Qual a importância e as diferenças entre domínio, subdomínio e subpasta em SEO

Lucas Amaral
Lucas Amaral

Diretórios são importantes para a organização da estrutura de um site

Domínios, subdomínios, subpastas, subdiretórios, landing pages, blog posts… A estrutura de um site nos apresenta um vasto leque de possibilidades para organizá-lo. 

Isso faz toda a diferença em três principais critérios. Primeiro, facilita a varredura dos mecanismos de busca, mostrando ao Google e aos outros buscadores que o seu website possui uma boa distribuição de páginas. 

Segundo, para a análise individual de pastas, que se torna mais precisa ao realizar uma divisão consistente. 

Por fim, torna fluida a navegação do usuário, que sabe exatamente onde está e qual é o caminho percorrido para chegar até onde deseja. 

Contudo, a compreensão dessas variáveis pode ser um problema. Por essa razão, é preciso ter consciência sobre as melhores práticas de subdivisões desde o nascimento do site, evitando que isso se torne um problema futuro. 

Se você quer saber quais são as diferenças entre domínio, subdomínio e subpasta, chegou ao lugar certo. Neste texto, saiba o que significa cada um desses conceitos e aprenda a estruturar o seu site para proporcionar uma boa experiência ao usuário. 

O que é um domínio?

Domínio é o nome de um site que compõe o espaço coletivo denominado World Wide Web (Rede Mundial de Computadores). Ou seja, uma etiqueta única que, quando digitada em navegadores, leva o usuário a uma página específica. Em outras palavras, o endereço de uma página na internet. 

Um domínio é composto pelo registro, nome e localização. Juntos, esses componentes formam o endereço da página ou URL (Uniform Resource Locator). 

Por exemplo: 

  • conversion.com.br

Nesse caso, temos o nome do domínio (conversion), a extensão de nível de domínio (.com) e a localização (.br). 

O nome de domínio normalmente representa o principal termo pelo qual o site é conhecido. Em sites corporativos, por exemplo, é muito comum que seja o nome da empresa. É também chamado de domínio raiz.

A extensão de nível de domínio revela o Top Level Domain (TLD). Boa parte é genérica (.com, .net, .org…), mas também pode identificar uma área específica de atuação (.gov, para sites governamentais; .edu, para sites educacionais). 

A localização, por sua vez, indica o país do site (.br, .us, .uk). É importante frisar que isso não representa, necessariamente, o idioma da página. 

Os domínios são, em sua versão original, endereços de IP numéricos. Porém, o DNS (Domain Name System) facilita essa tarefa para o usuário, codificando-o para uma linguagem natural de texto.

Para profissionais de SEO, o domínio é um diretório no qual estão inseridos todos os outros subdiretórios. É como se o domínio fosse um gaveteiro. Todas as outras subdivisões são as gavetas. 

Problemas técnicos de nível de domínio influenciam todas as outras categorias do site. Por essa razão, o SEO técnico é uma das mais importantes práticas no universo da otimização.

New call-to-action

O que é uma subpasta (ou subdiretório)?

Subpasta (ou subdiretório) é uma pasta inserida dentro do domínio raiz, que revela uma relação causal na hierarquia estrutural do site. Ou seja, está localizada em uma pasta dentro do nível de domínio. 

Por exemplo: 

  • conversion.com.br/blog

Repare que, em uma sequência lógica, a subpasta está contida dentro do domínio, posicionada após a barra. Outras subpastas comuns são /contato, /sobre e /trabalhe-conosco. 

Contudo, subdiretórios como o blog ganham maior destaque, pois, dentro, são inseridas outras inúmeras páginas. Cada blog post recebe uma URL única. Assim: 

  • conversion.com.br/blog/o-que-e-seo
  • conversion.com.br/blog/marketing-de-conteudo
  • conversion.com.br/blog/link-bulding

Seguindo a analogia citada anteriormente, se a subpasta é uma gaveta do gaveteiro (domínio), os blog posts seriam os arquivos guardados dentro dela.

Um subdiretório pode, ainda, se dividir em novos subdiretórios que adicionam novas camadas ao website. Por exemplo, a Conversion poderia adicionar novas seções dentro do blog divididas por categorias. Desta forma: 

  • conversion.com.br/blog/inbound-marketing/o-que-e-inbound-marketing
  • conversion.com.br/blog/relacoes-publicas/o-que-e-relacoes-publicas-digitais
  • conversion.com.br/blog/consultoria/como-funciona-consultoria-de-seo
estrutura de subpasta

O que é um subdomínio?

Subdomínio é um domínio relacionado ao domínio raiz. No entanto, não segue a mesma lógica da subpasta, pois recebe uma URL própria, não dependente do domínio principal. É utilizado, principalmente, para separar o blog do site. 

Essa prática permite a separação de dois domínios para práticas de gerenciamento. Por exemplo, a avaliação de métricas exclusivas do site, sem a inclusão do blog e vice-versa. Ou a administração do conteúdo do CMS (Content Management System) sem o nível de acesso ao site. 

A Conversion opta pela utilização de uma subpasta. Mas, caso preferisse um subdomínio, ficaria assim: 

  • blog.conversion.com.br

Isso quer dizer que trata-se de um domínio à parte, mesmo que seja hierarquicamente ligado ao domínio raiz. 

Seguindo a mesma analogia, é como se existisse um gaveteiro ao lado do gaveteiro principal (domínio), associado mas não posicionado dentro dele. 

Na Conversion, optamos pelo uso de subdomínios para a nossa academia e nossos cursos de SEO.

estrutura de subdomínio

Subpasta ou subdomínio: qual é o melhor para SEO?

Não há apenas uma resposta correta para essa pergunta. Para decidir qual é a melhor solução de SEO para uma empresa, existem vários critérios a serem avaliados. Isso inclui fatores como necessidade estratégica, orçamento e tamanho de equipes para gerenciamento das páginas. 

As subpastas levam a autoridade do domínio raiz, o que representa uma boa oportunidade para sites com bons backlinks. Contudo, é preciso ter em mente que as métricas recolhidas em um subdiretório integrarão os relatórios de nível de domínio. 

Os subdomínios, por sua vez, não obtêm a autoridade automática, pois, em teoria, não estão dentro do domínio raiz. Ou seja, são observados pelos mecanismos de busca como páginas distintas. Também podem representar gastos extras na contratação de ferramentas ou equipes dedicadas a cada um deles. 

Mas, para a observação de dados, oferecem a possibilidade de informações mais precisas, relativas a cada um deles.

As opiniões sobre a melhor solução divergem até mesmo entre os profissionais de SEO mais experientes. Contudo, John Mueller, um dos principais porta-vozes do Google, relata que a empresa é capaz de identificar subdomínios relacionados a domínios raízes, mesmo que não compartilhem o impacto dos backlinks. 

Para tomar uma decisão importante como essa, o ideal é contar com uma agência especialista no assunto. Se você tem essa intenção, entre em contato com a Conversion para conhecer os nossos serviços. 

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>