Google anuncia novo guia de sistema de rankings da Pesquisa Google

Mariana Pessoa
Mariana Pessoa

O Google anunciou seu novo guia de sistema de rankings da Pesquisa Google para unificar o conhecimento compartilhado durante os últimos anos. Saiba mais detalhes aqui!

Para quem acompanha o Google Search, ou a Central de Pesquisa Google, sabe que é comum da empresa publicar conteúdos e até desmentir mitos ou boatos sobre a busca orgânica e o Googlebot.

Com o passar dos anos, foram muitos vídeos, textos e podcasts com conteúdos valiosos para a comunidade de SEO sobre os fatores de ranqueamento. Mas agora, pela primeira vez o Google decidiu reunir essas informações e criar um guia.

A novidade foi compartilhada na segunda-feira, dia 21 de novembro, pelo Twitter oficial do Google Search Central:

Qual o objetivo do guia de sistema de rankings da Pesquisa Google?

O Guide to Google Search Rankings, ou sistema de rankings da Pesquisa Google (tradução livre), tem como objetivo reunir e centralizar as informações sobre o sistema de ranqueamento e como ele opera. 

Dessa forma, o Google pretende facilitar a vida dos proprietários de sites (ou seja, a minha e a sua) que desejam saber mais sobre o tema. No guia, também consta quais fatores de ranqueamento são utilizados atualmente e qual não são mais.

Além disso, com a novidade a empresa espera conseguir comunicar com clareza como o seu algortimo funciona e como acontecem as atualizações.

Qual a diferença entre sistema de ranqueamento e atualização dos sistemas?

Segundo o Google, o termo “update” — ou atualização, como conhecemos em português, — é utilizado frequentemente como o nome de um novo sistema (que, neste caso, seria o algortimo). 

No texto oficial com o anúncio, o Google deu como exemplo o Page Experience Update e o Helpful Content Update, atualizações de algoritmo com foco na experiência dos usuários.

Mas tudo isso pode se tornar confuso, muitas vezes até é, certo? Porque o Google está constantemente lançando novidades enquanto melhora o que já existe.

Por isso, surgiu a necessidade de tornar os dois termos (sistema e atualização) mais precisos para trazerem clareza aos proprietários.  Ainda não sabemos qual será a terminologia traduzida pelo Google, então considere que os textos utilizados aqui traduções livres.

Ou seja, a partir de agora o Google pretende diferenciar sempre que houver um novo sistema/algoritmo entre os fatores de ranqueamento, e quando for uma atualização focada em melhorias. O termo “system” se refere ao algoritmo, enquanto “update” a atualização de algoritmo.

Vai levar um tempinho para atualizar todas as páginas onde constam essas terminologias, mas o Google afirmou que estará olhando para isso no decorrer do tempo.

O que é o Guide to Google Search ranking systems?

Como explicado acima, o objetivo do guia é comunicar com clareza aos proprietários como o sistema de Pesquisa Google funciona no momento de classificação, ou ranqueamento, termo que utilizamos no Brasil.

Neste guia, a empresa trouxe quais são os algoritmos, ou fatores, são considerados no momento de classificar uma página, a última etapa dos mecanismos de busca

A seguir, confira os principais sistemas de ranqueamento a Pesquisa Google utiliza:

BERT

BERT, ou Bidirectional Encoder Representations from Transformers, é um sistema de inteligência artifical que permite o Google a entender o significado e a intenção dos usuários a partir de combinações de palavras.

Crisis information systems

É um sistema desenvolvido para prover informações úteis durante momentos de crises, tais como a pandemia, guerra, desastres naturais, entre outros. O sistema é separado em dois:

  • Personal crises: neste caso, o sistema do Google entende quando as pessoas estão buscando por informações sobre situações de risco pessoal, como suícidio, abusos, envenenamento, etc.
  • SOS Alerts: já aqui o algortimo passa a emitir alertas em tempo real sobre situações de crise que vão além do indíviduo, como desastres naturais, pandemia e guerra. Assim, os usuários podem encontrar informações verdadeiras com maior facilidade e usar o Google para se manterem atualizados.

Deduplication

Como são milhares de conteúdos disponíveis aos usuários diariamente no Google, para evitar que a gente esbarre em conteúdos duplicados, há um sistema para identificar essas páginas e evidenciar aquela página que o Google acredita ser mais útil e relevante na busca.

Nome exato do domínio

O algortimo do Google leva em consideração as palavras no nome de um domínio para determinar a relevância do conteúdo na pesquisa. Ao mesmo tempo, esse sistema também existe para garantir que o Google não dê tanta autoridade a conteúdos em domínios projetados para corresponder a buscas específicas.

No guia, o Google trouxe como exemplo um domínio cujo nome é “melhores-lugares-para-almoçar”. No Instagram isso pode até funcionar, mas o Google prefere ficar de olho para garantir que os conteúdos daquele domínio sejam realmente relevantes à busca.

Conteúdos atualizados

Outro fator bem importante para o Google é o quanto o conteúdo é novo. Em inglês, eles usam a palavra “freshness”, que poderia ser traduzido como “conteúdo fresco” aqui. O fresco aqui não é de chato, tá? E sim de novidade, com informações novas, publicado recentemente. 

Conteúdo útil

O Google quer assegurar que os usuários encontrem conteúdos originais, úteis e escritos por pessoas e para pessoas na SERP.

Links e PageRank

No guia, o Google afirma que possui vários sistemas para determinar como as páginas linkam uma para a outra e sobre o que é cada uma delas, além de identificar se é uma linkagem úteil à busca. Enquanto isso, o PageRank é um sistema utilizado desde os primórdios, quando o Google foi lançado.

Notícias locais

O Google possui um algortimo que identifica as notícias locais que podem ser relevantes ao usuários, que podem ser destaques no “Top Stories” ou em “Notícias Locais”.

MUM

O MUM (Multitask Unified Model) é um sistema de inteligência artificial capaz de entender a línguagem utilizada na busca. Ele não é utilizado nas buscas gerais, mas possui grande importância em busca por termos mais específicos, como notícias sobre a vacinação contra a COVID-19.

Neural matching

É um sistema de inteligência artifical que o Google utiliza para identificar e entender representações de conceitos nas buscas, assim como a relação de uma página com a outra.

Conteúdo original

O algortimo do Google tenta assegurar que as páginas mostradas na SERP são páginas com conteúdo original.

Política de remoção de conteúdos

O Google leva a política de remoção de conteúdos muito a sério, e isso pode afetar a performance de páginas na busca. No guia, eles trouxeram dois exemplos: a removação legal, que acontece a partir de uma denúncia de direitos autorais; e a remoção de informações pessoais.

Experiência de página

O Page Experience é um fator de ranqueamento há bastante tempo, isso porque o Google entende que os usuários preferem — e querem! — ter boas experiências utilizando o buscador.

Passage ranking system

É um sistema de inteligência artifical que o Google utiliza para identificar seções ou “passagens” individuais em uma página na Web para entender a relevância da mesma para a busca. Tem bastante relação com o Google BERT e como as featured snippets são escolhidas dependendo da busca.

Avaliações de produtos

Através da avaliação de produtos, o Google consegue determinar a qualidade dos produtos na busca, as resenhas, e o que as pessoas estão dizendo sobre ele.

RankBrain

O RankBrain é um algortimo de inteligência artifical que ajuda o Google a entender como as palavras estão relacionadas com conceitos. Assim, o Googlebot consegue retornar com conteúdos mais relevantes e que responsam à dúvida do usuário na busca.

Informações confiáveis

O Google possui multíplos algoritmos que ajudam a entender o quanto a informação das páginas são confiáveis. Isso tem a ver com a autoridade de página, dos conteúdos, entre outros fatores.

Site diversity system

Para dar chance a todos os proprietários de sites, inclusive os sites menores e com pouca autoridade, a terem um espaço na busca, o Google prioriza a diversidade de resultados. Ou seja, é muito difícil que uma busca retorne com dois resultados de um mesmo domínio, por exemplo.

Políticas de spam

Todo mundo odeia spam, e o Google sabe muito bem disso. Por isso, existe uma política de spam bem construída, que envolve desde práticas não recomendadas até ações que podem levar a penalidades graves. 

O que foi retirado do sistema de ranqueamento da Pesquisa Google?

No guia, o Google também decidiu trazer os sistemas ou algoritmos que não fazem mais parte dos seus sistemas de ranqueamento, mas que talvez tenham apenas sido incluídos dentro de uma atualização maior.

Hummingbird

Foi uma atualização do algortimo que aconteceu em agosto de 2013. O Google seguiu evoluindo desde então. Você pode conferir mais informações sobre o que foi o Humminngbird na Conversion.

Mobile-friendly

Antigamente, o Google dava preferência para resultados na SERP que tinham uma boa experiência em dispositivos móveis. Hoje, com o Page Experience, isso não é mais necessário.

Page speed 

Da mesma forma que o mobile-friendly se tornou desnecessário com o Page Experience, o mesmo aconteceu com o Page Speed.

Panda 

O Panda foi um algortimo desenvolvido para garantir a qualidade e originalidade dos conteúdos disponíveis na SERP do Google. Atualmente, hoje o Panda foi evoluído e faz parte do sistema central do ranqueamento de Pesquisa Google desde 2015.

Penguin 

O Penguim foi desenvolvido para combater o spam por links e foi anunciado em 2012. Hoje ele faz parte do sistema central do ranqueamento de Pesquisa Google.

Sites seguros

Anunciado em 2014, veio para assegura a segurança com HTTPS. Hoje faz parte do Page Experience.

Conclusão

Agora ficou mais fácil encontrar informações sobre os fatores que o Google leva em consideração na hora do ranqueamento, visto que finalmente estão todas centralizadas. Se você quiser conferir o guia, é só acessar o Guide to Google Search ranking systems

Lembrando que está disponível apenas em Inglês, portanto, as traduções de termos durante o conteúdo foram realizadas por mim. 

Escrito por Mariana Pessoa

Escrito por Mariana Pessoa

Mariana é estrategista de SEO e apaixonada por Marketing Digital. É também produtora de conteúdo no LinkedIn e escritora de ficção nas horas vagas.

Escrito por Mariana Pessoa

Escrito por Mariana Pessoa

Mariana é estrategista de SEO e apaixonada por Marketing Digital. É também produtora de conteúdo no LinkedIn e escritora de ficção nas horas vagas.

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>