloco é analisado individualmente e a sua retenção será comparada com a retenção dos outros blocos ao longo da página.

A retenção absoluta obtida na sua ferramenta de mapa de calor não é um dado incondicionalmente útil. Você precisa transformá-lo em retenção relativa, o dado que enfim mensurará a parcela de usuários que chegou ao bloco seguinte, o que também torna possível saber qual foi a rejeição dos blocos anteriores.

Crie hipóteses de melhoria

Seguindo a linha de experimentos e testes de SEO, uma vez que você tenha feito essa análise, o próximo passo é trabalhar em cada um dos blocos que obtiveram as piores retenções e criar as suas hipóteses de melhoria em conjunto com a sua equipe. O objetivo, aqui, é otimizar o conteúdo para que ele seja capaz de desenvolver a lealdade do leitor.

Conclusão

Ao analisar o seu conteúdo de maneira detalhada do início ao fim, você será capaz de compreender profundamente como o seu visitante o consome e o que ele busca, levando em conta os blocos com maior ou menos retenção relativa.

A incrivelmente simples aplicabilidade desta técnica é capaz de transformar não só os conteúdos analisados, mas também pode preparar você ou a sua equipe de redação para desenvolver conteúdos cada vez mais atraentes no futuro, até que essa produção esteja cada vez mais assertiva e alinhada com o seu público e os seus propósitos de marca.

Para baixar a nossa Retention Analysis Tool e criar uma cópia, clique aqui e comece a analisar os seus conteúdos hoje mesmo.

E, se você tem alguma sugestão de melhoria para o nosso framework, não hesite e deixar aqui embaixo, nos comentários desta publicação.

Escrito por Bruna Rodrigues

Escrito por Bruna Rodrigues

Escrito por Bruna Rodrigues

Escrito por Bruna Rodrigues

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.