Entenda como a escaneabilidade pode melhorar a experiência do usuário

Bruna Rodrigues
Bruna Rodrigues

Quando falamos sobre SEO para conteúdo, corremos o risco de focar apenas na produção de um texto conciso e agradável ao leitor e aos algoritmos.

A verdade é que, para além de um conteúdo bem feito, existem outros aspectos relacionados à sua leitura e experiência de usuário que não podem ser esquecidos.

Um deles é a escaneabilidade de um texto.

No conteúdo de hoje, vamos te ensinar o que é escaneabilidade, como avaliá-la em seus conteúdos e, com dicas práticas, como aliá-la à sua estratégia de SEO, potencializando suas chances de chegar a grandes resultados.

Vamos lá?

O que é escaneabilidade?

Em um dia comum de trabalho, acessando a internet diversas vezes ao dia, quantas vezes você para para ler um conteúdo de seu interesse?

Algumas, não é mesmo?

E, ao abrir cada um destes conteúdos, você dá uma rápida rolada por toda página com o objetivo de averiguar o tamanho do texto, intertítulos, imagens e outros aspectos antes de efetivamente iniciar a sua leitura?

Se a sua resposta foi sim, saiba que a maioria massiva dos usuários da web também reproduzem o comportamento de escanear visualmente um artigo antes de consumi-lo.

Uma vez que quase todos os leitores virtuais têm este costume, fica evidente a importância dos seus conteúdos possuirem uma boa escaneabilidade.

Em outras palavras, escaneabilidade é uma técnica de organização de conteúdo que visa tornar sua compreensão mais simples, dinâmica e rápida.

Por que a escaneabilidade é importante nos conteúdos?

O comportamento de um usuário diante de um conteúdo pode ser o mais diverso.

Ele pode desistir de uma leitura pelo texto ser longo demais, por não conter imagens, pelo visual deste mesmo texto ser um bloco de conteúdo sem uma estrutura compreensível e muitas outras razões.

Por outro lado, há também leitores que podem não se importar com nenhum dos aspectos citados acima, mas valorizar o português bem escrito, subtítulos claros, conteúdo separados em blocos bem definidos para que ele possa ler apenas a seção que lhe interessa, etc.

Para que todos estes usuários possam saber de antemão o que irão consumir, é importante que, ao passar os olhos por todo o texto, eles possam enxergar o que lhes agrada e desagrada.

Imagine que, ao escanear um conteúdo de seu interesse, você não seja capaz de compreender a forma como aquelas informações estão organizadas e tudo parecer uma grande bagunça. 

Você provavelmente desistiria da leitura.

A escaneabilidade de um conteúdo é importante porque ela está relacionada com fatores que, indiretamente, tornam o seu conteúdo mais agradável não só para o seu público, mas para os algoritmos dos mecanismos de busca.

Um conteúdo agradável ao usuário e focado em sua boa experiência dentro de um site tende a ser melhor avaliado pelo Google.

Deste modo, sendo a escaneabilidade o primeiro comportamento do usuário ao acessar uma página, uma experiência positiva por este processo tem grandes chances a levá-lo a uma experiência positiva durante toda leitura.

Como avaliar a escaneabilidade?

Como a escaneabilidade de um conteúdo é também um importante fator de avaliação na hora de seguir produzindo para o seu site ou blog, existem hoje muitas ferramentas capazes de avaliar como um usuário interage com um texto ao escaneá-lo.

Entre as diversas maneiras de avaliar a escaneabilidade de um texto, os mapas de calor estão entre as mais eficientes.

Os mapas de calor são aqueles gráficos que mostram o comportamento de um usuário dentro de uma determinada página a partir de seu scroll, cliques e movimento por seu conteúdo.

Estes dados são muito importantes para avaliar o que pode estar causando a rejeição de alguns usuários, ou o que mais lhes atrai, servindo assim como um norte para o desenvolvimento de uma estratégia de conteúdo, por exemplo.

Veja abaixo algumas ferramentas que disponibilizam este tipo de análise:

Além dos mapas de calor, esta ferramenta ainda desenvolve relatórios sobre funis de conversão e disponibiliza gravações de como um usuário interage com a sua página.

Como dito acima, os mapas de calor são divididos em três categorias:

  1. Mapa de Scroll: aqui, vemos até onde os usuários rolaram a página, mostrando em que medida e em quais pontos seus leitores vão abandonado a leitura do conteúdo;
  2. Mapa de cliques: este relatório identifica quais são os links mais clicados e lugares da página em que o cursor do usuário ficou por mais tempo, demonstrando maior interesse;
  3. Mapa de movimento: este mapa identifica em quais partes do texto e da página o usuário gastou mais tempo de visualização.

Disponível em versão gratuita e paga.

Similar ao Hotjar, esta é uma das ferramentas mais populares do mercado.

Serve tanto para mapas de calor quanto para avaliar resultados de testes A/B e otimizações On-Page de conteúdo.

Também disponível em versão gratuita e paga.

Entre os dados coletados por esta ferramenta estão mapas de calor, gravação de comportamento de usuário, chat de suporte, funil de conversão, enquetes e relatórios de email marketing.

Disponível somente em versão paga.

Outra ferramenta muitíssimo popular no mercado para avaliar a escaneabilidade de um conteúdo é o plugin Yoast SEO, para WordPress.

Resultados de Análise

O plugin utiliza índices importantes relacionados à leitura do conteúdo, isto é, a sua legibilidade, aspecto intimamente ligado à escaneabilidade, para avaliá-la entre boa, média e ruim. Entre os índices, estão:

Voz ativa

O uso da voz ativa, ao invés da voz passiva, tende a clarear a leitura e deixá-la mais pessoal.

Distribuição de intertítulos

Uma boa hierarquização de títulos deixa o conteúdo com uma estrutura mais compreensível ao olho humano quando escaneado a uma primeira vista.

Tamanho das frases e dos parágrafos

Frases curtas e parágrafos pequenos tendem a deixarem a leitura mais simples, principalmente pelo fato de que a maioria dos seus conteúdos serão lidos através de smartphones ou dispositivos móveis de outra natureza.

Palavras de transição

O uso de termos como “afinal”, “de acordo com”, “sendo assim”, “desta forma”, “por outro lado” e “enfim” fazem parte de uma categoria de palavras chamadas palavras de transição.

Em um texto, seu objetivo é estabelecer conexões mais hamônicas entre duas ideias, duas frases ou parágrafos. Sua utilização parcimoniosa e correta traz mais fluidez ao texto, tornando a leitura mais concisa.

Palavras que iniciam frases

Um dos critérios que o Yoast utiliza para averiguar a legibilidade de um texto é que há muitas frases iniciadas com as mesmas palavras. 

Segundo a ferramenta, isto pode deixar o texto repetitivo e maçante na hora da leitura.

Outras ferramentas que podem ser utilizadas para medir a legibilidade de um conteúdo, caso você não utilize a plataforma WordPress, são o WebFX Readability Test Tool, a Readable e a Readability Formulas.

Como a escaneabilidade pode ajudar no SEO

Apesar de não ser, diretamente, um fator de ranqueamento, a escaneabilidade de um conteúdo está intimante ligada a fatores que podem, direta ou indiretamente, representar alguma relevância para as avaliações de algoritmo.

Por exemplo:

Um texto com boa escaneabilidade tende a ter uma menor taxa de rejeição, evitando o pogosticking.

De mesmo modo, a experiência positiva de escaneabilidade aumentará o Dwell Time daquela página, um fator de ranqueamento importante.

Caso haja um CTA neste conteúdo, sua taxa de conversão tem mais chance de crescer se o conteúdo for lido até o final.

Entre os fatores que diretamente estão ligados às boas práticas de ranqueamento, estão:

  • Densidade de palavras-chave;
  • Descrição das imagens;
  • Títulos atraentes (que contenham palavra-chave);
  • URL amigável;
  • Palavras-chave similares, de mesmo campo semântico, para complementar a palavra-chave principal.

Em suma, se, em SEO, conteúdo é rei, a escaneabilidade é o cartão de visitas deste rei!

Aliar escaneabilidade e SEO é um dos mais importantes pontos do marketing de conteúdo do seu site ou de toda a sua marca.

Na prática, como deixar seu conteúdo escaneável?

Muitas vezes, se você deseja melhorar a escaneabilidade do seu conteúdo, pequenas melhorias podem fazer uma grande diferença e, o que pode parecer complicado a princípio, mostra-se muito simples.

Listarei abaixo uma série de dicas simples e práticas para que você comece a desenvolver com alta escaneabilidade.

Frases curtas

Como dito acima, os parágrafos e frases curtos tendem a deixarem o texto com uma leitura mais fluida.

Isso porque as informações contidas no texto desenvolvem-se separadamente e com mais clareza, facilitando a assimilação de quem lê.

Palavras pequenas

Na hora de desenvolver um conteúdo para a web, o dicionário de sinônimos será sempre o seu melhor amigo.

Troque uma palavra complexa por um sinônimo mais simples.

Ou, na hora de escrever uma palavra muito extensa, veja se é possível exprimir a sua ideia utilizando palavras menores (ou mais populares).

Isso não significa, é claro, deixar de lado a qualidade do seu artigo.

Lembre-se: um bom texto é aquele que as pessoas conseguem compreender.

Palavras de transição

As palavras de transição, que também foram explicadas acima, são parte importante das técnicas que visam dar mais fluência ao seu conteúdo.

Elas pode, no entanto (olha uma aqui!), causar o efeito oposto se forem usada de maneira exagerada e fora de critério, ok? 

Fonte simples e inteligível

A tipografia do seu texto também conta muito na sua escaneabilidade.

Não só porque ele será acessado de diferentes tipos de tamanhos de telas, portanto é muito importante que a sua fonte seja de visualização clara, mas porque uma fonte que, por exemplo, aglomera as letras nos dá uma impressão caótica.

Entre os itens tipográficos que também merecem atenção estão:

  • Espaçamento entre as letras, palavras e linhas;
  • Cor do texto com relação a cor do fundo da página;
  • Tamanho da fonte (14px é uma boa média);

Perpetuar uma linguagem própria da sua marca/site

Todos os itens citados acima, se usados com inteligência, colaborarão para que o seu conteúdo adquira uma linguagem própria com o passar do tempo.

Isso conferirá à sua marca uma identidade importante: seus clientes se identificarão com ela, gerando admiração e confiabilidade.

Estrutura de informações

Você se lembra das aulas de redação que você teve lá atrás, na época de escola?

Sua professora com certeza disse, em alguma aula, que um texto deve ter introdução, desenvolvimento de ideia e conclusão.

Ao falar sobre qualquer assunto, seja na internet ou fora dele, devemos sempre lembrar desta fórmula.

O Google, por sua vez, também reconhece uma boa estrutura textual, o que ainda auxilia os algoritmos a compreenderem melhor do que aquele conteúdo trata.

Estrutura HTML

Um texto não precisa somente estar ordenado para seu usuário, mas também para os buscadores.

Alguns elementos ajudam os algoritmos a entenderem um artigo não somente como um bloco de texto, mas como um conteúdo repleto de informações organizadas e bem estruturadas que agradam a seus leitores.

Estes elementos são, primeiramente, as heading tags. Os famosos H1, H2, H3, etc…

Estas tags hierarquizam as informações em mais importantes, menos importantes e as inserem umas dentro das outras.

Otimizar as heading tags da sua página é absolutamente fundamental para SEO.

Outros recursos que podem ser utilizados na hora de destacar alguns conteúdos ou organizar melhor determinados tipos de mensagens são negritos, itálicos, listas numeradas, bullets, alinhamento sempre à esquerda e tabelas.

Índice

Ainda no quesito organização, os índices são muito importantes para escaneabilidade.

Ele é o primeiro passo deste processo, uma vez que condensa todos os subtítulos em um único espaço, permitindo ainda que o usuário vá diretamente até a informação que ele procura sem precisar buscá-la por todo o texto.

Conteúdo multimídia

Mais relevante do que nunca, o conteúdo multimídia vem como um artifício muito eficaz na hora de prender a atenção do seu leitor, aumentar o potencial de vitalização do seu conteúdo e agradar ao Google.

Inclua na sua página, quando possível, imagens, gráficos, infográficos, vídeos e peças dinâmicas de conteúdo sem hesitação!

Conclusão

Quando falamos em SEO, temos que pensar em um conjunto de estratégias e ações que devem sempre caminhar interligadas.

Não é possível, por exemplo, desenvolver um conteúdo repleto de informações extremamente relevantes e não sermos capazes de transmiti-las ao nosso leitor da melhor maneira.

Com o foco em legibilidade e escaneabilidade, a sua estratégia de SEO para conteúdo ganha muito mais força!

Escrito por Bruna Rodrigues

Escrito por Bruna Rodrigues

Escrito por Bruna Rodrigues

Escrito por Bruna Rodrigues

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>