Entenda a nova atualização Google Mobile First Index

Conversion

Por ,
em

Há alguns anos, diríamos que o celular é o futuro. Hoje, já é o presente, uma vez que, em muitos sites, a maioria dos acessos já vem de dispositivos móveis. Mas o Google ainda não mudou completamente o seu algoritmo para essa nova realidade. E vai começar agora com o revolucionário Mobile First Index!

Em anúncio recente no SMX East, ocorrido em Nova York, a empresa está começando a realizar alguns testes em que trabalha com a nova atualização Mobile First Index.

Hoje, webmasters não precisam ficar preocupados, uma vez que os testes ainda estão sendo feitos de forma isolada. Entretanto, a partir de 2018, pode haver uma mudança significativa no SEO, junto com outras melhorias em relação à inteligência artificial, como publicamos neste blog.

Fizemos este post para você entender o que vai acontecer e quais serão as principais mudanças com o Mobile First Index.

Qual é a grande mudança com o Mobile First Index?

Como o próprio nome sugere, o Mobile First Index mudará a forma de o Google indexar as páginas e também de classificar os resultados. Hoje, as páginas são indexadas primeiro e avaliadas pela sua versão desktop – ainda que, nos resultados de buscas feitas em celular, seja exibida a versão mobile da página.

Como ocorre hoje a indexação? O desktop é indexado? O mobile não?

Hoje, o Google indexa primeiro o desktop (ou responsivo), apesar de poder indexar também a versão mobile. O mais importante nisso tudo é que ele considera a versão desktop quando aplica seus critérios de posicionamento.

O que mudará com a indexação primeiro no mobile?

Poderá mudar muita coisa! Quando essa atualização for implementada, os critérios de rankeamento serão considerados o do site mobile ou a versão responsiva exibida nos dispositivos móveis.

Sites responsivos poderão sofrer impacto? E sites mobile?

Ambos os sites poderão sofrer impacto, assim como a versão desktop. O que o Google vai querer saber é qual conteúdo está na versão exibida no celular. Portanto, se há elementos do site não exibidos no celular, eles poderão se tornar irrelevantes ou menos importantes na classificação.

Sites com menos conteúdo no mobile devem ficar atentos?

Sim, afinal, se o conteúdo não é exibido para o usuário no celular, o Google poderá simplesmente ignorar a sua existência.

Quando o Mobile First Index deve começar a rodar?

Nenhum porta-voz do Google foi muito claro. Apenas disse que está sendo testado em alguns poucos sites.

Essa atualização deve impactar muito o posicionamento?

Há um grande potencial de impacto, mas essa transformação será gradual. Até porque o Google evita mudanças bruscas em seus resultados, especialmente para aqueles sites que proporcionam boa experiência para o usuário.

Como será a transição da indexação para o Mobile First Index?

Segundo Schwartz, da Search Engine Land, ela será gradual, mas é possível que, em 2018, o algoritmo já esteja rodando com a nova atualização.

A mudança ocorrerá primeiro nos sites que o Google considerar adaptados a Mobile First. Ou seja, se ele possuir conteúdo, links e schema, de modo que atinja uma pontuação de 100%, deverá iniciar pelo novo processo.

O Google vai me informar dessa mudança?

É provável que sim, desde que o proprietário do site utilize o Google Search Console.

Até isso ocorrer, deverão surgir diversos materiais tanto do Google quanto da Conversion, para ajudar webmasters e SEOs a alcançar os melhores resultados com essa importante atualização do Google.

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento