O que é SEO negativo e como detectar e combater ataques maliciosos

Lucas Amaral
Lucas Amaral

Prática pode causar prejuízos a páginas e perfis corporativos no ranking de pesquisas

Visando melhorar a performance das próprias páginas, alguns profissionais optam pela utilização de uma prática nem um pouco recomendável: o SEO negativo. 

Esse tipo de ação não segue os padrões de diretrizes dos principais buscadores. Pelo contrário, aproveita-se da lógica por trás dos algoritmos para prejudicar os concorrentes na SERP. 

Tido como uma técnica imoral e que fere as indicações do Google e de outros mecanismos, o SEO negativo também é considerado como um tipo de black hat – estratégias não indicadas nos processos de otimização. 

Se você quer saber o que é e o porquê do SEO negativo ser tratado como um método antiético, continue a leitura. Neste texto, saiba as respostas para essas perguntas e o que fazer quando for alvo desse tipo de ação.

O que é SEO negativo?

SEO negativo é o nome dado ao conjunto de práticas que visam prejudicar o desempenho de páginas concorrentes nos resultados de busca. Ou seja, a aplicação consciente de técnicas de black hat para que sites rivais recebam punições e sofram declínio nos rankings de pesquisa.

Existem fatores de ranqueamento sob o controle do administrador, como os procedimentos de SEO on-page e SEO técnico. Já os fatores de SEO off-page são externos e não moderados. 

O SEO negativo atua nas três áreas, mas é mais comum no terceiro caso, justamente pela facilidade de interferência de terceiros.

Essa tática consiste na manipulação proposital dos fatores de ranqueamento para prejudicar sites ou páginas específicas, utilizando-se de recursos maliciosos para reduzir sua autoridade.

6 exemplos de SEO negativo 

Para facilitar o entendimento das técnicas de SEO negativo, o melhor caminho é recorrer aos exemplos. A seguir, conheça alguns:

1. Linkagem tóxica

Backlinks são observados pelos buscadores como referências que repassam a autoridade de uma página a outra. 

Apesar disso, também podem ser tóxicos. No SEO negativo, links são inseridos para o website concorrente em páginas de baixa qualidade, identificadas pelos mecanismos como fazendas de links, doorway pages ou spam. Tornando-os, assim, passíveis de punição. 

2. SEO local negativo

Na prática conhecida como SEO local negativo, são atribuídas notas ruins e comentários negativos em perfis corporativos que aparecem em pesquisas locais. Isso afeta diretamente o concorrente, que pode perder posições no ranqueamento. 

3. Ciberataque

O ciberataque é uma atividade que envolve a invasão de websites, a modificação de configurações internas ou a derrubada de páginas por meio de DDoS – inundação de visitas que sobrecarregam um servidor e tornam-o disfuncional por um tempo, por exemplo. 

4. Duplicação de conteúdo

Conteúdos duplicados na web podem ser penalizados pelo Google. No SEO negativo, o agressor cria múltiplas páginas com um conteúdo idêntico ao da página que pretende penalizar. 

5. Aumento proposital da taxa de rejeição

Existem aplicações automáticas que clicam em um resultado no Google e fecham, em poucos segundos, a página aberta. 

Quando esse processo é realizado múltiplas vezes, indica ao buscador que trata-se de um conteúdo de baixa qualidade que não corresponde à intenção de busca, aumentando o bounce rate e reduzindo o tempo de permanência. 

6. Remoção mal-intencionada de backlinks

Essa prática maliciosa ocorre quando alguém se passa por um representante de uma empresa e envia uma mensagem solicitando a remoção de backlinks de qualidade para uma página adversária no ranking de pesquisas. 

Por que é importante conhecer o SEO negativo?

Um rapaz olhando para o celular

A importância do SEO negativo é comprovada em duas frentes. A primeira diz respeito à integridade entre negócios. Além de serem consideradas práticas imorais, quando descobertas, podem gerar prejuízos à reputação da empresa praticante. 

O segundo — e possivelmente mais importante — motivo para compreendê-lo é que as páginas do seu próprio site podem ser alvo de ataques de SEO negativo. Assim, é possível se precaver e saber como se prevenir ou agir quando isso acontecer.

New call-to-action

O que fazer para não se tornar alvo de SEO negativo?

Uma mão apertando um icone de check

Os algoritmos são ferramentas que nem sempre detectam automaticamente o SEO negativo. Frequentemente, representantes dos buscadores minimizam os impactos de tais métodos para o ranqueamento, como Matt Cutts, antigo head do time de spam do Google. 

“Pela minha experiência, muitas pessoas falam sobre SEO negativo, mas poucas o praticam. E menos ainda obtém sucesso com elas”, disse ao Search Engine Journal

Certamente, os mecanismos de busca se preocupam com tais práticas, mas a verdade é que não se sabe até que ponto podem ser descobertas, mesmo com as constantes atualizações em sistemas de detecção de spam ou análise de links. Por isso, algumas ações são recomendadas:

Notificações do Google Search Console

Uma das práticas mais básicas para evitar o SEO negativo consiste na ativação das notificações do Google Search Console. Assim, sempre que a plataforma detectar um alto índice de volatilidade das páginas na SERP, o administrador é notificado e pode tomar providências. 

Auditoria de backlinks

A auditoria de backlinks é o processo de checagem regular de links adquiridos, normalmente realizado com o auxílio de ferramentas automáticas, como Screaming Frog, SEMrush ou Moz. 

A verificação constante permite observar a referenciação em páginas tóxicas e até a desabilitação de links provenientes de fontes inseguras.  

Sistemas de segurança

Manter a segurança do site auxilia na prevenção de ciberataques. Existem diversos procedimentos e softwares que podem auxiliar nessa missão, como a autenticação em dois fatores, plugins de segurança e backups recorrentes. 

Além disso, a manutenção dos protocolos de segurança e proteção de servidores deve ser avaliada para se prevenir contra esses problemas. 

Relatório de duplicação de conteúdo

Os buscadores permitem que o administrador de um site envie uma notificação ao algoritmo quando detectado o plágio de conteúdo. No Google, por exemplo, é preciso preencher um formulário

Para verificar se um conteúdo foi duplicado existem inúmeras ferramentas como a própria página de resultados ou o Copyscape. 

O SEO negativo pode gerar graves prejuízos ao desempenho de sites e, consequentemente, à receita de um negócio. 

Se você deseja contar com um parceiro para monitorar suas páginas e se precaver contra eventuais ataques, entre em contato com um de nossos consultores e descubra qual é o serviço ideal para a sua empresa. 

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>