Conversion anuncia trabalho 100% remoto permanente e vai atrair talentos de todo o Brasil

Conversion
Conversion

Conversion, agência de SEO (Search Engine Optimization), viu satisfação do cliente, faturamento e engajamento do time atingirem recordes com trabalho remoto; agora, oficializa continuação permanente.

Enquanto algumas empresas estão voltando ao escritório, ainda que gradativamente, a Conversion, agência de SEO (Search Engine Optimization), acaba de anunciar a oficialização do trabalho 100% remoto de forma permanente.

A decisão foi tomada após seus indicadores de negócio crescerem significativamente e, também, como suporte da estratégia para atração de novos talentos. Com a pandemia, a Conversion passou a atrair talentos de todos os lugares do Brasil, o que dará forte apoio ao seu crescimento pelos próximos anos.

“Temos um plano robusto de expansão pelos próximos 5 anos e os talentos do nosso time são determinantes para isso”, afirma Diego Ivo, CEO da Conversion, que trocou a capital paulista pelo Sul do Espírito Santo. “Hoje, a tecnologia nos permite trabalhar com verdadeiro espírito de time de qualquer lugar”, explica o executivo.

No mês de Outubro, a Conversion viu seu eNPS (índice que mede o engajamento do colaborador e que vai de -100 a 100) atingir a marca de 87 pontos. Empresas de tecnologia como Google e Facebook, que costumam ser lugares considerados ótimos para trabalhar, têm índice na faixa de 40. A Conversion também possui o selo de Great Place to Work (GPTW).

Liberdade geográfica, diversidade e talentos de todo o Brasil

Para a agência, o trabalho remoto permite que as pessoas vivam de qualquer lugar, tenham mais qualidade de vida e, também, sejam muito mais produtivas. “Desde o início da pandemia, evoluímos muito em comunicação, desenvolvimento de pessoas e cultura”, afirma o CEO da Conversion.

“Outro ‘efeito colateral’ muito positivo é o aumento da diversidade cultural, porque cada vez mais temos pessoas de todos os lugares do Brasil”, comenta Ivo. A Conversion já possui colaboradores de 4 das as 5 regiões do Brasil: Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Recentemente, a consultoria PwC também liberou o trabalho remoto permanente para cerca de 40 mil funcionários de seus escritórios nos EUA. Na contramão disso, gigantes da tecnologia como Google, Microsoft, Amazon e Twitter terão trabalho híbrido, ou seja, exigirão pelo menos com alguma freqüência a presença no escritório físico.

Trabalho remoto pede cultura colaborativa e ágil

O trabalho remoto, entretanto, não é o melhor para todas as empresas. É nisso que acredita Thelma Tardivo, head de People & Culture da Conversion. “Aqui, conseguimos uma melhoria enorme na qualidade de trabalho porque fortalecemos a nossa cultura ágil e colaborativa”, afirma Tardivo. “Isso nos ajuda a trocarmos informação de modo rápido e a confiarmos na entrega de outras pessoas”, diz a executiva.

A integração no time é fundamental, afinal é a união que faz a força. A Conversion verificou em pesquisa interna que 97,8% dos colaboradores se sentem integrados à equipe de trabalho e 95,7% se sentem integrados à empresa como um todo. Mas nada disso não seria possível se não fosse a transição para uma cultura ágil, pondera Carolina Kuroda, sócia e COO (diretora de operações).

“Desde o começo da pandemia, aceleramos nosso processo de horizontalização e implementação de uma cultura verdadeiramente ágil, que cria uma plataforma onde as pessoas podem dar o seu melhor e se sentirem parte da construção de algo maior”, afirma Kuroda, que trocou a capital paulista pelo litoral Caterinense. “Há 10 anos, no mundo de antigamente, unir o melhor de dois mundos não era possível e agora é”, comenta.

Ao que tudo indica, o trabalho remoto não é realmente para todas as empresas, mas aquelas que souberem se beneficiar do trabalho remoto terão acesso a pessoas extremamente talentosas. “Em um levantamento que fiz em minhas redes sociais, 4 em cada 5 pessoas consideraram trocar um trabalho que não permita o 100% remoto”, observa Ivo.

A coexistência do escritório e do Home Office permanente

Durante a pandemia, a Conversion viu seus indicadores de satisfação do cliente também baterem recordes e, em partes, isso só foi possível por conta do trabalho remoto. A maioria dos clientes da Conversion está trabalhando majoritariamente de forma remota e percebe um grande engajamento do time.

Com o fim da pandemia e a volta aos escritórios se aproximando, muitos dos clientes pretendem retornar à rotina de escritório, enquanto outros já institucionalizaram o anywhere office. Na visão da Conversion, dessa forma o trabalho presencial e o remoto coexistirão de forma cada vez mais conectada.

“Todos os nossos clientes se beneficiarão diretamente de nossos talentos espalhados pelo Brasil, de um time com grande diversidade e, principalmente, com nossa cultura ágil, de inovação e de performance”, conclui Diego Ivo.

Escrito por Conversion

Escrito por Conversion

Escrito por Conversion

Escrito por Conversion

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>