O que é planejamento estratégico e por que sua empresa precisa disso

Mariana Pessoa
Mariana Pessoa

O planejamento estratégico é um processo para definição de objetivos, metas e táticas que empresas utilizam para alcançar os melhores resultados.

Você já ouviu o ditado “se você não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve”? Bom, resume bem o que acontece quando não existe planejamento estratégico numa empresa, que serve como bússola para guiar as ações. 

Quer entender como funciona o processo e por que ele é tão crucial para as empresas? Continue neste artigo e aproveite para conhecer todas as etapas, além de ferramentas que podem apoiar durante o percurso. Vamos lá!

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é um processo em que as empresas definem seus objetivos, metas e estratégias para alcançar o sucesso a longo prazo. O processo pode envolver a análise das forças e fraquezas internas, oportunidades e ameaças externas e a formulação de ações para atingir os resultados desejados.

Além disso, o planejamento estratégico também abrange a definição de indicadores de desempenho, que servem para monitorar o progresso em direção aos objetivos. Através desses indicadores, a empresa consegue avaliar se as ações estão surtindo o efeito esperado e se é necessário ajustar as estratégias.

Qual a importância do planejamento estratégico para as empresas?

O planejamento estratégico é essencial para qualquer empresa que deseja crescer no mercado. Isso porque o processo orienta a tomada de decisão, fazendo com que as escolhas sejam assertivas e alinhadas aos objetivos da empresa, e também evita que recursos sejam desperdiçados, aumentando a eficiência das estratégias e colaboradores.

Além disso, o planejamento estratégico promove a inovação. Ao identificar oportunidades e desafios, é possível criar soluções inovadoras para se destacar no mercado. Ele também facilita a comunicação interna, já que um plano estratégico claro e bem comunicado ajuda a alinhar a equipe e promover a colaboração entre os setores.

Um exemplo prático do planejamento estratégico está presente na rotina de muitas pessoas: é a partir do processo que o plano de marketing pode ser desenvolvido, afinal é necessário ter objetivos e metas de negócios antes de estruturar o plano.

Quais são as etapas do processo de planejamento estratégico?

  • Análise do ambiente externo: avaliação do contexto em que a empresa está inserida, identificando oportunidades e ameaças que podem afetar seu desempenho.
  • Análise do ambiente interno: compreensões das forças e fraquezas da empresa, levando em consideração aspectos como recursos disponíveis, competências organizacionais, cultura interna e processos.
  • Definição de visão, missão e valores da empresa: essas definições representam a aspiração da empresa ao longo prazo e seu propósito.
  • Estabelecimento de objetivos e metas: os objetivos e metas devem ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais (SMART).
  • Análise SWOT: é uma ferramenta que ajuda a empresa a identificar suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, permitindo uma visão abrangente do cenário e a formulação de estratégias eficientes.
  • Desenvolvimento de estratégias: com base nas informações coletadas nas etapas anteriores, a empresa formula estratégias que permitam alcançar os objetivos e metas estabelecidos. 
  • Alocação de recursos: será necessário alocar os recursos (financeiros, humanos, materiais) de acordo com os objetivos e metas definidos. 
  • Implementação de estratégias: hora de colocar o planejamento estratégico em prática, envolvendo todos os colaboradores e setores da empresa.
  • Acompanhamento e avaliação: etapas fundamentais para verificar se os objetivos e metas estão no caminho certo. Para isso, a empresa deve estabelecer indicadores de desempenho para acompanhar o progresso das ações.
  • Revisão e ajustes: a empresa deve estar preparada para revisar e ajustar seu plano estratégico sempre que necessário.

Quais os principais benefícios do planejamento estratégico?

Ajuda a empresa a estabelecer sua direção

O planejamento estratégico permite que a empresa defina sua visão, missão e valores, estabelecendo assim a direção a ser seguida. Isso contribui para o alinhamento das ações e a unidade de propósito entre os colaboradores.

Concentra esforços nas áreas prioritárias e essenciais

Com um plano estratégico bem definido, será possível identificar as áreas prioritárias e essenciais para o seu sucesso. Assim, a empresa pode concentrar esforços e recursos nessas áreas, otimizando a alocação de recursos e maximizando os resultados.

Ajuda a antecipar tendências e mudanças

O planejamento estratégico envolve a pesquisa de mercado, o que permite antecipar tendências e mudanças na área de atuação do negócio. Dessa forma, a empresa pode se preparar para enfrentar os desafios futuros e aproveitar as oportunidades que surgirem.

Auxilia na tomada de decisão

Ao estabelecer objetivos e metas claros e mensuráveis, o planejamento estratégico facilita o processo de tomada de decisão. Com informações e análises consistentes, os gestores podem tomar decisões mais assertivas e fundamentadas.

Permite o alinhamento de diversas áreas da empresa

Outro ponto é que o planejamento estratégico contribui para o alinhamento das diversas áreas da empresa em torno dos objetivos e metas estabelecidos. Isso facilita a cooperação e a comunicação entre os setores, promovendo a sinergia e o trabalho em equipe.

Colabora para medição de desempenho

Com a definição de indicadores de desempenho e metas, o planejamento estratégico permite o acompanhamento e a avaliação dos resultados obtidos. Isso possibilita a identificação de áreas de melhoria e a correção de rumos quando necessário, garantindo que a empresa esteja sempre avançando em direção aos seus objetivos.

Para resumir, o planejamento estratégico traz diversos benefícios para as empresas, como o estabelecimento de uma direção clara, a concentração de esforços nas áreas prioritárias, a antecipação de tendências e mudanças, a facilitação da tomada de decisão, o alinhamento das áreas da empresa e a colaboração na medição de desempenho. 

E, como já afirmei antes, esses benefícios são fundamentais para garantir o crescimento sustentável e a competitividade das organizações no mercado.

Quais são as principais ferramentas utilizadas no planejamento estratégico?

  • Análise SWOT: essa ferramenta auxilia na identificação das forças, fraquezas, oportunidades e ameaças da empresa, permitindo uma visão abrangente do cenário interno e externo.
  • Matriz BCG: utilizada para analisar o portfólio de produtos ou serviços da empresa, a matriz BCG classifica-os em quatro categorias: estrela, vaca leiteira, ponto de interrogação e abacaxi, indicando quais áreas merecem maior atenção e investimento.
  • Matriz Ansoff: através da matriz, a empresa consegue analisar suas estratégias de crescimento, considerando diferentes combinações de produtos e mercados. Ela auxilia na tomada de decisão quanto a investir em expansão de mercado, desenvolvimento de produto, penetração de mercado ou diversificação.
  • OKR (Objectives and Key Results): metodologia de gestão focada em estabelecer objetivos claros e mensuráveis e acompanhar os resultados-chave que indicam o progresso em direção a esses objetivos.

Como escolher as estratégias mais adequadas para a empresa?

Para escolher as estratégias mais adequadas, é preciso considerar as características específicas da empresa, como seu porte, segmento de atuação e recursos disponíveis. Além disso, é importante analisar o ambiente externo e também identificar oportunidades e ameaças que possam impactar a organização.

Uma abordagem possível é utilizar as ferramentas mencionadas anteriormente, como a análise SWOT, a matriz BCG, a matriz Ansoff ou o OKR. Essas ferramentas proporcionam insights valiosos que podem orientar a escolha das estratégias mais adequadas para a empresa.

O texto abaixo traduz bem como a escolha das estratégias é importante para empresas:

“Os OKRs não são uma lista de desejo abrangentes, nem a soma das tarefas mundanas de uma equipe. Eles são um conjunto de metas rigorosamente selecionadas que merecem atenção especial e que impulsiona as pessoas a partir do aqui e agora.” — John Doerr no livro “Avalie o que importa”.

Outra dica importante é envolver a equipe no processo de escolha das estratégias. Isso porque os colaboradores que estão na linha de frente do negócio costumam ter percepções valiosas sobre o que funciona e o que precisa ser melhorado. Além disso, o envolvimento da equipe contribui para o engajamento e comprometimento com a execução das estratégias definidas.

Como fazer ajustes e correções no plano estratégico quando necessário?

O acompanhamento e monitoramento constante dos indicadores de desempenho (ou KPIs) é fundamental para identificar a necessidade de ajustes e correções no plano estratégico. Caso os resultados não estejam de acordo com o esperado, é preciso agir rapidamente para corrigir o rumo.

Para isso, reúna a equipe envolvida no planejamento e analise os pontos que estão gerando dificuldades ou não estão trazendo os resultados esperados. Depois, identifique as causas desses problemas e proponha ações corretivas que possam solucioná-los.

Outra dica importante é estar aberto a mudanças no ambiente externo e interno. O mercado é dinâmico e as empresas precisam estar preparadas para se adaptar às novas realidades que surgem. Assim, é preciso estar de olho nas novidades do mercado e nas mudanças na organização, mudando o planejamento estratégico sempre que necessário.

Conclusão

O planejamento estratégico é a bússola que guia as empresas em direção ao sucesso. O processo, quando bem estruturado, permite que as organizações definam objetivos e metas, elaborem estratégias eficazes e monitorem o desempenho de forma constante. 

Uma coisa é fato: com um plano estratégico bem elaborado e alinhado às características da empresa e ao ambiente externo, as chances de se destacar no mercado são maiores, o que pode garantir um crescimento sustentável a longo prazo.

Eu sou uma grande defensora do planejamento — mesmo que leve dias, às vezes até semanas, para bater o martelo nas metas e KPIs importantes para o negócio. Por isso, não subestime a importância do planejamento estratégico para o sucesso do seu negócio. 

Recomendo que você invista tempo e recursos para elaborar um plano que esteja alinhado com os objetivos da sua empresa e, ao mesmo tempo, seja flexível o suficiente para se adaptar às mudanças do mercado. E, se precisar de ajuda, contratar uma agência de SEO para realizar o planejamento estratégico da área pode ser uma boa ideia.

Escrito por Mariana Pessoa

Escrito por Mariana Pessoa

Mariana é estrategista de SEO e apaixonada por Marketing Digital. É também produtora de conteúdo no LinkedIn e escritora de ficção nas horas vagas.

Escrito por Mariana Pessoa

Escrito por Mariana Pessoa

Mariana é estrategista de SEO e apaixonada por Marketing Digital. É também produtora de conteúdo no LinkedIn e escritora de ficção nas horas vagas.

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.