Descubra como SEO e copywriting juntos aumentam resultados

Lucas Amaral
Lucas Amaral

Áreas distintas do marketing digital convergem para atingir objetivo em comum

SEO e copywriting são áreas complementares. A atração de visitantes para as páginas de um site é parte essencial de qualquer estratégia de marketing. Mas é preciso lembrar que trata-se de uma ação voltada a negócios. E estes precisam lucrar. 

É claro que existem blogs cuja função é atrair pessoas e, com isso, adquirir renda por meio de cliques em anúncios dentro de suas páginas. 

Porém, o SEO é aplicado, principalmente, para gerar oportunidades para vendas. Isso quer dizer que, muitas vezes, é o maior alicerce para outras estratégias, como o inbound marketing. 

Nessa metodologia, as conversões são objetivos primários. Para isso, no entanto, é preciso convencer as pessoas a realizarem determinadas ações. É aí que entra o copywriting. 

Se você quer saber mais sobre a relação entre esses dois campos do marketing, continue a leitura. Neste texto, veja como SEO e copywriting caminham lado a lado para potencializar os resultados das empresas.

O que é SEO?

SEO é a sigla para Search Engine Optimization (Otimização para Mecanismos de Busca). De forma resumida, esse termo refere-se às ações voltadas ao posicionamento de páginas de um site no topo dos buscadores, como Google, Bing e Yahoo. 

Ou seja, é responsável por atrair visitantes por meio do sistema mais utilizado para sanar dúvidas, solucionar problemas e encontrar opções de transações na web. 

Por essa razão, é comum que o primeiro contato com uma marca seja adquirido por meio do SEO e por iniciativa do próprio usuário. O que não significa que internautas que já se relacionam com a empresa não sejam atraídos da mesma maneira. 

O que é copywriting?

O copywriting é uma técnica de escrita voltada à persuasão. Ou seja, a arte de usar as palavras para convencer o usuário a realizar uma ação, como clicar em um link, baixar um ebook ou realizar uma compra. 

A comunicação é a essência do marketing. Por essa razão, existem diferentes tipos de redatores que se especializam em áreas como redação para blogs, email marketing, social media, páginas de produto, anúncios ou landing pages. 

Assim, todos eles, em diferentes níveis, precisam de noções de copywriting em algum momento, visando levar o leitor a realizar a ação desejada. 

Mas existem também aqueles que se especializam na área voltada às conversões: o copywriter. Este é o profissional capaz de utilizar as palavras, canais e locais corretos para melhorar a performance das campanhas de marketing.

Qual é a relação entre o SEO e o copywriting?

É possível abreviar todas as ações digitais em duas frentes: o marketing e as vendas. Redes sociais, email marketing, SEO, conteúdo, links patrocinados… Todas essas são áreas do marketing cuja função é gerar oportunidades de vendas. Existe até um nome para essa integração: smarketing (sales + marketing) ou vendarketing.

Na metodologia inbound, elas se unem para coletar e qualificar leads para realizar uma oferta no momento ideal, quando o usuário está inclinado a fechar o negócio. É por essa razão que, em boa parte das empresas, os times de marketing trabalham os leads antes de enviá-los ao setor comercial, responsável por concluir o negócio. 

Ocorre que, para que o usuário percorra a jornada de compra, é necessário que ele realize algumas ações. Para isso, são utilizadas técnicas de copywriting. 

Ou seja, o SEO garante um ambiente saudável e seguro para a navegação do usuário, o que permite uma análise positiva dos mecanismos de busca e a posterior alta classificação nos rankings de pesquisa. Enquanto isso, o copywriting convence o usuário a realizar ações que culminam na venda.

Um bom exemplo disso ocorre na SERP. Um bom trabalho de SEO garante uma boa performance de página, otimizações on-page de tags e palavras-chave, conteúdo de qualidade e conquista de backlinks

Mas, mesmo que a sua página apareça no primeiro resultado da pesquisa, é preciso convencer o usuário de sua utilidade para conquistar o clique. Ou seja, o título (item de maior destaque nos resultados de busca) deve ser persuasivo. Assim como outros elementos visíveis, como a meta descrição ou os rich snippets

Isso também é relevante para outros aspectos que compõem atividades de SEO, como CTAs em blog posts, landing pages, botões de conversão e descrições de produtos. Todas elas influenciam diretamente em métricas relacionadas ao SEO, como CTR, taxa de rejeição e tempo de permanência. 

Além disso, o copywriting também é aplicado em páginas institucionais, como a home page, “sobre a empresa” e “contato”. 

Há, inclusive, uma área voltada a proporcionar uma boa experiência de página ao usuário por meio do conteúdo textual: o UX Writing. 

Antigamente, os copywriters tinham como principais características a persuasão, objetividade e criatividade. Afinal, é o que se espera em uma peça de mídia tradicional, como um banner, um panfleto ou um comercial de TV. 

Contudo, o copywriter moderno é municiado por uma das mais poderosas armas do marketing: os dados. 

New call-to-action

O que é o copywriting data-driven?

O copywriting data-driven se baseia em dados para aumentar as conversões em uma estratégia de marketing. Ou seja, nesse modelo, não basta que o copywriter seja competente: é preciso realizar testes, entendendo os hábitos digitais da persona, sua jornada de compra e adaptando as peças textuais ao público específico do negócio. 

Para facilitar o entendimento, vamos recorrer a um exemplo. Imagine que uma companhia de serviços financeiros criou um blog post explicando como pagar o imposto de renda. 

O copywriter ficou responsável pela elaboração do SEO title e optou pelo seguinte: 

  • Imposto de renda: o que é, como pagar e importância

Depois de um certo tempo, ele observa os dados e descobre que, embora o post tenha uma quantidade significativa de impressões nos resultados de busca, há uma baixa taxa de cliques. Isso pode significar que o texto é bom, mas o título não é atrativo.

Assim, ele elabora um novo SEO title: 

  • Saiba como pagar o imposto de renda sem sair de casa

A seguir, avalia o impacto dessa mudança na taxa de cliques. Aquela com a melhor performance é mantida, enquanto a outra opção é descartada. 

É claro que essa é uma simplificação dos processos de testagem, que são contínuos e realizados em diversos outros itens do site. Porém, é uma exemplificação pertinente, que demonstra o funcionamento dessa estratégia. 

Então, se você deseja contar com uma agência parceira para otimização de páginas e realização de testes, entre em contato com um dos nossos consultores e conheça o serviço ideal para o seu negócio. 

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>