Marketing Digital: Aprenda TUDO o que você precisa saber

Conversion

Por ,
em

Marketing Digital é o conjunto de todas as estratégias que tem como objetivo criar identidade de marca, atrair e fidelizar novos clientes.

Além de entregar valor e muitas outras práticas que, em conjunto com o meio digital, possibilitam integração, produtividade e praticidade.

O Marketing Digital revolucionou o mercado como um todo e possibilitou o surgimento de inúmeras táticas e ferramentas que antes não seria possível.

O número de empresas e marcas que utiliza o Marketing Digital só cresce, assim como os benefícios em usar essa estratégia de comunicação.

Essa nova forma de fazer marketing é muito abrangente e possui diversas opções.

Mas, afinal…

O que é Marketing Digital? Quais são as estratégias? E as vantagens? Como usá-lo a favor de um negócio?

Enfim, são inúmeras as dúvidas que podem surgir, principalmente por ser algo tão abrangente.

Pensando nisso, nós da Conversion — agência de marketing digital com 8 anos de experiência — resolvemos escrever este guia introdutório para que você saiba como utilizar o Marketing Digital e consiga aplicar seus conhecimentos na prática!

Quer saber mais?

Então, fique com a gente e aprenda desde o conceito até as principais ferramentas, métricas e estratégias do Marketing Digital!

Índice de Conteúdo

  1. O que é Marketing Digital ?
  2. Vantagens do Marketing Digital
  3. Canais de Marketing Digital
  4. Estratégias de Marketing Digital
  5. Ferramentas de Marketing Digital
  6. Métricas de Marketing Digital

O que é Marketing Digital?

O que é Marketing Digital

O Marketing Digital, antes de tudo, pode ser definido como uma maneira de fazer o Marketing propriamente dito.

Philip Kotler descreve o Marketing como :

“O processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas satisfazem desejos e necessidades com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros.”

O Marketing é um processo complexo que envolve pesquisa, planejamento, produção e outras etapas.

Todas elas objetivam atender da melhor maneira necessidades e desejos dos clientes.

O processo social descrito por Kotler significa que o Marketing depende essencialmente das interações que as pessoas têm com empresas e marcas.

Mas o que seria, então, o Marketing Digital ?

Marketing Digital é quando utilizamos o meio digital para realizar todo o processo social de entrega de valor às pessoas, desde a criação até a própria divulgação.

É usar as mídias digitais para determinar o melhor produto e serviço aos clientes, assim como as estratégias que serão feitas para promovê-los e desenvolvê-los.

Ou seja, assim como no Marketing tradicional, o objetivo de persuadir um determinado público-alvo continua o mesmo.

A diferença são os meios que serão utilizados para alcançar tais objetivos, que agora são digitais e mais variados.

Por usar a internet, o Marketing Digital consegue atingir pessoas de todo o mundo.

E com o crescimento contínuo da internet, surgem mais e mais ferramentas e plataformas online, as quais podemos utilizar para alcançar nossos objetivos de Marketing.
Para entender melhor essa estratégia, precisamos responder antes a uma pergunta:

Como surgiu o Marketing Digital?

Como surgiu o Marketing Digital: entenda o contexto

Contexto Marketing Digital

A origem do Marketing Digital está relacionada diretamente com a evolução da web.

Ele surgiu quase que junto à web e cresce simultaneamente com ela.

Por isso, para entender o contexto em que o Marketing Digital surgiu e se desenvolveu, vamos falar um pouco sobre a evolução da web.

Web 1.0

A primeira fase da web, 1.0, foi caracterizada pela ausência de interação e pouca participação dos usuários no processo de criação na internet.

Ou seja, os usuários eram passivos na internet e podiam apenas visualizar informações e pesquisá-las.

A comunicação nessa época continuava similar à do Marketing Tradicional, feita de cima para baixo, ou seja, os consumidores continuavam passivos em relação aos conteúdos que recebiam.

Web 2.0: a fundamental mudança na forma como fazemos Marketing

A Web 2.0 é aquela que conhecemos e que realmente revolucionou a forma como fazemos Marketing Digital.

Ela começou a crescer e ganhar espaço no mundo por volta do ano 2000.

O surgimento da Web 2.0 é caracterizado pela mudança como interagimos na internet e, principalmente, com marcas e empresas.

Ela democratizou a internet e agora todos podem compartilhar e produzir conteúdos para a web.

A comunicação passou a ser multilateral, portanto, os consumidores — que agora são ativos nas mídias digitais — conseguem comunicar-se diretamente com as empresas.

Uma palavra que define bem essa fase da web é interação .

O ambiente digital tornou-se um local muito interativo onde todos podem reagir aos conteúdos e compartilhar seus conhecimentos e opiniões.

Devido às infinitas possibilidades oferecidas aos usuários na internet e à participação ativa deles, é possível escolher entre as melhores opções.

Como consequência disso, os usuários ficam mais exigentes e isso requer mais esforço por parte das empresas na entrega de valor.

As fases do Marketing e sua evolução até o Marketing Digital: o que mudou ?

Pode-se dividir o Marketing, desde seu começo até a atualidade, em quatro etapas.

Desde o Marketing 1.0 até o 4.0, durante essas etapas, houve e ainda há um avanço considerável no modo como lidamos com o mercado e os consumidores.

A cada fase, o Marketing foi evoluindo devido à acessibilidade a novos recursos e à mudança da própria sociedade.

Essa avanço, porém, exige que os profissionais na área tenham cada vez mais conhecimentos e aumentem seus esforços.

Vamos, então, às fases do Marketing.

Marketing 1.0:

Essa fase começa na revolução industrial e marcou o início do Marketing Tradicional.

Nessa época, não importava muito como os consumidores se sentiam em relação ao produto.

Havia uma alta necessidade em simplesmente melhorar o cotidiano das pessoas, logo, a comunicação era toda centrada no produto.

O produto precisava ser prático, útil e barato e, além disso, tinha que auxiliar na sobrevivência dos indivíduos, satisfazendo suas necessidades físicas.

Era um mercado de produção e divulgação em massa, e os consumidores eram passivos do processo de Marketing.

Marketing 2.0: a importância do consumidor e uma nova era

Já ouviu falar na expressão “o cliente é rei”?

Essa frase pode resumir bem o período do Marketing 2.0.

A segunda fase iniciou com a chamada Era da Informação, possibilitada pelo surgimento de novas tecnologias que facilitam o acesso à informação.

É nessa época que o Marketing Digital começa a aparecer.

Os consumidores agora têm acesso fácil à informação e começam a adquirir um papel mais ativo no mercado.

Em meio a tantas opções, ele fazem a comparação de produtos e serviços e escolhem os que mais satisfazem seus desejos.

Foi nessa fase que as empresas começaram a perceber que seus clientes começaram a exigir não só o valor funcional dos produtos, mas também emocional.

Para entregar o melhor valor possível, as empresas iniciaram um processo de aproximação com os clientes e melhoria da imagem frente ao mercado.

Marketing 3.0: a era interatividade e integração e sua importante influência no Marketing

A terceira fase inicia no contexto da globalização e dos grandes avanços tecnológicos.

Essa fase é mais atual e utilizada por muitas empresas no mercado. Foi nessa época que as empresas começam a registrar suas missões, visões e valores.

As diferentes nações do mundo conscientizaram-se de que precisavam se unir e compartilhar conhecimentos pelo bem da humanidade.

Com a ajuda dos avanços tecnológicos, os indivíduos passam a ter mais acesso às informações e, consequentemente, tornaram-se cientes dos problemas sociais que existem no mundo.

Essa mudança de mentalidade refletiu diretamente no comportamento dos consumidores, que agora são mais exigentes.

Eles levam em consideração o desenvolvimento sustentável e responsável das empresas na hora de adquirir um produto ou serviço.

Frente a isso, o Marketing começou a focar nos valores e a levar em consideração toda a composição do ser humano, com corpo e alma.

É nessa etapa que o Marketing Digital começa a ganhar muito espaço.

As empresas visam oferecer a melhor experiência ao consumidor, e para isso, começaram a usar mais a web.

Marketing 4.0: como o mundo físico e digital se conectam, e possibilitam uma maneira inovadora e encantadora de se fazer Marketing

O Marketing 4.0 é integrador, inclusivo e social.

A quarta fase é considerada uma extensão da terceira, onde o meio digital passa a ser protagonista nas estratégias de Marketing.

Empresas do Marketing 4.0 integram os ambientes digitais e físicos para oferecer a melhor e mais completa experiência ao consumidor.

Essa fase é marcada pela conectividade e inovação, e é nessa época que surge a tão famosa Internet das Coisas.

Os consumidores querem facilidade e rapidez nos processos de compra de algo, e para isso, utilizam a internet .

As empresas, então, procuram oferecer meios que facilitem o processo de compra e que, ao mesmo tempo, proporcionem uma experiência única aos usuários.

A Internet das Coisas: como ela influenciou, e muito, o Marketing atual

Internet das Coisas

A Internet das Coisas é quando objetos físicos, como carros, equipamentos de agropecuária e prédios, têm conexão com a rede digital.

A Internet das Coisas possibilitou que objetos físicos façam a coleta e transmissão de dados para a internet.

Ou seja, ela integra os dois meios, abrindo muitas possibilidades inovadoras que facilitam o cotidiano das pessoas.

Utilizando a Internet das Coisas, o Marketing revolucionou a comunicação com os consumidores.

O Marketing Digital se utiliza desses recursos para entregar maior valor aos clientes, estando presente no dia a dia das pessoas mesmo quando estas estão offline.

Todos podem participar da internet e comunicar algo nela, e isso torna o mercado em geral muito mais competitivo e a inovação constante.

Por isso, é importante a pesquisa constante por novas tecnologias e tendências de mercado para que as empresas estejam sempre presentes e tenham diferencial.

Aprenda agora alguns conceitos essenciais para fazer uma boa estratégia de Marketing Digital!

Os 8 PS do Marketing Digital: os novos PS que fazem a diferença no mercado

O Marketing Tradicional tem como principais conceitos os famosos 4 PS: Preço, Praça, Produto e Promoção.

As estratégias eram todas guiadas pelos 4 PS, que possibilitam melhor organização tática.

Porém, desde o surgimento do Marketing Digital, muitos aspectos mudaram e o processo estratégico de Marketing se tornou mais complexo, exigindo novas etapas e considerações.

Pensando nisso, Conrado Adolfo decidiu escrever um livro chamado Os 8 Ps do Marketing Digital: O Guia Estratégico de Marketing Digital.

No livro, ele destaca 8 etapas que devemos seguir para conseguir uma estratégia de sucesso no meio digital.

São elas : Pesquisa, Planejamento, Produção, Publicação, Promoção, Propagação, Personalização e Precisão.

Vamos nos aprofundar mais um pouco em cada uma delas.

Pesquisa: entenda seu mercado e faça análises

A primeira etapa, de pesquisa, consiste em investigar o seu mercado como um todo, como público-alvo, concorrência, mensuração de resultados, enfim, pesquisar.

É nessa etapa que você define sua persona, baseado em pesquisas de mercado avançadas.

Além disso, você pode analisar sua concorrência, procurando entender o que funciona e não funciona em seu segmento do mercado.

É bom também mensurar os resultados de suas estratégias de Marketing Digital.

Para realizar as pesquisas, temos à nossa disposição diversas ferramentas online e muitas delas são gratuitas, como o Google Analytics.

Falaremos detalhadamente sobre as principais ferramentas do Marketing Digital mais adiante.

Planejamento: estruture um plano para alcançar seus objetivos

A segunda etapa consiste no planejamento estratégico, ou seja, com base nos dados coletados na pesquisa e seus conhecimentos gerais de Marketing, você traça um plano de metas que deverá ser seguido pela sua empresa.

Nessa etapa, é feito todo o planejamento com as plataformas que serão utilizadas, quais canais e como os resultados da estratégia serão mensurados.

Você também determina como será a divulgação, quanto tempo será requerido e se a estratégia é economicamente viável dentro do contexto da empresa.

Produção: como é na prática

É nessa etapa que o planejamento é colocado em prática e toda a estrutura da estratégia é produzida.

Os conteúdos que serão disponibilizados para os usuários são produzidos nessa etapa.

Também é decidido em quais plataformas — como blogs e redes sociais — serão divulgados os conteúdos.

Há diversas maneiras de produzir conteúdos para a web como posts para blogs, anúncios nas redes sociais, vídeos para o YouTube e IGTV do Instagram, imagens de divulgação para o Instagram, entre outras.

Os usuários, por sua vez, estão diante de infinitas informações e escolhem as que são mais relevantes.

Por isso, essa etapa é extremamente importante e devemos nos atentar à qualidade e relevância do conteúdo que será feito, com base no perfil de seu público e com uma linguagem adequada.

Um tendência muito forte que cresce juntamente com o Marketing Digital é o Marketing de Conteúdo.

Ele consiste basicamente em entregar valor aos usuários com conteúdos informativos e úteis sem pedir nada em troca.

Essa estratégia cria uma boa imagem para a marca e faz parte do início do processo de fidelização dos clientes, que se sentem mais confortáveis sem que as empresas cobrem pelos conteúdos.

Publicação: publique nos lugares certos

A etapa de publicação é quando você divulga seus conteúdos já produzidos nos canais predeterminados no planejamento.

Os canais devem ser escolhidos com base nas mídias digitais em que o público está mais presente.

Não adianta produzir um ótimo conteúdo e divulgá-lo nas canais errados, onde os usuários não acham a publicação relevante.

Para que uma publicação gere bons resultados, ela precisa ser notada.

E é aí que entram as estratégias de SEO, por exemplo, para melhor posicioná-los nos buscadores como Google ou em anúncios em redes sociais.

Falaremos sobre elas mais adiante.

Por isso, todas as etapas dos Ps anteriores e também sobre os quais falaremos são muito importantes e interdependentes.

Além disso, procure sempre otimizar os seus conteúdos com base na análise de performance deles.

O comportamento dos consumidores e a própria internet estão em constante mudança, o que interfere diretamente em sua estratégia.

Promoção: divulgue, promova, cative seu público

Após a publicação de seus conteúdos, é hora de promovê-los nos canais escolhidos na etapa de planejamento.

Uma das grandes vantagens em divulgar na mídias digitais é o recurso que algumas plataformas digitais, como Facebook e Instagram, oferecem para segmentação de seu público específico.

Esse recurso existe devido à evolução da internet e à facilidade em acessar informações dos usuários, pois eles mesmos as compartilham nas redes sociais.

Por isso, na etapa de promoção, utilize ferramentas como o Gerenciador de Anúncios do Instagram e Facebook ou Google AdWords.

Uma maneira muito boa para promover seus conteúdos é através de táticas de SEO, para posicioná-los nos buscadores organicamente.

Propagação: conquiste e encante as pessoas

Mesmo com o surgimento das novas tecnologias e do Marketing Digital, o Marketing boca a boca continua sendo extremamente importante, cria conexão com os clientes e confiança.

A melhor maneira de fazer isso é incentivando seus clientes a propagarem seu conteúdo.

Para isso, eles devem sentir-se confortáveis e é necessário oferecer a eles a melhor experiência possível, desde o processo pré-venda até o pós-venda.

Dessa maneira, os consumidores se identificam com a marca e, de forma natural, divulgam seu conteúdo.

Procure sempre incentivá-los a propagar sua empresa fazendo chamadas para ação em suas publicações.

Personalização: cada um tem suas necessidades e desejos

O investimento na comunicação cada vez mais personalizada para os consumidores é grande e já existem diversas maneiras de fazer isso.

Através da análise do comportamento de seus clientes em seu site, como frequência de visitas e compras realizadas, conseguimos personalizar as mensagens.

O tipo de tratamento e linguagem que será utilizado dependerá totalmente do perfil de cada cliente e do seu nível de relação com a marca.

Dessa forma, é possível criar um relação cada vez mais profunda e customizada com os clientes.

O Email Marketing é um bom exemplo disso. Com o avanço das tecnologias, é possível cada vez mais personalizar mensagens de e-mail para cada cliente.

Precisão: faça análise dos resultados de sua estratégia

A última etapa do processo de Marketing Digital é quando os resultados das estratégias são mensurados e você define o que deve ser alterado ou não em sua estratégia.

Para análise da performance de sua empresa são utilizados os KPIs (key performance indicator, ou indicadores-chave de performance), que podem ser taxa de conversão, ROI, entre outros.

Uma ferramenta muito boa para acompanhar o comportamento dos usuários em seus sites e blogs é o Google Analytics, que faz um acompanhamento da atividade dos usuários e a registra.

Falaremos mais à frente sobre as principais métricas de Marketing Digital.

Os 8 PS do Marketing Digital são essenciais para entender melhor os conceitos dessa estratégia e adequá-la aos objetivos de sua empresa.

Surgem novas ferramentas a cada instante que podem te auxiliar em cada etapa dos 8 PS.

Agora que você já sabe o que é marketing digital e seus principais conceitos, entenda um pouco de sua vantagens!

Vantagens do Marketing Digital: por que ele é tão importante ?

Não há dúvidas de que o Marketing Digital mudou positivamente todo o mercado e abriu infinitas possibilidades para empresas e consumidores.

Essa nova estratégia de comunicação é uma grande tendência na atualidade e é praticamente necessário participar do meio digital para crescer no mercado.

Vamos, então, destacar alguns aspectos vantajosos que o Marketing DIgital trouxe ao mercado.

Alcance

Quem não tem acesso à internet hoje em dia?

Com o advento de novas tecnologias mais econômicas, fica cada vez mais fácil para que as pessoas participem do meio digital.

O número de usuários nas mídias digitais só aumenta e, consequentemente, aumentam as inscrições em redes sociais, por exemplo.

Além disso, a internet é um local onde todos compartilham ideias e informações de todo o mundo, logo, é muito fácil que qualquer notícia fique viral.

Isso aumenta significativamente o impacto de qualquer campanha, que, se relevante, pode atingir um número de pessoas antes não imaginado pelos meios tradicionais de Marketing.

Interação

Um dos aspectos mais revolucionários da internet foi a interatividade.

Os consumidores têm diversas maneiras de interagir entre si e até com as próprias empresas.

As empresas que usam Marketing Digital sabem exatamente a reação de seu público a campanhas, podendo alterá-las ou tirá-las do ar com base na opinião dos usuários.

Essa característica criou um ambiente muito agradável, onde a comunicação entre empresas e consumidores é horizontal, de igual para igual.

Performance

Com as ferramentas e os recursos online de mensuração e análise, ficou muito mais fácil para uma empresa mensurar seus resultados e entender exatamente o que está dando certo ou errado em sua estratégia.

Há várias ferramentas digitais que visam facilitar o processo de análise de sua empresa; através delas, é possível visualizar os resultados de todas as suas campanhas e anúncios de forma prática e simples.

Falaremos mais sobre as ferramentas do Marketing Digital mais tarde.

Direção

As estratégias no meio digital são bem direcionadas e precisas para atingir determinado público.

Por serem plataformas interativas onde todos compartilham informações pessoais, há um banco de dados enorme e bem detalhado de cada pessoa.

Com esse banco, os profissionais nas redes criam ferramentas que ajudam as empresas a direcionar certo conteúdo, especificamente para as pessoas que ela quer atingir.

Isso ajuda muito, tanto nos resultados de uma estratégia de Marketing, quanto para a experiência dos usuários, que veem apenas conteúdos relevantes e condizentes com sua realidade.

Agora, vamos falar sobre os principais canais que podemos utilizar para a promoção e presença de marca.

Canais de Marketing Digital: saiba onde estar presente

Redes Sociais

Na internet, encontramos diversos locais onde é possível compartilhar conteúdos.

Os canais são muitos e cada um possui características próprias, disponibilizando uma variedade de recursos que podemos utilizar na divulgação de serviços ou produtos.

O ideal é tentar participar de todos os canais possíveis, para ganhar maior presença digital e reconhecimento.

Como foi dito antes, a escolha dos canais deve ser feita com base em seu público, porém, como veremos a seguir, os canais de Marketing Digital geralmente são interligados.

Portanto, é possível integrar seus diferentes conteúdos redirecionando os usuários de um canal para outro com chamadas para a ação.

Essa conexão pode trazer mais profundidade à sua empresa no meio digital e trazer ótimos resultados.

E-mail

O E-mail é um canal do Marketing Digital muito importante que permite aumentar o nível de engajamento com os leads e convertê-los.

Vamos falar sobre o E-mail Marketing mais à frente.

Blogs

Os Blogs antes eram usados mais para objetivos pessoais e não eram muito valorizados pelas empresas.

Porém, de uns tempos para cá, esse cenário mudou.

As marcas e empresas utilizam os Blogs para produzir conteúdos relevantes e atingir bons resultados nas buscas orgânicas.

Os conteúdos têm como foco o próprio tema em si, e não serviços ou produtos da empresa.

Eles objetivam resolver um problema ou responder a uma questão que seja relevante à persona do negócio.

Com bons conteúdos, uma marca pode atingir melhores posições na busca orgânica do Google e, consequentemente, atingir reconhecimento e autoridade.

Você pode criar conteúdos de diversos temas, contanto que façam sentido para o seu negócio.

Dessa forma, sua marca estará presente desde a primeira etapa de consideração dos possíveis clientes, ganhando a confiança deles e aumentando as chances de fidelizá-los.

Redes Sociais

As Redes Sociais são alguns dos canais mais importantes para o Marketing Digital.

Elas estão em constante inovação para melhorar a experiência dos usuários e oferecem novas ferramentas para promoção e criação de conteúdos a todo o momento.

O número de usuários das redes sociais só cresce e eles compartilham todo tipo de informações nas redes, desde pessoais até profissionais, o que possibilita uma segmentação bem específica dos públicos e facilita na hora de anunciar.

Segundo pesquisa do portal Statista, as redes sociais que tem mais usuários em 2019 são, por ordem decrescente:

  • Facebook.
  • YouTube.
  • WhatsApp.
  • Facebook Messenger.
  • WeChat.
  • Instagram.
  • QQ.
  • Qzone.

São muitas as redes sociais que podemos encontrar na internet. O ideal seria pesquisar em qual delas seu público está mais presente para participar da rede.

Além disso, é muito importante publicar e divulgar conteúdos que sejam relevantes e adequados aos formatos das redes sociais correspondentes.

Sites Institucionais

Sites Institucionais são essenciais para quem deseja presença digital.

Eles apresentam seu negócio e ajudam a tirar dúvidas de seus clientes ou potenciais clientes.

Além disso, é nos sites que você disponibiliza seus conteúdos e tenta vender uma ideia.

O site institucional também objetiva integrar toda a sua estratégia digital, servindo como elo ao redirecionar os usuários para as diferentes páginas que você tem na internet.

Os tipos de tráfego digital: entenda para saber como se adaptar aos ambientes

Tráfego Orgânico

O tráfego orgânico corresponde aos usuários que pesquisam algo no buscadores online, como Google, e acessam os resultados orgânicos, ou seja, não pagos.

Estar bem posicionado nos mecanismos de busca é extremamente benéfico para sua empresa, pois a maioria dos usuários tem preferência pelos resultados orgânicos de sua pesquisa, e a decisão de compra é influenciada por eles.

Por isso, existem diversas práticas de SEO para otimização de sites que melhor posicionam sites nos mecanismos de busca.

Tráfego Direto

O tráfego direto é quando os usuários pesquisam especificamente a URL do seu site ou alguma página sua.

Esse tipo de tráfego é muito positivo para sua estratégia, pois indica que o usuário já conhece seu site e quer saber mais e realizar alguma ação nele, ou que seu site foi indicado por alguém.

De qualquer forma, é importante que você sempre mantenha o seu site atualizado e com novos conteúdos, para que os usuários criem uma rotina de ver seu site.

Tráfego de referências

O tráfego de referência é quando outros sites atribuem autoridade ao seu domínio; para isso, eles utilizam os backlinks.

Backlinks são links de outros sites que direcionam o usuário para o seu site.

Eles são ótimos para SEO e, portanto, melhoram os resultados na busca orgânica.

Isso porque, quando sites de respeito e sérios te indicam, o Google entende que seu site é referência e, portanto, deve estar bem posicionado para melhor atender as necessidades dos usuários.

Mas, cuidado, há algumas práticas para obter backlinks consideradas como indevidas ou injustas pelo Google, o que pode resultar na punição do seu site.

Mídia Paga

A mídia paga nada mais é do que anúncios nas mídias digitais como redes sociais e o próprio Google.

Com os anúncios, você consegue aparecer nos primeiros resultados de determinada palavra-chave no Google, por exemplo.

Além disso, os anúncios também são veiculados diretamente em outros sites que seu público pode estar.

As próprias redes sociais oferecem plataformas em que você pode criar e veicular seus anúncios, que aparecem para o usuário de maneira natural enquanto ele navega pelas redes.

Estratégias de Marketing Digital: como ter mais resultados e sucesso no meio digital

Estratégias de Marketing Digital

São tantas ferramentas, táticas, recursos e plataformas na web que fica difícil saber quais utilizar e, principalmente, como utilizá-las.

Sabemos que a concorrência na web é muito acirrada e, por isso, o mercado exige cada vez mais das empresas.

Para se diferenciar no meio online, é preciso pensar bem na estratégia de Marketing Digital que você utilizará.

É importante que a estratégia que você utiliza seja adequada às suas metas e objetivos.

Está confuso em meio a tantas opções?

Não se preocupe, vamos destacar as estratégias de Marketing Digital mais eficientes e utilizadas por empresas.

Saiba mais abaixo!

Inbound Marketing: a estratégia de atração que tanto cresce

O Inbound Marketing tem como conceito principal a atração.

Essa estratégia engloba diversas outras do Marketing Digital e tem como objetivo fazer com que os clientes procurem sua marca ou empresa, não o contrário.

Ela tenta, com muita pesquisa e análise, definir quais são as principais dúvidas e necessidades dos consumidores, para atendê-los da melhor maneira.

Para isso, existem várias técnicas que podemos utilizar, como produzir conteúdos que despertem o interesse dos clientes, criando uma demanda por eles.

Dessa forma, as pessoas passam a buscar cada vez mais os seus conteúdos e você atende-os de diferentes maneiras.

O Inbound Marketing pode ser dividido em 4 etapas:

Atração: quando os usuários pesquisarem algo nas mídias sociais, sua empresa deve estar presente nelas e ter o conteúdo mais relevante possível, que realmente atraia as pessoas.

Conversão: nessa etapa, você deve se preocupar na conversão dos visitantes de sua página para incentivá-los a realizar algum tipo de ação, gerando leads.

Encantar: agora, você deve transformar esses leads em clientes, oferecendo as melhores propostas.

Fidelizar: essa parte é muito importante e, mesmo assim, algumas empresas não a consideram.

O pós-venda tem como objetivo fidelizar o cliente para que ele mesmo divulgue a sua marca naturalmente e faça futuras negociações com sua marca.

Uma das estratégias para entregar os conteúdos mais relevante é o Marketing de conteúdo. Falaremos sobre ele agora. Confira!

Marketing de Conteúdo

Marketing de Conteúdo existia antes mesmo do Marketing Digital, porém, devido à facilidade em criar e postar conteúdos na web, ele cresceu em conjunto com as estratégias de Marketing Digital.

O Marketing de Conteúdo tem como objetivo participar de toda a jornada de compra para que a marca tenha mais presença e reconhecimento.

Para isso, são produzidos conteúdos informacionais, educativos e outros que sejam relevantes e de qualidade para o usuário.

Uma marca que utiliza essa estratégia participa desde a etapa de consideração de um potencial cliente até a conversão.

Fazer parte desse processo pode trazer muitos benefícios à sua marca, como autoridade, reconhecimento e fidelização dos clientes.

Na prática, o Marketing de Conteúdo é mais conhecido pelos posts de blogs que visam posicionar bem nos resultados orgânicos.

Mas é possível aplicá-lo a outros canais, como redes sociais e sites institucionais.

Ações nas Redes Sociais: os paraísos das interações

As redes sociais são o paraíso das interações e dos compartilhamentos.

Os participantes das redes interagem com conteúdo de quase todos os tipos de temas.

Há pessoas de todos os estilos nas redes e isso permite que empresas de todos os tipos participem das redes sociais e atraiam muitos potenciais clientes.

Enquetes, pesquisas, anúncios e lista de leads são algumas das funcionalidades que você pode utilizar.

Elas te ajudam a escutar o que as pessoas em geral têm a dizer a seu respeito e como elas reagem a diferentes conteúdos.

A essência das redes sociais é o engajamento que os participantes têm com as publicações, e esse aspecto favorece muito as marcas que fazem conteúdos relevantes.

Você pode atingir diferentes objetivos com uma estratégia nas redes sociais, como:

Geração de leads, aumento do tráfego, reconhecimento, conversão e muitos mais.

SEO: a estratégia que aumenta a performance e traz resultados

SEO (Social Engine Optimization) pode ser definido como o conjunto de estratégias e técnicas de otimização dos sites para os mecanismos de busca.

É uma das estratégias mais utilizadas do Marketing Digital e é essencial para muitas empresas e marcas que almejam reconhecimento e reputação.

SEO tem como base três pilares; são eles: Relevância, Autoridade e Performance.

Todas as técnicas e estratégias de SEO visam posicionar os sites e páginas nas primeiras posições dos resultados orgânicos de buscadores como o Google, gerando mais tráfego.

Para isso, a otimização das páginas deve considerar tanto a experiência dos visitantes, quanto o algoritmo do Google que classifica e dispões os conteúdos nos resultados de acordo com alguns critérios.

Apenas alguns critérios do algoritmo são conhecidos.

Isso exige que os profissionais de SEO analisem a performance de outros sites bem posicionados, para tentar determinar quais outros aspectos influenciam nos resultados orgânicos.

SEO On Page

O SEO On Page consiste em todas as otimização que são feitas dentro da página ou site.

As otimizações podem ser: linkagens internas, meta-descrição, título, URL amigável, tags, categorias das páginas, entre outras.

Toda a estrutura das páginas deve ser atrativa e, simultaneamente, adequada aos critérios de ranqueamento do algoritmo do Google.

Link Building

A prática de Link Building consiste em conseguir links de outras páginas para a sua.

Esses links são muito bons, pois aumentam a autoridade de seu domínio e isso influencia diretamente no ranqueamento da página.

Email Marketing

Muitos subestimam o Email Marketing e o consideram erroneamente ultrapassado.

Pelo contrário, o número de usuários que utilizam e-mails é gigante, e eles permitem uma segmentação e customização muito grande. Além disso, aumentam significativamente a taxa de conversão e a fidelização dos clientes.

O Email marketing é barato e possibilita o envio de muitas mensagens simultaneamente, além de gerar muitos leads através de cadastros.

Os e-mails podem servir a diversos objetivos, como informar, educar, chamar para alguma ação, converter leads, divulgar algo, enfim, são muitos os objetivos que o uso do Email Marketing pode atingir.

Esses aspectos tornam o E-mail um dos canais mais importantes no qual uma empresa no meio digital deve participar.

CRO

A estratégia de CRO consiste em algumas estratégias de otimização no processo de conversão dos visitantes.

É nessa estratégia que algumas táticas com copywriting e teste A/B são colocadas em prática.

Elas ajudam a entender melhor o comportamento de seus potenciais clientes para poder atendê-los mais efetivamente.

Branded Content: a importância da imagem no mercado

Branded Content é uma estratégia que não advém do Marketing Digital, porém cresceu bastante com ele, assim como o Marketing de Conteúdo.

A tradução mais próxima ao termo é conteúdo de marca, ou seja, ela corresponde à produção de conteúdos relevantes voltados à marca, não a produtos ou serviços específicos.

Essa estratégia consiste em utilizar táticas como publicidade, eventos empresariais e oferta informações que façam com que as pessoas associem a imagem da marca a algo bom.

Para isso, os profissionais dessa área utilizam diferentes canais, muitos deles digitais.

Devido à chegada do Marketing 3.0, que alterou o modo como os consumidores se comportam no mercado, tornou-se muito importante para as marcas terem algum diferencial que seja relevante ao mercado.

Agora que você já sabe as principais estratégias do Marketing Digital, vamos às Ferramentas que o meio digital oferece para que sua estratégia seja concretizada.

Ferramentas de Marketing Digital: como por na prática suas táticas

As ferramentas permitem que você faça acompanhamentos mais exatos através de relatórios e dados analíticos.

Além de facilitar as análises de performance, elas te ajudam em todo o processo estratégico, desde a pesquisa até a produção e precisão.

Pensando nisso, resolvemos destacar algumas das ferramentas mais utilizadas pelos profissionais de Marketing Digital. Dê uma olhada!

SEMrush

SEMrush é uma das ferramentas mais conceituadas em uma estratégia de SEO.

Ao pesquisar qualquer palavra-chave, o SEMrush faz uma análise completa e detalhada, onde podemos ver quais aspectos trariam melhor performance nos resultados orgânicos e também patrocínios.

Para fazer essa análise, ele considera alguns fatores como a própria concorrência e aspectos de seu domínio.

Ahrefs

Ahrefs é uma ferramenta de SEO completa que também faz análises da concorrência e disponibiliza relatórios complexos com insights muito bons.

Inicialmente, ela tinha como foco principal a gestão e análise de backlinks para sua página, porém, ela começou a se expandir e tornou-se uma ferramenta completa.

A análise dela permite que você conheça melhor as táticas de sua concorrência e saiba qual é a autoridade do seu site e tráfego orgânico.

Google Analytics

O Google Analytics é uma das mais famosas ferramentas de análise. É totalmente gratuito e muito bom para quem deseja ter uma visão geral do seu site no mercado.

Ele disponibiliza métricas relacionadas ao seu site, como número de sessões e tempo de permanência na sua página.

MailChimp

MailChimp é a principal ferramenta para o e-mail Marketing.

Ela automatiza os e-mails, possibilitando disparo de e-mails segmentados e relatórios dos resultado deles.

É possível criar campanhas de e-mail e editar o layout deles nessa ferramenta. Por isso, ela é ótima para quem deseja fazer uma estratégia de Email Marketing.

WordPress

O WordPress é um sistema de gestão de conteúdos para a internet. Através dele, você pode criar páginas na internet como um blog e postar seus conteúdos.

Yoast

O Yoast é um plugin para o WordPress que te auxilia na otimização do seu conteúdo.

Com ele, é possível editar a meta-descrição e a title de um post. Além disso, ele faz uma avaliação do seu conteúdo baseado na palavra-chave escolhida.

HotJar

HotJar é uma ferramenta de análise de sites que disponibiliza informações sobre o comportamento dos usuários em sua página através de um mapa de calor.

O mapa de calor detecta quais locais de sua página tiveram mais interações dos usuários, além de fornecer dados sobre quais locais os usuários mais permanecem no site.

Essa ferramenta é muito boa para análise do desempenho e otimização da página. Um exemplo de seu uso é em blog posts.

RD station

RD station é um software que tenta reunir as diversas ferramentas requeridas para ter presença digital e melhorar seus resultados.

Ela disponibiliza ferramentas para redes sociais, SEO, email Marketing, de automação, entre várias outras que têm como foco principal te ajudar na estratégia de Inbound Marketing.

Ferramentas de criação

O meio digital possibilitou o surgimento de muitas ferramentas de criação e design.

Através delas, é possível editar vídeos, fazer animações, criar logos, criar anúncios, enfim, infinitas possibilidades que podemos utilizar para divulgar nosso negócio.

As principais ferramentas para isso são:

Premiere:software da Adobe de edição de vídeos;
AfterEffects:software também da Adobe para animar elementos e adicionar efeitos visuais a vídeos;
Illustrator:software da Adobe de criação de ilustrações como logos ou imagens ilustrativas;
Photoshop:software de edição e tratamento de imagens e fotos;
Canva:ferramenta gratuita de criação de designs.

Essas são algumas das ferramentas mais utilizadas no Marketing Digital, e é importante utilizá-las para complementar suas estratégias e alcançar suas metas.

Vale a pena pesquisar e procurar saber como usar essas ferramentas. Embora complexas, elas são bem didáticas e não muito difíceis de se aprender.

Vale lembrar que essas são apenas algumas das ferramentas que existem no meio digital. É importante a escolha das que mais se encaixam em sua estratégia de Marketing Digital.

Fique mais um pouquinho que tem mais!

Vamos falar agora sobre as principais métricas que você deve conhecer para mensurar resultados e adaptar suas estratégias.

Métricas de Marketing Digital: com mensurar os resultados

KPI Marketing Digital

Qualquer estratégia de Marketing bem-sucedida precisa de dados, informações e insights.

Sem parâmetros, é difícil entender o caminho que sua empresa está seguindo e quais resultados ela tem.

Por isso, as métricas são essenciais, mas, para nosso alívio, o Marketing Digital possibilita diversas maneiras de mensuração.

Com as métricas, conseguimos compreender melhor nossa estratégia e otimizá-la.

Pensando nisso, resolvemos destacar algumas das métricas mais utilizadas no Marketing Digital.

ROIo ROI, ou retorno sobre investimento, é uma métrica muito utilizada para mensurar o quanto você lucrou, considerando os custos de investimento e suas vendas.

A fórmula para definir o ROI é retorno/custo de investimento.

Custo por Lead: Custo por lead se refere a quanto você gastou para gerar um novo lead.

Taxa de rejeição: é quando os usuários entram em sua página e, logo em seguida, sem fazer nenhum tipo de interação, retornam às buscas para encontrar um resultado mais relevante.

Taxa de conversão: a proporção entre usuários que apenas acessam seu site e aqueles que são convertidos, como aqueles que compram algo, por exemplo.

CTR (Click Through Rate): corresponde à taxa de cliques em uma página.

CPC: é o custo por clique, ou seja, o quanto você gastará para obter um clique em um anúncio, por exemplo.

Sessões: a sessão é quando um usuário acessa sua página, independentemente do seu tempo de permanência.

O intervalo entre as sessões é de 30 minutos. Logo, caso um usuário acesse sua página mais de uma vez dentro de 30 minutos, será considerada apenas uma sessão.

Destacamos apenas algumas das infinitas métricas que existem no meio digital.

Lembre que a coleta de dados e análise traz muitos benefícios ao seu negócio.

Tem muito mais!

O Marketing Digital é uma forte tendência e é o futuro do Marketing.

Por isso, é extremamente importante saber sobre ele e aplicar seus conceitos em sua empresa.

Essa nova forma de fazer Marketing é inovadora e novas ferramentas, plataformas e estratégias são criadas a cada momento.

Para ter bons resultados e estar sempre à frente nesse meio, procure estar atualizado.

Lembre que os conceitos e estratégias te ajudam a entrar no ambiente digital e entendê-lo melhor.

Porém, são infinitas as possibilidades na internet e você não deve ficar preso às regras.

Use a criatividade, explore!

A internet é um espaço livre, portanto, inove!

Esperamos ter ajudado com esse guia introdutório ao Marketing Digital. Caso queira se aprofundar mais no tema, visite nossos posts a respeito. (=

A Conversion na mídia
Rede Globo de Televisão SBT Rede Record TV Bandeirantes Portal do UOL Yahoo Notícias Diário do Comércio e Indústria
Voltar ao Topo
fechar

Solicite Orçamento