O que é App Store Optimization (ASO): tudo o que você precisa saber para chegar às primeiras posições nas app stores

Fabiane Sutiak
Fabiane Sutiak

Aprenda a construir uma estratégia eficiente de ASO (App Store Optimization), e levar o seu aplicativo às primeiras posições na SERP das lojas de aplicativos Android e Apple

Com o aumento significativo dos acessos mobile em todo mundo e em todas as categorias de sites, a ascensão dos aplicativos é uma realidade irrefreável.

Ainda que a versão móvel do seu site ofereça uma boa navegação para o seu usuário, possuir um aplicativo pode ser um diferencial crucial entre a sua experiência e a do seu concorrente.

Se você possui um aplicativo ou pretende criar um para o seu negócio, no conteúdo de hoje você terá acesso às melhores informações e boas práticas sobre ASO (App Store Optimization), as técnicas de otimização de apps para lojas de aplicativos.

Vamos lá?

Assista ao vídeo da Conversion sobre App Store Optimization!

O que é ASO (App Store Optimization)?

ASO é a sigla de App Store Optimization — ou, em português, Otimização para App Store.

Com os mesmos objetivos que o trabalho de SEO, o trabalho de ASO também consiste em um conjunto de técnicas que visa levar aplicativos às melhores posições orgânicas em suas lojas e, desta forma, gerar mais performance, receita e negócios.

Neste conteúdo, trabalharemos com as duas mais populares lojas de aplicativos do mercado, a Google Play Store, para celulares Android, e a AppStore, da Apple, para dispositivos iOS.

Apesar de algumas práticas serem comuns entre estes dois tipos de otimização, algumas diferenças fundamentais caracterizam cada uma delas. Falaremos sobre elas a seguir.

SEO vs. ASO

Antes de qualquer outra coisa, é preciso compreender que o usuário não se comporta da mesma maneira ao fazer uma pesquisa no Google e ao buscar por um app em uma loja de aplicativos.

As intenções de busca, para começar, são um aspecto importante dessa diferenciação. 

No Google, há tipos de intenção que não são possíveis em uma app store, como a busca informativa, por exemplo.

Outro ponto fundamental é o momento de descoberta do produto.

Quando falamos sobre buscas convencionais, quase sempre são elas o momento de partida de uma jornada de descoberta a ser traçada pelo usuário.

Já para os aplicativos, essas descobertas acontecem em momentos diferentes e, no ranking de maneiras como aplicativos são descobertos, os buscadores tradicionais aparecem somente em sétimo lugar.

Em primeiro lugar, temos a própria navegação pelas lojas como a principal fonte de descoberta de novos aplicativos.

Outras grandes diferenças entre SEO e ASO são:

Enquanto no Google as pesquisas são feitas através de sentenças mais longas, em uma loja de apps elas possuem, no máximo, 2 ou 3 palavras;

Em um buscador convencional, as buscas são feitas em diversas etapas de um funil de vendas, enquanto na loja de apps, não;

O nível de comprometimento de um usuário é diferente ao fazer uma pesquisa em uma app store e em um buscador. Possuir um aplicativo em seu celular é uma decisão mais significativa do que simplesmente consumir um conteúdo que não deixará rastros nem consumirá o espaço de armazenamento.

Fatores de posicionamento

Assim como o Google, as lojas de aplicativos também possuem suas diretrizes de boas práticas para avaliação de resultados.

Para dar ao seu aplicativo um lugar de destaque em uma SERP tão concorrida como as das app stores, você precisa trabalhar cada um dos fatores de posicionamento citados abaixo:

  • Logo
  • Vídeo
  • Imagens
  • Palavras-Chave
  • Título
  • Descrição do App
  • Categoria
  • Posicionamento Geográfico
  • Número de Downloads
  • Avaliações dos Usuários
  • Número de Desinstalações

Nos próximos tópicos, detalharemos melhor cada um deles.

Vamos lá?

Logo (ícone)

O logo é o rosto do seu aplicativo e, de certa forma, da sua marca. Ele será o primeiro contato do seu usuário com o app. 

O logo é visualizado antes mesmo da leitura do título e, por isso, é importante criar-lo de acordo com as melhores práticas. 

São elas:

  • Precisa ser clean, possuir as cores da sua marca.
  • Evite ter textos dentro do ícone;
  • Caso o ícone seja alterado, é necessário atualizar o app nas lojas;

As resoluções exigidas são diferentes para cada loja:
App Store: 1024px X 1024px
Play Store: 512px X 512px

Outro ponto de atenção é o formato da imagem. Enquanto na Google Play Store os aplicativos são exibidos em formato quadrado, na App Store eles são exibidos com bordas arredondadas, bem como eles ficam na tela de início de um iPhone ou iPad.

Por isso, para que não haja uma disputa entre um formato e outro, opte sempre pelas bordas arredondadas, que servem bem às duas lojas.

Por ser uma informação de grande peso, logos parecidos com logos de outras grandes marcas podem gerar alguma confusão no usuário. Por isso, é importante ressaltar que seu logo deve ser o mais original possível e refletir a identidade visual que somente a sua marca possui.

Se o seu aplicativo ainda não possui um logo definido ou você está em dúvida entre duas opções, a Google Play Store oferece a opção de fazer um teste A/B com dois logos para avaliar qual deles gera mais conversões e cliques.

Imagens

Uma imagem vale mais do que mil palavras e ela é, visualmente, a melhor forma de comunicar o valor do seu aplicativo.

É principalmente através das imagens que os usuários tomam a decisão de baixar ou comprar um app. Sabendo disso, é extremamente importante que a escolha das imagens seja feita com base no que o seu público deseja ver.

A quantidade de imagens, porém, difere de cada loja, sendo 6 imagens exibidas na App Store e 16 imagens exibidas na Play Store.

Para decidir pelas melhores imagens, prefira aquelas que exponham com clareza as funcionalidades mais exclusivas do seu aplicativo. Insira, junto com ela, alguns pequenos trechos de conteúdo para que fiquem ainda mais completas, como na imagem abaixo.

Para usar o limite de imagens com inteligência, siga as seguintes dicas:

  • Insira, na primeira imagem, a informação sobre para que serve o seu aplicativo e o que ele é capaz de fazer;
  • Utilize imagens do aplicativo sendo utilizado na prática, ou seja, dentro do celular;
  • Nas imagens a seguir, insira as funcionalidades mais importantes;
  • Inclua o máximo de imagens possível e escolha, principalmente, aquelas que exponham pontos-chave e grandes diferenciais do seu app;
  • Mantenha as imagens sempre atualizadas caso o seu aplicativo sofra alguma atualização significativa;

Vídeos

O vídeo também conta como um fator positivo para qualificar o seu aplicativo, sobretudo em comparação com apps concorrentes.

O vídeo demonstrativo ajuda a entender facilmente sobre o que é o app, dando maior credibilidade ao usuário na hora de baixar e o ajudando a ter uma percepção mais assertiva da sua usabilidade.

Para inserir vídeos que realmente possam auxiliar a performance do seu aplicativo, atente-se aos seguintes pontos:

  • Inclua vídeos de, no máximo, um minuto;
  • Inclua os vídeos no espaço reservado para os screenshots e imagens do app;
  • Incluir vídeos diretamente do YouTube (disponível apenas para Play Store) pode aumentar, ainda, a visualização do mesmo dentro do canal da sua marca;

Palavras-chave

Assim como em SEO, uma aprofundada pesquisa de palavras-chave e uma sólida lista de keywords principais são um fator de extrema importância para o sucesso da sua estratégia de ASO.

Elas também são um dos fatores mais importantes para que o seu público-alvo possa encontrar o seu aplicativo nas buscas em suas lojas.

A dica mais importante para escolher as palavras-chave corretamente é fazer um mapeamento do volume, relevância e dificuldade de posicionamento para cada uma das palavras selecionadas.

Para implementar uma estratégia mais efetiva, procure investir esforços em palavras que possuam grande volume de buscas e baixa concorrência.

As suas palavras-chave são inseridas no título do seu aplicativo e na sua descrição. O título, por sua vez, tem um impacto muito grande no primeiro contato do usuário com o seu app, portanto deve utilizar a sua palavra-chave principal de forma bastante estratégica.

Algumas melhores práticas são:

  • Utilize no máximo 5 palavras-chave para Play Store e 10 palavras-chave para App Store;
  • Utilize as palavras-chave dentro da descrição do app com uma densidade de 1% a 3%;
  • Mantenha uma relação entre as palavras-chave, utilizando-as harmoniosamente na descrição e no título do app;
  • Pesquise as palavras-chave dentro das próprias lojas e estude profundamente a sua concorrência.

Para encontrar as melhores palavras-chave, algumas das ferramentas próprias para ASO mais populares do mercado são:

  • AppAnnie;
  • SearchMan;
  • AppRankCorner;
  • Sensor Tower.

Nos próximos tópicos, falaremos mais detalhadamente sobre títulos e descrições.

Títulos

O nome do aplicativo, ou seu título, é considerado o fator de aquisição mais importante para ASO.

Para desenvolver um título verdadeiramente efetivo e atraente, a primeira dica é: insira-o o mais à esquerda possível.

Isso deve acontecer porque, durante a busca, o usuário só será capaz de visualizar os 10 primeiros caracteres do seu título, e não a sua totalidade, e se a sua palavra-chave estiver diretamente relacionada com o que ele procura, as chances de que ele clique no seu resultado são consideravelmente maiores.

Os limites de tamanho para títulos concedidos pelas lojas são diferentes. Enquanto a Google Play Store permite 50 caracteres, a App Store permite apenas 30.

Descrição

É dentro da descrição que podemos, após um primeiro contato com o usuário, falar mais e melhor sobre as funcionalidades do aplicativo. 

Este campo também facilita que o usuário encontre o aplicativo, tanto nas lojas como também na própria web. 

A Play Store oferece dois campos de descrições, um mais curto, com 80 caracteres, e um maior, com 4.000 caracteres. 

Para a App Store, temos apenas um campo de descrição, que deve ter no máximo 4.000 caracteres.

Na descrição curta, use uma frase que diga sucintamente o que seu app propõe para o seu usuário.

Na descrição longa, cite as principais funcionalidades e coloque as palavras-chave que você deseja trabalhar.

É possível colocar emojis para chamar atenção, texto formatados em negrito e também listas em bullet points.

Como dito também algumas linhas acima, a densidade ideal de palavras-chave recomendada pelo mercado é de 1% a 3%.

Categoria

A categoria do seu aplicativo não deve ser esquecida na hora de lançá-lo ao mercado.

Isso porque 50% das pessoas que buscam por aplicativos em suas lojas preferidas, os baixam diretamente das páginas de categoria.

Isso torna essas sessões um dos principais canais de descoberta de novos apps, gerando muitas oportunidades.

Na hora de subir o seu aplicativo nas lojas e selecionar sua categoria, escolha aquela que mais se conecta com o propósito do seu app.

Outra dica bastante eficaz é analisar a concorrência e ver como os seus concorrentes diretos se posicionam.

Posicionamento geográfico

Este é um elemento constantemente negligenciado pelos desenvolvedores, mas de suma importância e grande impacto na performance de um aplicativo.

É muito comum que, ao subir um app na loja, somente o Brasil seja selecionado como país de distribuição.

Pessoas que estão em viagens e brasileiros que moram no exterior também vão procurar pelo seu aplicativo, por isso jamais se esqueça de deixá-lo visível em todos os países!

Número de downloads

Quanto maior o número de downloads de um aplicativo, maior a sua relevância dentro das lojas.

O algoritmo das app stores compreende que, quando um aplicativo é bastante baixado e possui uma baixa taxa de desinstalação, ele corresponde à intenção do seu público e, sendo assim, merece mais destaque.

Isso é extremamente importante quando o usuário faz uma busca, porque aplicativos mais baixados tendem a aparecer em primeiro lugar nos resultados de pesquisa.

Isso influencia o usuário que está prestes a tomar a decisão entre o seu aplicativo e o do concorrente. 

Os apps mais baixados também ganham mais visibilidade nas sugestões de pesquisa que as lojas mostram no campo de busca. Os mais baixados aparecem em primeiro lugar.

Outro ponto chave: se o aplicativo tiver muitos downloads, ele aparecerá nas principais posições das lojas, inclusive das sessões de apps em destaque, aumentando a sua visibilidade de modo significativo.

Avaliações

Além das avaliações um grandessíssimo fator de influência sobre outros usuários que estão visualizando o seu aplicativo, nota que o seu app possui também está diretamente relacionada com o seu posicionamento perante os concorrentes.

As avaliações transmitem mais credibilidade e elevam o conceito da sua aplicação, tanto para o usuário quanto para o algoritmo.

É importante, no entanto, manter a nota sempre acima de 4, e para que isso aconteça peça que os usuários avaliem seu app quando eles estiverem utilizando o mesmo.

Se o seu aplicativo foi lançado recentemente, espere pelo menos até a segunda versão dele ser lançada para sugerir que seus usuários o avaliem.

Isso é importante porque é muito comum que a primeira versão possuam alguns bugs de usabilidade que podem prejudicar a sua nota.

Caso o aplicativo já tenha sido lançado e hoje possua muitas avaliações negativas, uma dica é derrubar o aplicativo, consertá-lo e subi-lo novamente nas lojas com todas as correções.

Para obter as melhores avaliações, aqui vão algumas dicas:

  • Resolva rapidamente os problemas apontados nos comentários e responda cada um deles convidando o usuário a experimentar novamente e reavaliar o app;
  • Responda todos os comentários, tanto positivos quanto negativos;
  • Estimule seus usuários a avaliar o seu aplicativo com comentários, e não somente selecionando o número de estrelas. As avaliações com comentários possuem mais peso;

Número de desinstalações

Assim como o número de downloads é um fator de posicionamento positivo, o número de desinstalações é um extremamente maléfica para o ranqueamento de um app.

O número de desinstalações de um aplicativo funciona como uma espécie de taxa de rejeição e o algoritmo das lojas compreende que, se um app não corresponde à intenção de busca de quem o baixou, logo ele não está de acordo com o que o seu público deseja.

Para evitar que seu app seja desinstalado, envie pushes e notificações que lembrem o seu usuário do quanto o seu app é vantajoso para ele.

Além disso, mantenha seu app sempre atualizado e, na hora de desenvolvê-lo, preste atenção ao seu tamanho.

Aplicativos muito pesados são sempre os primeiros a serem desinstalados quando surgem os problemas de falta de espaço para armazenamento!

Outras informações importantes

No Google Play Store, seis resultados orgânicos aparecem na primeira dobra da tela de resultados para o usuário.

Já na Apple App Store, é possível ver apenas 2 ou 3 resultados sem necessidade de rolar a tela.

Sendo assim, os aplicativos nas 3 primeiras classificações acumulam cerca de 50% de todos os downloads que resultam de uma pesquisa feita através de uma palavra-chave.

O título do aplicativo tem o maior peso para o algoritmo, mas isso não significa que deve ser a única preocupação na sua estratégia de ASO. Para conquistar as acirradas terceiras primeiras posições, é preciso estar constantemente avaliando a sua situação.

Você pode avaliar os resultados das otimizações implementadas olhando com frequência o analytics de cada loja. São eles:

É importante ressaltar, novamente, que no Google Play Console é possível criar diversos testes A/B para entender como seu app performa melhor.

Também podemos cadastrar o aplicativo no Google Analytics.

Análise de Concorrência

Um dos pontos mais cruciais no desenvolvimento de uma estratégia é a análise dos seus concorrentes.

E para construir uma análise de concorrência poderosa, o primeiro passo é olhar, dentro das lojas de aplicativos, o que seus competidores posicionados à frente possuem e o seu app não.

Para isso, temos ferramentas que podem nos ajudar a visualizar pontos de melhoria, como o AppAnnie e o Sensor Tower, já citados acima.

Abaixo um print da busca por Cobasi dentro do AppAnnie na versão gratuita:

Na versão gratuita deste app, conseguimos ver informações como:

  • Descrição do App;
  • Imagens;
  • Média de Avaliações e Total de Avaliações;
  • Categoria do App;
  • Data de lançamento;
  • Última atualização;
  • Idiomas;
  • Tamanho do App.

Também é possível ver o que os usuários também pesquisaram ou baixaram e comparar com o seu aplicativo:

Após a coleta de todas as principais informações da concorrência, é preciso criar uma estratégia de melhoria para o seu aplicativo.

Neste processo, é preciso rever e responder às seguintes questões:

  • Palavra-chave principal está no título?
  • Qual o nível de repetição das palavras-chave primária e secundárias dentro da descrição?
  • A descrição é chamativa e possui emojis, negrito, bullet points?
  • Possui imagens chamativas?
  • Tenho um vídeo explicando sobre as funcionalidades do app?
  • As avaliações são boas? Estão sendo respondidas?
  • Avaliar posicionamento semana a semana e sugerir mudanças nas tags principais.

Conclusão

Ao passar por todas essas etapas citadas acima, você estará pronto para lançar na web um aplicativo totalmente otimizado.

Esperamos que as dicas desse conteúdo possam ser úteis e até a próxima!

Escrito por Fabiane Sutiak

Escrito por Fabiane Sutiak

Escrito por Fabiane Sutiak

Escrito por Fabiane Sutiak

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>