Conheça algumas estatísticas sobre cenário do SEO para B2B

Lucas Amaral
Lucas Amaral

De acordo com pesquisas, mercado apresenta uma jornada peculiar

No atual cenário digital, existem muitos obstáculos enfrentados para conquistar as primeiras páginas dos buscadores. Quando se fala em SEO para B2B, há algumas características que o diferenciam do mercado B2C. 

Naturalmente, muitos dos princípios de otimização permanecem os mesmos. As técnicas voltadas a SEO on-page, link building, marketing de conteúdo e SEO técnico são relevantes, independentemente do modelo de negócio. 

Contudo, há questões relacionadas ao público-alvo, persona e ciclo de vendas que impactam diretamente no desenvolvimento estratégico das ações. Se você quer conhecê-las, continue a leitura. Neste artigo, saiba quais são os principais aspectos do SEO para B2B. 

O que é SEO para B2B?

SEO para B2B (business-to-business) é um conjunto de ações que visa posicionar no topo dos mecanismos de busca as páginas de sites corporativos cujo cliente final é uma empresa. Ou seja, negócios que vendem para negócios. 

Uma das principais diferenças entre essa estratégia e o SEO para B2C é a velocidade de tomada de decisão. No B2B, é comum que o ciclo de venda se torne mais extenso, tendo em vista a necessidade de análise aprofundada por parte de múltiplos tomadores de decisões. Isso impacta na jornada do consumidor. Por esse motivo, os processos de otimização devem se adequar.

Características do mercado de SEO para B2B

Uma pesquisa realizada pela Conductor com 442 profissionais da área traz alguns insights interessantes para o universo do SEO para B2B. Os primeiros dizem respeito aos principais objetivos da aplicação das táticas. De acordo com os respondentes, os mais importantes são: 

  • geração de leads (61%);
  • aumento de tráfego (57%);
  • aumento da taxa de conversão do tráfego (54%).

O último item se refere à proporção entre as vendas e o tráfego do site.

Em relação aos obstáculos, foram citados os seguintes desafios: 

  • limitação de habilidades da equipe interna (57%);
  • baixo orçamento (43%);
  • otimização de conteúdo com palavras-chave (30%).

Até mesmo empresas de nível enterprise possuem dificuldades na contratação de profissionais e direcionam parte limitada do budget à área.

Quando o assunto é a eficiência da estratégia, três delas ganham destaque: 

  • criação de conteúdo de qualidade (54%);
  • atualização frequente do website (50%);
  • pesquisa de palavras-chave (46%).

Outra questão levantada na pesquisa diz respeito à dificuldade de execução de cada estratégia que, de acordo com os entrevistados, são: 

  • link building (41%);
  • pesquisa de palavras-chave (39%);
  • criação de conteúdo de qualidade (33%).

De acordo com o Content Marketing Institute, 90% dos negócios B2B não investem em ações para obtenção de backlinks

Por fim, as métricas mais utilizadas para medir a performance das campanhas são descritas a seguir: 

  • ranking de pesquisa por palavra-chave (54%);
  • tráfego ou Visitas por palavra-chave (50%);
  • tráfego ou Visitas por fonte (43%).

Outro estudo, levantado pela FocusVision por meio de entrevistas com 500 colaboradores, em 2020, divulgou dados cruciais para o entendimento do SEO para B2B: 

  • consumidores B2B consomem uma média de 13 peças de conteúdo antes de falar com o setor de vendas;
  • o processo de compra em B2B leva, em média, seis semanas.

Com as informações acima, é possível reparar o quanto as negociações se estendem nesse mercado. Por isso, é importante frisar as principais fontes de informação, que são: 

  • site corporativo (70%);
  • busca orgânica (67%);
  • mídias sociais (53%).

Sobre os tipos de conteúdo considerados mais úteis pelos respondentes, temos: 

  • especificações e funcionalidades do produto (67%);
  • comparativos de produto (65%);
  • histórias de sucesso com o produto (60%);
  • conteúdo personalizado (54%);
  • tutoriais de produto (49%);
  • guias de resolução de problemas (48%).

Repare que, em business-to-business, os conteúdos de fundo de funil voltados ao produto são extremamente relevantes para a audiência. Incluindo soluções que desafoguem as equipes de suporte e facilitam sua utilização. 

Um relatório da Gartner aponta que as equipes de vendas têm poucas oportunidades para influenciar na tomada de decisão no mercado B2B. De fato, os grupos que deliberam pela compra passam 27% do tempo realizando pesquisas online por conta própria. 

O documento também revela que 77% dos compradores no B2B acham que realizar uma compra é muito complexo. Talvez o motivo para tal seja que a opção pelo fechamento do negócio envolve de 6 a 10 tomadores de decisão. 

Entre tantas idas e vindas, a informação de qualidade acelera tais processos. Tanto que os clientes que têm acesso a referências de maneira facilitada têm três vezes mais possibilidade de fechar um negócio maior.

A última fonte de informações é o próprio Google. De acordo com a companhia, antes de interagir com um site B2B, há uma média de 12 diferentes buscas online. Além disso, 71% das pesquisas se iniciam com uma busca genérica para, depois, chegar às buscas por marca. A Conversion pode auxiliá-lo a enfrentar todos os desafios aqui citados. Se você deseja contar com uma agência de SEO, entre em contato conosco.

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>