Os 10 maiores erros em uma campanha de Facebook Ads

Por ,
em

Facebook AdsFala aí pessoal!

Após o grande sucesso do lançamento do projeto #OpenSEO, que envolveu um grande esforço de todo mundo aqui da Conversion, eu venho no post de hoje puxar uma sardinha para a minha área novamente: vamos falar de Social Media.

Em meus artigos anteriores, tenho tratado bastante sobre as possibilidades de segmentação, o alcance, altas taxas de conversão, enfim, da potência da plataforma de publicidade do Facebook, o Facebook Ads. Porém, resolvi compartilhar a análise que fiz dos insights e campanhas de grandes empresas para trazer para vocês uma lista dos erros mais comuns cometidos nessas empreitadas.

Confira:

1. Não definir claramente seu Target

Conhecer o seu público-alvo é o primeiro passo para se começar qualquer campanha. Isso significa ter na ponta da língua seus hábitos de consumo, seus gostos, sua visão política, sua localização geográfica, sua faixa etária, seu nível de escolaridade; absolutamente tudo que você conseguir arrancar tanto de seu cliente como de dados do mercado.

Nunca crie nenhuma peça ou anúncio sem ter essas informações! Essa parte de pesquisa pode ser demorada, e às vezes requer uma pesquisa manual de perfil por perfil de seus fãs no Facebook para que se consiga uma amostra considerável. Mas tenha certeza de que esse esforço será um fator determinante para o sucesso de sua campanha.

2. Não estudar a concorrência

Você, assim como eu, também é usuário da rede social. Portanto, só de levar em consideração as propagandas pelas quais somos bombardeados em nossos perfis pessoais, já podemos ter uma boa noção do que seria agradável ou não para o nosso público-alvo, principalmente se tratando dos textos e das imagens dos anúncios.

Mas é preciso ir além. Curta as páginas de seus concorrentes para ser impactado pelos anúncios deles, analise o conteúdo de cada Fan Page (pois provavelmente será semelhante ao conteúdo de publicidade) e procure retirar o máximo de aprendizado com cada um. Nesse ponto, se você ainda não souber ao certo o que fazer, saberá ao menos o que não fazer.

3. Não explorar o diferencial de seu serviço ou produto

Não basta anunciar o produto em si, é preciso transmitir no anúncio algo de novo e intrigante para chamar a atenção do usuário. Muitas campanhas pecam por abusarem dos chavões publicitários sem dar destaque algum para o produto ou serviço, o que pode simplesmente fazer com que um anúncio passe desapercebido pelos olhos de quem os vê.

Se o seu diferencial é o preço, coloque-o em destaque no título. Se é o design, capriche na imagem. Se é a parte textual, revise 10 vezes o português antes de publicar.

4. Errar na escolha da imagem

Lembre-se que sua imagem será exibida em um formato de 100px por 72px e que, nesse tamanho, aquela fotografia super bacana que você tirou com a melhor qualidade de sua câmera profissional pode não ficar tão interessante assim.

Use cores chamativas (com bom senso), ilustrações, algo que realmente desperte a curiosidade do usuário. Pense que muitas vezes ele não vai nem mesmo ler a mensagem que você escreveu e, portanto, a imagem tem que dizer mais que 1000 palavras (olha outro jargão aí). Considere sempre fazer testes A/B para otimizar seu CTR e consequentemente seu CPC.

5. Errar na escolha da mensagem

A mensagem não tem de simplesmente ser curta, tem de ser sucinta. Ou seja, ela precisa apresentar para o usuário, dentre muitos argumentos, aquele argumento certeiro que o fará clicar no anúncio e, se tudo der certo, gerar uma conversão.

Atente-se à linguagem: se for preciso ser técnico, segmente corretamente; se for preciso ser coloquial, certifique-se de que sua marca também possui esse valor. Aqui também vale fazer testes A/B.

E um apelo pessoal: NÃO CRIE ANÚNCIOS COM TUDO ESCRITO EM CAPS LOCK.

6. Errar na segmentação do público

Criar anúncios temáticos com segmentações específicas é uma das coisas mais interessantes do Facebook, quando bem feito. Às vezes me dá vontade de mandar um inbox para algumas empresas dizendo que eu não estudo Relações Públicas, que eu não curto a novela da Empreguetes e o mais importante: eu não sou corintiano!

É preciso muita atenção na hora de preencher o campo de interesses na plataforma do Facebook Ads, pois se você errar, poderá queimar verba e ainda conquistar haters para sua marca.

7. Errar na escolha do tipo de promoção

Estude sempre em que formato será exibido o seu anúncio para verificar se a imagem não ficará ruim, se o texto não aparecerá cortado, e coisas do tipo. Se você fez um post com muito texto e deseja promovê-lo, por exemplo, vale mais a pena promovê-lo por CPM otimizado (aquele que aparece na TimeLine das pessoas) do que criar um anúncio de publicação de página (que aparece no canto esquerdo da tela).

8. Não renovar o conteúdo dos anúncios

Qualquer anúncio, mesmo o mais genial de todos, acaba enjoando. Portanto, para campanhas mais longas, pode valer muito mais a pena colocar no ar duas variações de anúncios por vez e subistitui-los frequentemente do que subir dezenas de versões de anúncios direcionados para a mesma segmentação de uma só vez.

A não renovação dos anúncios pode fazer com que um CTR altíssimo e um CPA (custo por aquisição) satisfatórios do início de uma campanha fiquem ruins ao final da mesma. E quando você for analizar os resultados, perceberá que algo que poderia ter decolado acabou se tornando apenas mediano.

9. Não estabelecer metas de conversão e orçamento

Como saber se uma campanha está indo bem se não estabelecermos metas de conversão baseadas em um certo orçamento? Não faça as coisas na correria: organize-se, monte uma planilha, faça um planejamento, e só depois vá para a execução.

Se deixarmos para definir metas quando a campanha já está no ar, ou se simplesmente não definirmos nada, ficaremos apenas com métricas de vaidade, e torraremos dinheiro sem ao menos saber por que estamos fazendo isso.

10. Não direcionar o clique para uma Landing Page

Um clique que direciona o usuário simplesmente para a homepage de um site ou para o mural de uma Fan Page pode ser um clique perdido, comprometendo a campanha como um todo. É preciso segurar o usuário pela mão e levá-lo a compra, e isso deve ser feito através de uma Landing Page.

Uma boa dica é utilizar na Landing Page a mesma chamada e a mesma imagem que você usou no anúncio. Dessa forma, o usuário não corre o risco de se sentir perdido ao ser direcionado para a sua página.

Vocês conseguem lembrar de mais algum erro?

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento