Google atualiza documento com diretrizes sobre links internos e externos

Lucas Amaral
Lucas Amaral

Veja o que muda em relação a esses importantes fatores de ranqueamento

Para um usuário regular de internet, um link é apenas um item clicável que o leva a outra página. Mas para profissionais de SEO e marketing, significa muito mais que isso. 

Links são responsáveis por fazer com que o visitante percorra uma jornada fluida dentro de um site, direcionando-o aos mais diversos tipos de conversões: da leitura de um artigo à compra. 

Tais elementos também são responsáveis pelo repasse de autoridade, ação que pode ser tanto realizada quanto adquirida por meio dos backlinks

Foi pensando na relevância desse componente que o Google atualizou as diretrizes para links e aprimorou as indicações para desenvolvedores em fevereiro de 2023.  

Qual é o impacto dos links em SEO?

No universo do SEO, os links são dados estruturados responsáveis pela arquitetura de um site. Ou seja, direcionam o usuário de uma página a outra. Naturalmente, o posicionamento deve fazer sentido e a página de aterrissagem de um link deve ser compatível com o local em que foi inserido. 

Quando o Google ou outro buscador realiza a varredura da web para encontrar páginas que correspondem à intenção de busca do usuário, leva em consideração tanto os links internos quanto os externos como critérios de avaliação para o ranqueamento. 

Os mecanismos de busca levam isso a sério, mesmo com as alegações recentes de John Mueller, um dos porta-vozes da empresa. “[…] o impacto dos links em algum momento cairá um pouco, na medida em que descobrimos como o conteúdo se encaixa no contexto da web”, disse durante uma live do Brighton SEO (Search Engine Journal, 2022).

Isso talvez se dê pelo Google esperar que os links sejam naturais. Contudo, existem muitas empresas mal-intencionadas que tentam manipular a avaliação do algoritmo com práticas como troca, compra e venda de links, link farms e PBNs. 

Essas práticas, consideradas black hat, são combatidas pelo Google há anos. O grande problema é que a averiguação é imperfeita, então as punições nem sempre são aplicadas.

Isso reforça, ainda mais, a importância de estratégias orgânicas de link building, como a assessoria de imprensa digital ou as relações públicas digitais. 

O que dizem as novas diretrizes do Google sobre o uso de links?

Um mão apontando para um link

O antigo assinalava práticas para tornar os links rastreáveis pelas spiders. Indicando, por exemplo, que para segui-los, era necessária a utilização de tags <a> com atributos href (Hypertext Reference, que referencia a página para a qual o link aponta). 

Isso só é visível quando o texto é observado em sua linguagem de hipertexto, a HTML. Além disso, a URL vinculada à tag deve ser resolvível. Ou, em termos mais simples, deve levar a uma página válida e existente. Isso quer dizer que, sem essa tag, atributo e URL resolvível, o link não será varrido pelos crawlers

Em sua mais recente versão, o material aponta novas diretrizes relacionadas a outros elementos de links. O primeiro deles é o posicionamento do texto-âncora

Links podem ser posicionados em imagens, plugins ou outros elementos da web. Mas o mais comum é que sejam inseridos em textos, que geralmente são destacados com uma cor de fonte diferente e sublinhados. Esses são os textos-âncora. 

De acordo com o Google, eles devem ser inseridos entre as tags <a> para serem reconhecidos pelos robôs. De modo geral, é assim que um link deveria ser posicionado na linguagem de hipertexto: 

<a href=”https://www.conversion.com.br”>visite o site da Conversion</a>

Em que: 

  • <a abre a tag
  • href= indica que o link será referenciado a seguir
  • “https://www.conversion.com.br” é a URL resolvível para a qual o usuário será direcionado
  • visite o site da conversion é o texto-âncora, onde o link será inserido na interface visível ao usuário
  • </a> fecha a tag

Embora o texto-âncora esteja inserido no código HTML da página, ele também é visível para o usuário. O que nos leva ao próximo tema tratado pelo Google nas novas diretrizes: a escrita deste item. Afinal, em quais palavras o link deve ser inserido?

O Google diz que um bom texto-âncora é “descritivo, razoavelmente conciso e relevante tanto para a página em que está posicionado quanto para a página de destino”. Em outras palavras, deve corresponder às expectativas do usuário. 

No exemplo citado anteriormente, o usuário clicaria no link posicionado sobre o texto-âncora “visite o site da Conversion” em um cenário que faça sentido, como em uma chamada para a ação ao fim de um blog post.

Outro tema abordado pelo Google é a linkagem interna. A companhia diz que não há um limite para tal, mas que as conexões internas entre links são muito importantes para as pessoas e para o Googlebot

Assim, cada página deve ter pelo menos um link para outra interna (evitando páginas órfãs), levando em conta o contexto para que as ligações façam sentido. 

Para finalizar, o buscador trata sobre os links de saída (também comumente chamados de links externos). É muito comum que administradores de sites tenham receio de inserir referências a páginas externas por temerem perder o usuário ao levá-lo para uma página de fora do domínio. 

Sobre isso, o texto é direto: “as pessoas não deveriam ter receio de linkar para outros sites. De fato, a utilização de links externos ajudam a estabelecer confiança (citando fontes, por exemplo). Você deveria inserir links para sites externos quando fizer sentido para contextualizar o leitor sobre o que eles esperam”. 

O que podemos concluir com isso é que o foco deve ser sempre o usuário. Se um link for útil para ele (seja dentro ou fora do site), insira-o. E é claro, em locais que façam sentido para o internauta, mas não de maneira forçada apenas para repassar a autoridade para as demais páginas. 

Se você busca por um parceiro para potencializar suas ações de SEO, entre em contato com a Conversion. Será um prazer conversar sobre as suas necessidades e apresentar uma solução ideal para sua empresa entre os nossos serviços.

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Escrito por Lucas Amaral

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>