Escreva um blog post de sucesso em 14 passos [2024]

Felipe Santos
Felipe Santos

Nem só de vídeos curtos e stories vive o marketing digital!

Blog posts ainda são extremamente relevantes no meio digital, com 77% de todos usuários da internet lendo esse formato de conteúdo.

Seja para descobrir uma nova receita, seja para planejar uma viagem, seja para aprender como escrever um blog post, esses conteúdos ainda dominam grande parte da internet e não devem se tornar obsoletos por um bom tempo.

Porém, os blog posts evoluíram bastante desde o começo da web. Hoje a concorrência é mais acirrada e os algoritmos de mecanismos de busca como Google estão mais sofisticados, reforçando o posicionamento de artigos que realmente entregam valor a seus leitores.

Não adianta mais fazer um artigo sem originalidade e qualquer diferencial em relação aos outros milhões de artigos na web. 

Pensando nisso, neste artigo vamos te dar um passo a passo para escrever blogs posts de sucesso. Não é fórmula mágica, mas dicas de quem possui anos de experiência e muitos resultados.

O que são blog posts?

Estima-se que os blog posts surgiram por volta das décadas de 80 e 90. Inclusive, alguns dizem que o primeiro blog na internet foi criado por um brasileiro, Claudio Pinhanez, que criou um site chamado “Open Diary”, com o objetivo de compartilhar mais informações sobre a sua vida.

É como se fosse um diário pessoal, essa foi a ideia inicial do blog, ideia essa que proliferou e permitiu o surgimento de diversas outras plataformas para as pessoas compartilharem sobre suas vidas – resultando nas redes sociais, que tanto amamos hoje.

Com o passar do tempo, as postagens de blogs foram evoluindo e tomando um rumo mais profissional, sendo usadas não apenas para compartilhar relatos, mas também para dicas sobre os mais variados tópicos: tutoriais, apresentação de conceitos, entre outros objetivos.

Logo as empresas viram o potencial dos blogs como forma de se aproximar do seu público e gerar autoridade em seus respectivos nichos, passando a investir em blogs profissionais para falar com seus consumidores.

Benefícios de produzir blog posts

Talvez você já tenha ouvido falar em uma estratégia chamada Marketing de Conteúdo, se não ouviu, está na hora de se familiarizar com o termo. Trata-se de uma estratégia que envolve a criação e distribuição de conteúdos para atrair, converter e fidelizar clientes.

Ela recorre a diversos canais digitais para atingir seus objetivos, entre eles, os blogs costumam ser uma peça fundamental devido aos baixos custos de produção e elevado retorno no longo prazo.

Segundo uma pesquisa divulgada no Report Linker, o mercado global de marketing de conteúdo deve crescer $584.02 bilhões, ou seja, qualquer profissional de marketing deve levar essa estratégia a sério.

Em relação especificamente a blog posts, listamos alguns dos principais benefícios para ficar mais clara sua importância:

  • Aumento da visibilidade: se bem trabalhados, blog posts podem posicionar bem em mecanismos de busca como o Google e gerar mais visitas para seu site e produtos da marca;
  • Construção de autoridade: a criação de conteúdos úteis e informativos no seu nicho pode ajudar sua marca a se estabelecer como uma autoridade, ajudando a construir confiança com seu público-alvo e aumentar sua credibilidade;
  • Geração de leads: ao entregar valor de verdade com seus conteúdos, as chances de os potenciais clientes da marca fornecer algum dado como email é muito maior;
  • Constância: um dos benefícios de fazer blog posts combinados com uma estratégia de SEO é a possibilidade de estabelecer uma fonte constante de tráfego para o site, mesmo de publicações antigas, devido ao bom posicionamento no Google;
  • Baixo custo: ao contrário de anúncios, você não precisa pagar para que seus blog posts apareçam no primeiro lugar do Google, basta criar conteúdos relevantes, manter a constância e aplicar boas práticas de SEO. Um blog pode ser iniciado com um investimento inicial mínimo!

Como fazer um blog post de sucesso passo a passo?

Chega de teoria e explicações, vamos para a prática! Afinal, como fazer um blog post passo a passo?

Acompanhe os passos práticos a seguir para começar a escrever o seu blog post hoje mesmo!

1. Entenda seu público-alvo

Já cansamos de repetir essa, mas é sempre bom reforçar: o seu público-alvo sempre vem em primeiro lugar. Afinal, de nada adianta publicar um blog post cuja linguagem e conteúdo estão incoerentes com o contexto do público.

Por isso, você deve ter muito claro quem são as pessoas que gostaria de fisgar com seu post de blog. Ter informações sobre interesses, contextos que as pessoas estão inseridas, suas idades e profissões podem fazer toda a diferença na hora de escrever um blog post.

Se quiser deixar ainda mais segmentado à quem se escreve, você também pode recorrer a criar uma persona, que seria um perfil fictício com informações mais detalhadas de quem você gostaria de se relacionar.

Mas preciso reforçar um detalhe sobre seu público-alvo e persona: seja data-driven! Não escreva supondo quem é o seu público, e sim tenha certeza. Por isso, na hora de levantar essas informações, use somente as verídicas que podem surgir de pesquisas e análises de dados.

2. Defina um objetivo de marketing

“Seu site tem um objetivo ou foco principal?”.

Essa é uma das perguntas feitas pelo próprio Google em sua página sobre “Como criar conteúdo útil, confiável e que prioriza as pessoas”.

Não sei você, mas acho legal seguir os conselhos do maior mecanismo de buscas do mundo, de onde vem a maior parte do tráfego para sites e blogs.

Não adianta começar a escrever um blog post só por escrever, mesmo que seja algo interessante. 

É preciso ter um objetivo em mente para não se perder na missão, um objetivo claro, mensurável e que ajude o negócio a crescer, seja em receita, seja em leads, seja em tráfego.

Geralmente, um blog post está atrelado a um objetivo de marketing de conteúdo e SEO, como “aumentar a quantidade de leads qualificados”.

3. Escolha o tema do post

A escolha do tema do tema vai depender de uma série de fatores, especialmente a etapa na funil de conteúdo para o qual esse post é destinado.

Um post para o topo de funil, por exemplo, pode explorar temas mais genéricos como “o que é marketing de conteúdo”, enquanto um post fundo de funil precisa de ater a pautas que tenham maior potencial de conversão como “ferramenta para gestão de marketing de conteúdo [teste gratuito]”.

Entenda mais sobre a jornada dos clientes aqui:

Considere as perguntas para chegar ao tema:

  • Quem é o público desse conteúdo?;
  • O que você quer informar?;
  • Qual tipo de informação?;
  • Qual estágio do funil o blog post está?;
  • Qual será o CTA (chamada para ação)?.

Lembrando que sua estratégia de conteúdo deve se conectar, portanto, trabalhe pautas relacionadas a um mesmo tópico para conseguir verdadeiramente construir autoridade no mesmo, sem ficar pulando de galho em galho a cada novo post.

Por exemplo, imagine que sua empresa vende barracas e outros artigos para acampamento. O blog da empresa pode abordar os mais variados tópicos sobre atividades outdoor, expedições e campings na natureza para atrair potenciais clientes.

Porém, é importante trabalhar um tema por vez, por exemplo, no mês de janeiro, todos artigos estão relacionados aos acampamentos em praias. 

Já no mês de fevereiro, podemos mudar o tópico e falar mais sobre trekking e expedições em outros ambientes, com vários blog posts sobre potenciais destinos, itens essenciais, relatos, etc.

Essa é uma tática importante para que o Google e outros usuários da internet passem a te ver como uma autoridade no seu nicho.

4. Faça uma pesquisa de palavras-chave

Palavras-chave nada mais são do que os termos utilizados por usuários para pesquisar por algo na internet. “Como fazer um bolo de cenoura?” é uma palavra-chave, por exemplo.

Precisamos ter muito claro o que são e quais palavras-chaves definem seu conteúdo. É a partir delas que os usuários vão chegar até seu blog post

Se você vai fazer um conteúdo sobre como fazer um bolo de cenoura, por exemplo, deve explorar os melhores termos que correspondam tanto ao assunto quanto a como os usuários fariam buscas relacionadas, por exemplo:

  • “como fazer um bolo de cenoura simples”;
  • “como fazer um bolo de cenoura fofinho”;
  • “como fazer um bolo de cenoura com cobertura de chocolate”;
  • “como fazer um bolo de cenoura sem leite”;
  • “como fazer um bolo de cenoura fitness”.

Todas essas são buscas que potencialmente podem levar os consumidores a encontrarem seu blog post, por isso é importante mencioná-las em seu artigo, se relevante para a proposta do artigo, claro.

Você pode se apoiar em ferramentas de palavras-chaves como o próprio Google com suas sugestões de Pesquisas Relacionadas (vide imagem abaixo) e sua outra ferramenta Google Trends. Nela você pode ver as tendências de buscas por aquele termo. A melhor parte é que ambos são gratuitos.

Escreva um blog post de sucesso em 14 passos [2023]
pesquisa de palavras-chave google trends blog post
Google trends pesqusia de keywords blog post (1)

Há também opções de ferramentas pagas como SEMrush e Ahrefs.

Outro ponto importante na etapa de pesquisa de palavras-chave é considerar os termos relacionados que poderiam virar conteúdos completamente novos. Voltando para o exemplo do bolo, você pode ter um artigo “mãe” sobre “como fazer um bolo” e outros artigos “satélites”, como:

  • “como fazer um bolo de cenoura”;
  • “como fazer um bolo de fubá”;
  • “como fazer um bolo de chocolate”;
  • etc.

Mas lembre-se de avaliar a SERP (páginas de resultados do Google) para esses termos. Em muitos casos um só conteúdo é o suficiente para ranker para vários termos.

5. Estude os diferentes formatos de blog posts

Com o tema e palavras-chave definidas, está na hora de pensar em qual o melhor tipo de blog post para a pauta selecionada especificamente.

Alguns dos principais tipos são:

  • Notícias: postar notícias relevantes do seu nicho pode ajudar a manter seus leitores atualizados e informados;
notícia na conversion
  • Tutoriais: os famosos posts “como fazer” são ótimos para educar o mercado e começar o processo de conversão de potenciais clientes em clientes. Alguns exemplos: “como fazer SEO”, “como fazer uma apresentação” e “como fazer pipoca”;
tutorial Conversion
  • Guias: são posts informativos, com o objetivo de apresentar algum conceito de forma aprofundada, servindo como um guia para leigos do assunto, por exemplo: “guia de marketing digital”, “guia para investidores iniciantes” e “guia completo da redação do ENEM”;
marketing de conteudo guia conversion
  • Casos de sucesso: os estudos de caso são mais para o fundo de funil e visam explorar algum caso de sucesso da sua marca, como a história de um cliente satisfeito com seu produto. Eles podem ajudar a potencializar as vendas;
case de sucesso conversion
  • Listas: são posts de listagens, como “X ferramentas de marketing digital” ou “X livros de ficção científica”. Costumam ter alto poder de engajamento por serem conteúdos “compartilháveis”;
métricas de marketing conversion listas
  • Análises: postagens analíticas como “iPhone 15 vs iPhone 14” também são muito úteis e podem ajudar o público no seu processo de tomada de decisão.
analise blog post conversion

Escolha o formato que melhor se encaixa nas necessidades do seu público e nas palavras-chave selecionadas, sempre procurando gerar o maior valor possível com seus conteúdos, não importa o tipo.

6. Defina um título

Chegou a hora de definir um título para seu blog post. Ele pode variar conforme você vai escrevendo, mas defini-lo antes pode te ajudar a dar uma direção sobre como abordar o tema do artigo.

É fundamental considerar alguns fatores para definir seu título:

  • considere o tamanho do título e como ele vai aparecer nos resultados de busca;
  • utilize a palavra-chave principal em destaque no título;
  • use algum elemento atrativo (números, frases de impacto, “como”, “o que”, “completo”, “passo a passo”, etc.);
  • tome cuidado para não fazer promessas falsas e usar termos exagerados ou chocantes;
  • o título deve mostrar um resumo descritivo e útil do conteúdo.

Aqui vão algumas dicas de Diego Ivo sobre construção de títulos pensando em SEO:

7. Desenhe a estrutura do seu blog post

Ainda não chegou a hora de escrever o artigo!

Após o título, está na hora de definir os subtítulos e o esqueleto do seu conteúdo.

Esse esqueleto vai te ajudar a não se perder na escrita e não esquecer de abordar tópicos e palavras-chave importantes sobre o tema.

Além de ajudar na escrita, a estrutura de intertítulos é essencial por dois motivos:

  • para que o robô do Google entenda a hierarquia das informações apresentadas em e possa posicionar mais palavras-chave relacionadas ao tema do artigo, trazendo mais visibilidade;
  • para que usuários possam se encontrar mais facilmente no artigo, lendo ele por seções, o que ajuda tanto na leitura dinâmica, quanto analítica do blog post. Os intertítulos podem ser utilizados para criar um índice de conteúdo, dessa forma, você ajuda tanto usuários que querem saber apenas informações específicas, quanto aqueles que desejam saber todos tópicos que serão abordados.

Por isso é importante não só fazer intertítulos que sigam uma sequência lógica para o usuários, mas também que utilizem palavras-chave, para que elas tenham um peso maior na hora do Google rankear seu blog post, por exemplo:

  • Título 1 – aqui vai a palavra-chave mais importante, o título geral do artigo;
    • Título 2 – outra palavra-chave relevante, seguindo uma sequência lógica em relação ao título 1;
    • Título 2;
      • Título 3 – demonstre profundidade no seu conteúdo (quanto pertinente), com o uso de títulos 3;
      • Título 3;
      • Titulo 3;
    • Título 2.

Lembre-se também de adicionar tópicos que não podem faltar no artigo com base em sua pesquisa sobre o tema e comparação com concorrentes, além de trazer informações exclusivas e novas, que geram um diferencial no seu conteúdo.

  • Obs: use como referência a própria estrutura deste artigo.

Aproveite esse esqueleto também para escrever resumos do que você pretende abordar em cada tópico e até trazer referências ou páginas internas do blog que possam agregar para o tópico.

  • Dica: use o recurso de tópicos do Google Docs ao escrever, ele vai te ajudar bastante a se organizar!

8. Escreva pensando em seu público

Muito além de garantir que seu artigo não tenha erros ortográficos, você precisa definir muito bem sua abordagem e tom de voz.

Isso tem total relação com o branding da marca. Sua abordagem vai ser mais analítica? didática? amigável? cômica? formal?

Tudo depende do seu público-alvo e do tema escolhido, claro. Uma prática que ajuda bastante, especialmente se a sua empresa já tem uma persona, é escrever pensando em uma pessoa específica que representa o público que você deseja atingir.

Lembre-se que o conteúdo é criado para pessoas, não para o algoritmo do Google!

9. Fique atento à escaneabilidade do blog post

Provavelmente você já percebeu que sua leitura é dinâmica. Ou seja, você não lê palavra por palavra, o que significa que nós escaneamos, isto é, damos uma “passada de olho”.

Quando estamos numa jornada de busca por conteúdo, geralmente queremos ir direto ao ponto e provavelmente vamos escanear o blog post para encontrar aquela informação desejada.

Por isso, não é à toa que:

  • privilegiamos parágrafos mais curtos
  • escrevemos frases na ordem direta para facilitar a leitura;
  • usamos negrito;
  • escrevemos tópicos com até 300 palavras;
  • alinhamos os parágrafos à esquerda;
  • criamos listas;
  • dentre outros.

Cada um desses pontos ajuda a tornar o conteúdo escaneável e, assim, aprimorar a experiência de leitura do seu leitor. 

  • Dica: Aplicamos muitos desses pontos neste tópico, basta reler o tópico pensando neles para entender melhor.

10. Adicione elementos visuais relevantes

Imagens, ilustrações, gifs e vídeos são todos elementos que, se bem utilizados, contribuem para o aprendizado e dinamicidade de um conteúdo.

Explore estes recursos visuais sempre que possível para enriquecer seus conteúdos. Porém, tome cuidado com exageros, algumas imagens podem até ser relacionadas ao que está escrito, mas não contribuem para a leitura. 

A palavra-chave para usar elementos visuais em blog posts é: utilidade. Aqui vai um exemplo de imagem “inútil” para este tópico:

Escreva um blog post de sucesso em 14 passos [2023]

11. Use links internos e externos

Os links são recursos que contribuem para complementar o conteúdo e adicionar mais profundidade a determinado tópico.

Por exemplo, neste post já mencionamos vários termos como Marketing de Conteúdo, SEO e Branding, com os quais talvez você ainda não esteja familiarizado. Felizmente, temos artigos completos sobre esses temas e colocamos links caso alguém queira se aprofundar mais.

Além de ajudar a manter as pessoas engajadas com seus blogs, os links enriquecem seu conteúdo!

Links para referências externas também são de suma importância para transmitir confiança, com indicação de fontes como pesquisas, especificando sua origem, além de dados sobre o próprio autor do artigo, como uma página pessoal de apresentação ou rede social.

12. Faça uso das boas práticas de SEO

O SEO contempla uma série de otimizações que vão ajudar seu blog post aparecer de forma orgânica para seu público. Fazer uma boa pesquisa de palavras-chaves e pensar a estrutura de intertítulos (heading tags), como mencionei acima, fazem parte do pacote de otimizações para SEO.

Há ainda outras particularidades. O “como escrever um blog post” vai além do que está dentro do conteúdo, porque também devemos pensar em como ele vai se mostrar para o público na SERP. Por isso, as tags title e meta descriptions devem estar bem otimizadas, tendo, no mínimo, a palavra-chave presente nelas.

Mas o que são essas tags? A “title” é literalmente o título que irá aparecer na página do Google, enquanto que a meta description é aquele texto auxiliar que fica logo abaixo.

Escreva um blog post de sucesso em 14 passos [2023]

Outro fator importante são as imagens, que devem ser renomeadas da forma correta, ter textos alternativos para promover acessibilidade, o tamanho de arquivo adequado para não atrapalhar o carregamento da página, entre outros.

O uso de uma boa linkagem interna também é fundamental para que os usuários e os crawlers naveguem pelo seu blog post. Se você ainda não tiver familiaridade com o tema, é só consultar nosso guia de SEO para aprofundar neste tópico.

13. Use uma call-to-action chamativa

Se estamos na missão de escrever um blog post é porque há uma estratégia de marketing de conteúdo por trás. Isso sem dúvidas. E uma coisa que gostaríamos muito que acontecesse em nossos conteúdos é que os visitantes se tornem leads e, eventualmente, clientes.

Para isso, precisamos incentivá-los a avançar na jornada e os call-to-actions são nossos aliados.

A tradução literal é contemplativa, porque um CTA é uma “chamada para ação”. 

Ao fim do blog post sempre deve haver uma chamada, seja para ler um conteúdo relacionado, baixar um ebook, preencher um formulário ou alguma outra ação que faça parte da estratégia do por trás do post de blog.

14. Revise e atualize

Sempre pode haver uma informação nova a se adicionar; uma velha para atualizar; um conhecimento novo que você adquiriu que vale a pena adicionar. Por isso, as revisões devem ser constantes.

Essa é uma forma também de manter seu conteúdo sempre fresco, fator que o Google valoriza bastante quando ele for gerar uma SERP.

Portanto, tenha sempre um olho nas ferramentas de diagnóstico como o Google Analytics e até mesmo no Google Search Console. A ideia é colher insights e perceber também a hora de fazer uma atualização.

  • Dica: evite mudar a data de seus blog posts apenas para que pareçam atualizados sem uma mudança significativa de conteúdo, isso pode ser visto com uma má prática pelo Google.

Cuidados com seu Blog Post

Separamos algumas dicas que podem te ajudar a pular algumas etapas e evoluir na escrita de blog posts, evitando cometer alguns erros comuns.

  • Uso de Inteligência Artificial (IA): o uso da IA para te auxiliar na produção não está proibido, longe disso, é mais uma ferramenta para aperfeiçoar seu trabalho. Porém, tome muito cuidado para não tornar seu artigo “robótico” e/ou com informações falsas, que podem ser divulgadas por IA sem intenção. Revise sempre conteúdos escritos por IA e adapte eles à sua linguagem;
  • Uso de referências: o uso de referências para pesquisas e outras fontes é fundamental, com mencionamos, porém, tome cuidado com a menção de concorrentes diretos, como blogs que abordam os mesmo assuntos que o seu, isso pode diminuir sua autoridade;
  • Resumo do que já tem na web: evite escrever artigos que apenas resumem o que outros artigos na web já abordam, ou que aborde os mesmo tópicos, sem acrescentar nada. Esses artigos provavelmente não terão resultados; 
  • Excesso de palavras-chave: as palavras-chave são legais e importantes, mas use com parcimônia e dentro de um contexto que faça sentido utilizá-las. O Google está reforçando políticas anti-spam
  • SEO técnico: você fez um artigo perfeito, seguiu todos os passos mencionados aqui, tem um site forte, já reconhecido e não está tendo resultados? Pode ser que tenham algum problema técnico que impedem o rastreamento e/ou indexação de seus posts, consulte um profissional de SEO técnico ou estude sobre o tema.

Algoritmos, mecanismos de busca e posts de blog

Para entender melhor a dinâmica de exibição de seu blog post no Google e outros mecanismos de pesquisa, você precisa saber como funcionam os algoritmos de busca.

O primeiro mecanismo de busca foi o Wandex, criado em 1993 como parte da World Wide Web, projeto que deu início à conexão global dos computadores e implicou na criação de diversos sites e com isso você pode se perguntar “como faziam para conhecer novos?”.

O Wandex foi como um bibliotecário que catalogou os livros e os ordenou em estantes, que, no caso dos motores de buscas, nós chamamos de index.

Trazendo a analogia para os blog posts, conforme eles são publicados, mais esforço os mecanismos devem fazer para rastrear e organizá-los de forma que atenda à intenção de busca dos usuários. Para isso, uma série de algoritmos são configurados para trazer resultados de buscas úteis.

Como os algoritmos foram feitos para oferecer resultados de busca, o que for determinado como regra para que eles funcionem vai influenciar totalmente nos resultados de seu blog post. Vale ressaltar que eles estão em constante mudança.

Por isso, na hora de otimizar seu blog post, muitas coisas devem ser levadas em consideração, da qualidade do conteúdo à performance e experiência que um site pode oferecer, pois são fatores que influenciam os algoritmos.

A prova disso é o algoritmo Mobile First Indexing, de 2018, que priorizava a indexação das versões mobile dos sites. Posterior a ele vieram também atualizações com o mesmo fim. Então, se hoje um blog post não estiver otimizado para celular, sinto em dizer, mas não recomendo que espere uma grande performance dele no Google Search Console.

É importante se manter atualizado sobre updates nos algoritmos de busca e como eles rastreiam e indexam as páginas em seus resultados de busca para manter uma presença digital relevante.

Conclusão

Escrever um blog post com bom ranqueamento não é um bicho de sete cabeças, contudo, não deixa de ser trabalhoso. Por isso, jamais tenha o pensamento de que é só escrever e pronto.

Criar uma boa experiência de leitura, entregar um conteúdo de relevância para o usuário e para o Google exige muita pesquisa e atenção. Entender os algoritmos e os impactos deles nas páginas de resultados é um ponto bastante relevante. Assim, recomendo que você mantenha atenção às novidades do Google.

Porém, não escreva pensando no Google! Embora seja importante entender como ele funciona, nosso papel como redatores é atender à expectativa dos leitores e também do nosso blog. Por isso, ter uma orientação às pessoas é o que fará toda a diferença para escrever um blog post de qualidade e que converta!

Se ficou alguma dúvida ou curiosidade, deixe um comentário abaixo!

Escrito por Felipe Santos

Escrito por Felipe Santos

Escrito por Felipe Santos

Escrito por Felipe Santos

Compartilhe este conteúdo
Compartilhe
Receba o melhor conteúdo de SEO & Marketing em seu e-mail.
Assine nossa newsletter e fique informado sobre tudo o que acontece no mercado
Agende uma reunião e conte seus objetivos
Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.
>